• Livro sobre Blogs Evangélicos

    O livro foi escrito por um grupo composto por blogueiros cristãos consagrados e reconhecidos no Brasil, trazendo reflexões valiosas a respeito da utilização dessa ferramenta para a divulgação e defesa do evangelho na internet

  • Aplicativo UBEblogs

    Instale agora este aplicativo

  • Rede UBE

    Afilie-se

  • Quem somos

    A UBE nasceu em 30 de agosto de 2007 com o selo dos três peixinhos. Era um sonho dos irmãos Valmir Nascimento Milomem, Altair Germano e Esdras Costa Bentho de congregar blogueiros evangélicos para publicar conteúdo cristão na internet . Até setembro de 2008 a administração e moderação da comunidade

  • Os selos clássicos do UBE Blogs

    Escolha um dos selos cuja cor mais combina com o layout do seu blog e mostre a todos os internautas que faz parte do movimento virtual de blogueiros cristãos que mais cresce na Blogosfera Brasileira.

  • Salmos 133:1

    "Oh! quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união."

domingo, 20 de julho de 2014

Divórcio e novo casamento segundo os reformadores protestantes

Posted by Eliseu Antonio Gomes on 7/20/2014 12:24:00 PM with No comments
Por Cristiano Santana

Sei que a questão do divórcio e novo casamento é um assunto que sempre gera debates acirrados, por isso nem quero entrar no mérito da discussão. Eu apenas gostaria de me endereçar àqueles que acreditam estar seguindo toda a tradição reformada ao defenderem o indissolubilidade absoluta do casamento, que se resume nisso: um cristão só está livre para novo casamento quando o seu ex-cônjuge morrer. 

Na verdade, a doutrina acima é muito mais católica do que reformada. Na Reforma do séc. 16, no esforço de retornar ao ensino bíblico, os protestantes rejeitaram a natureza sacramental do casamento, e com isso a indissolubilidade absoluta do casamento cristão. Com base na Bíblia, desenvolveu-se no campo protestante o consenso que o casamento é santo, e em princípio indissolúvel, mas que existem situações que rompem o laço matrimonial, e que permitem o divórcio e novo casamento. 

Lutero, João Calvino, Zwinglio, Melanchton e outros, se pronunciaram a favor do divórcio, como último recurso nos seguintes casos: infidelidade, recusa em se manter relações sexuais, abandono do casamento, diferenças religiosas irreconciliáveis, perigo de vida, insanidade. Em Estrasburgo até o consentimento mútuo era aceito (abandono do casamento por ambos).

 Olhem o que diz a Confissão de Westminster, uma das últimas confissões formuladas durante a Reforma:

"O adultério ou a fornicação cometidos depois de um contrato, sendo descoberto antes do casamento, dá à parte inocente justo motivo de dissolver o contrato; no caso do adultério depois do casamento, à parte inocente é lícito propor divórcio, e, depois de obter o divórcio, casar com outrem, como se a parte infiel fosse morta."

Encerro dizendo, mais uma vez, não quero discutir se o novo casamento é válido ou não. Mas creio ter atingido o meu propósito ao demonstrar que a doutrina da indissolubilidade do casamento não tem nada de reformada, mas é de origem católica.

Fonte: Cristiano Santana - Uma Visão do Mundo

Fé e obras, ações no campo missionário

Posted by Eliseu Antonio Gomes on 7/20/2014 11:57:00 AM with No comments
Por Kelem Gaspar

Nossa EBF


Nossa Escola Bíblica de Férias aqui na Creche Escola Missionária Peniel está sendo uma bênção, dezenas de crianças da zona rural estão sendo atendidas, recebendo a palavra de Deus, ouvindo a história missionária e se alimentando com o melhor que podemos oferecer. A finalidade da nossa vida é a glória de Deus e nossa prioridade é tornar conhecido o seu nome. ‪#‎féeobras‬ 

A você que tem nos ajudado, muito obrigada em nome de Jesus. Amanhã, a equipe partirá rumo à ilha do Derrubado para realizar a EBF lá. 

Avante, tudo por Ele e para Ele! 

Belo Exemplo!


Às vezes pensamos que precisamos fazer algo grandioso e surpreendente para agradar a Deus e investir no seu reino, mas Rafinha (foto) ensinou uma preciosa lição: ele juntou moedinhas em seu cofrinho e entregou para ajudar nosso projeto missionário.  

É isso aí, Rafinha! O segredo é esse: cada um fazer a sua parte. Obrigada.

http://missionariakelem.blogspot.com.br/2014/07/nossa-ebf.html
http://missionariakelem.blogspot.com.br/2014/07/belo-exemplo.html

sexta-feira, 18 de julho de 2014

EBD - Lição nº 3: A importância da sabedoria humilde

Posted by Pr. Genivaldo Tavares de Melo on 7/18/2014 10:44:00 AM with No comments
EBD – LIÇÃO PARA O DIA 20/07/2014
PONTOS A ESTUDAR:

I – A NECESSIDADE DE PEDIR SABEDORIA A DEUS.
II – A DEMONSTRAÇÃO PRÁTICA DA SABEDORIA.
III – O VALOR DA VERDADEIRA SABEDORIA E A ARROGÂNCIA
        DO SABER CONTENCIOSO.


  
I – A NECESSIDADE DE PEDIR SABEDORIA A DEUS.

1.1 A sabedoria que vem de Deus.

O autor discorre de maneira brilhante, mostrando que a sabedoria que vem de Deus abre os horizontes para compreendermos o seu doador. A sabedoria divina difere da humana em todos os aspectos e principalmente porque ela permite o portador interagir com o seu semelhante de maneira graciosa, sem soberbia e nos capacita a discernir não apenas o contexto da vida terrena, mas, o contexto da vida eterna.

1.2 Deus é o doador da sabedoria.

Recomendo a leitura deste tópico, chamando a atenção dos alunos para a riqueza do argumento e dos textos indicados, lamentando o pouco tempo que se dispõe para determinadas lições.

a) A sabedoria comum, espiritual, vem ao crente na medida do seu desenvolvimento na fé e no conhecimento da Palavra de Deus.

b) A sabedoria com maior plenitude é um dom especial, concedida por Deus a quem ele queira enriquecer.

c) Que pede sabedoria a semelhança de Salomão é porque já possui em si, uma boa porção da sabedoria divina.

d) A sabedoria humana enriquece habilidosamente o seu possuidor, porém, não define mais nada além das questões desta vida.
1.3 Peça a Deus sabedoria.

Temos diante de nós, uma virtude que deve ser sempre pedida quando tratarmos de assuntos que estão além da nossa capacidade ou quando precisamos fazer alguém entender razões de bem viver.

II – A DEMONSTRAÇÃO PRÁTICA DA SABEDORIA.

2.1 A sabedoria colocada em prática.

Como saber se um crente é dotado de sabedoria? Pela sua forma de atuar no seio da igreja:
a) É sempre comedido nas discussões.
b) Nunca se precipita nas opiniões ou dar respostas apressadas quando consultado acerca de sonhos, visões e pareceres nas decisões sobre assuntos dos quais seja parte envolvida.
c) É pessoa tratável em todos os níveis de atuação, mostra sabedoria no trato das coisas do Reino e da igreja.

2.2 A humildade como prática cristã.

Um dos maiores sinais da posse da sabedoria divina é a profunda manutenção da humildade.

Damos como exemplo disso: Era simpático com todos e agia com urbanidade entre os irmãos; pôs a credencial no bolso, já não conversa com todos, circula entre os membros com ar de autoridade. Se tinha sabedoria, perdeu após a consagração ou reconhecimento de qualquer função na igreja.

2.3 Obras em mansidão de sabedoria.

A palavra chave deste tópico abordada pelo autor é o próprio texto de Tiago 3:13 “Mostre pelo seu bom trato, as suas obras em mansidão de sabedoria”. Precisa de mais comentários? Basta ver alguém agindo na igreja com intolerância, com arrogância, com falta de paciência e logo teremos alguém que não preenche qualquer requisito de uma pessoa sábia.

III – O VALOR DA VERDADEIRA SABEDORIA E A ARROGÂNCIA
        DO SABER CONTENCIOSO.

3.1 Administrando a sabedoria.

Quais as palavras chaves que percebo neste tópico?

a) Sabedoria é dada para administrar as bênçãos. Bênçãos administradas impedem que o orgulho domine o coração.

b) Administrar os dons. É a forma de mantê-los com autenticidade bíblica.

c) Viver a inteireza do Reino de Deus. Significa que a sabedoria permite avaliar todos os limites da nossa vida. Não nos deixa enganados.

3.2 A sabedoria verdadeira e a arrogância do saber.

Quando o orgulho toma conta:

a) De sábio torna-se louco.

b) A soberbia promove à sensação de reinar absoluta e cega a visão.

c) Faz com que os conselhos sejam subestimados. A vida corre perigo.

3.3 Atitudes a serem evitadas.

O resultado de uma sabedoria terrena.

a) É diabólica e animal.

b) É animal por ser dominada pelas emoções.


c) Diabólica porque o homem acaba prestando serviços a quem lhe inspire na destruição de sonhos próprios e de terceiros.

segunda-feira, 14 de julho de 2014

Percebo, logo existo

Posted by Sidnei Moura on 7/14/2014 12:13:00 AM with No comments
Imagem: PV

Sidnei Moura

O célebre escritor Jorge Luis Borges, patriarca das letras argentinas e um dos mais eruditos autores da literatura universal do século XX, reputava o futebol como exemplo de declínio cultural da humanidade ao ponto de afirmar que o futebol era "um símbolo da degradação social". Considerava o esporte como "esteticamente feio" e durante a sua vida fez inúmeras criticas a modalidade esportiva preferida por argentinos e brasileiros. Apesar de toda sua repugnância ao que chamava de uma ideia de "supremacia de poder" horrorosa, Borges produziu em parceria com Adolfo Bioy Casares um primoroso conto ficcional onde o esporte das massas é representado como pano de fundo em uma série de acontecimentos espetaculares, onde uma franca discussão sobre a questão da percepção da realidade é abordada.

No conto "Esse Est Percipi” (Existir é perceber), Borges e Bioy apresentam uma intrincada narrativa onde a vida de um torcedor de futebol é acompanhada a partir do momento em que ele se dá conta de que o estádio Monumental de Núñez - o estádio do tradicional clube River Plate, desapareceu. Ao tentar investigar o que aconteceu, ele descobre que o futebol já não era praticado em Buenos Aires havia muitos anos, e tudo o que ele sentira como real era invenção dos narradores, da TV e do rádio. “Os estádios já são demolições que se caem em pedaços. Hoje tudo se passa na televisão e no rádio. A falsa excitação dos locutores nunca o levou a pensar que tudo é mentira? A última partida de futebol que se jogou nesta capital foi no dia 24 de junho de 1937.”

Enquanto lia ontem a noite esse primoroso conto de Borges e Bioy, passei a pensar por um momento sobre o atual sistema de coisas em que a sociedade brasileira está inserida, e percebi que, na busca frenética de um povo por aquilo que defina sua identidade, por muitas vezes nos deparamos no meio do caminho diante de situações que parecem lutar pelo estabelecimento de uma "cultura" de negação da realidade no futebol, nos meios de comunicação quanto também na política, uma luta desenfreada por aquilo que consequentemente culmina com a subversão da verdade. 

Ora, apesar dos péssimos resultados da seleção brasileira na Copa do Mundo televisionada para todos os cantos do planeta, lá estavam narradores e comentaristas na TV, no rádio e demais meios de comunicação em massa elogiando a cada fim de jogo a "estupenda" atuação da seleção em campo, bem como os próprios cartolas que, no fim de tudo à despeito do reconhecimento da torcida, preferem insistir em negar a realidade com as declarações "Nós jogamos bem", "não fizemos um jogo ruim" e "não vejo como criticar a seleção hoje". Na política, enquanto a economia patina provocando ainda mais exclusão social, lá está o governo nos meios de comunicação afirmando que tudo está muito bem, embora pelas ruas e recantos de todo o país milhões expressem seu descontentamento com a elevação continua dos preços dos alimentos como resultado de uma inflação que já superou o teto estipulado pelo próprio governo onerando ainda mais o apertado orçamento das famílias mais pobres. Ao subverter a realidade a fim de torná-la imperceptível para as massas, subverte-se a própria verdade da realidade.

A luta contínua pela exibição para as massas de uma "saga heroica" que não condiz com a realidade tanto no futebol quanto na política na sociedade brasileira , não perceptível pela maioria, é uma realidade que pode ser afastada no mundo real. Evidentemente em campos opostos, a mediocridade dos governantes e dos meios de comunicação de massa é muito mais devastadora do que a mediocridade dos cartolas e das grandes corporações esportivas, porém todas podem ser sintetizadas nesse aspecto em uma única máxima de Borges sobre o futebol: “O futebol é popular porque a estupidez é popular”. Embora não tenha o mesmo ponto de vista de Borges sobre o futebol e ainda acredite que os meios de comunicação, o futebol e a política são capazes de oferecer condições de progresso quando levados a sério, penso que apenas a condição para a percepção nítida da realidade é capaz de propiciar o afastamento de forma gradual da estupidez que insiste em se estabelecer como dado cultural na multiplicidade de faces de nossa identidade como povo, nação e civilização.

Percebo, só assim de fato, existo.

* "Esse Est Percipi” de Jorge Luis Borges e Adolfo Bioy Casares é um dos contos publicados na obra "Cronicas de Bustos Domecq".

Sidnei Moura é licenciado em Letras e professor de Língua Portuguesa e literatura. É editor do blog Sidnei Moura, filiado à UBE - União de Blogueiros Evangélicos, e  reside em São Carlos - SP
Facebook: sidnei.moura  |  Twitter: @sidneimoura

sábado, 12 de julho de 2014

EBD - Lição nº 2: O propósito da tentação

Posted by Pr. Genivaldo Tavares de Melo on 7/12/2014 01:32:00 PM with No comments
EBD – LIÇÃO PARA O DIA 13/07/2014
PONTOS A ESTUDAR:
I – O FORTALECIMENTO PRODUZIDO PELAS TENTAÇÕES.
II – A ORIGEM DAS TENTAÇÕES.
III – O PROPÓSITO DAS TENTAÇÕES.



EM TEMPO: Deus a ninguém tenta nem pode ser tentado pelo mal, assim, nunca podemos dizer que Deus nos enviou esta ou aquela tentação. Tg.1:13.

I – O FORTALECIMENTO PRODUZIDO PELAS TENTAÇÕES.

1.1 O que é tentação.

Tentado não cedas, ceder é pecar, melhor e mais nobre será triunfar (75 da HC ).

a) Tentação é o que vem como forma de fazer-nos afrontar a santidade de Deus ou afastar-nos de princípios que aprendemos a cultivar com a Bíblia Sagrada.
 b) Tentação é tudo que nos induz a cair em contradição com respeito à verdade que defendemos e que queremos validar pela nossa vida, a  Palavra pregada ou aqueles ensinos dados a igreja.
c) Tentação é toda prova que vem para confrontar a nossa fé e confiança em Deus.

1.2 Fortalecimento após a tentação.

Quanto mais fogo, mais pureza do ouro; quanto mais prova mais vida aperfeiçoada para servir a Deus.

O fato de Jesus ter sido conduzindo ao deserto para ser tentado pelo diabo nos ensina de maneira firme que Deus não nos livra da tentação.

Deus espera que tenhamos forças para suportar a tentação e que permaneçamos firmes no propósito de bem servi-lo; nisto consiste a nossa vitória.

1.3 Felicidade pela tentação.

a) Não devemos nos deixar abater pelas tentações, notadamente aquelas que buscam minar as nossas forças e demover o nosso ideal de vida cristã exemplar.

b) Com relação as tentações que tentam nos derrubar moralmente, em relação a estas, não sentimos qualquer felicidade, salvo, quando a deixamos para trás e saímos ilesos.

II – A ORIGEM DAS TENTAÇÕES.

2.1 A tentação é humana.

Mesmo que venha da serpente, ela continua sendo humana. Satanás fechou o cerco criando meios para seduzir o homem em todas as áreas da vida. Penso que a maior tentação que temos hoje, se projeta no interesse de “TER” como no interesse de “SER”.

Pessoas que vivem nos grandes centros urbanos têm mais oportunidades de passarem por tentações do que aquelas que vivem semi isoladas no campo?

Nenhum ser humano vive sem provar a tentação sob as mais variadas formas.

2.2 Atração pela própria concupiscência.

Quando o apóstolo Paulo declarou que nele não existia bem algum, isto é, na sua carne, agradecemos pela sinceridade com que mostra que está sujeito às fraquezas, diferente dos que hoje se postam acima de qualquer adversidade. Rm. 7:18-24.



Podemos afirmar que temos um lado bom e outro ruim, próprios da natureza humana? Todos nós temos desejos, em algum momento da vida, vamos pelejar contra nós mesmos, para resistirmos às tentações.

2.3 Deus nos fortalece na tentação.

Já dissemos que Deus não nos livra das tentações? Agora podemos dizer que Deus nos livra nas tentações.

O maior segredo para sairmos vitoriosos nas tentações é pedir a manutenção da constante presença do Senhor pelo seu Espírito. Satanás não tem medo de nós, mas, de quem está em nós.


III – O PROPÓSITO DAS TENTAÇÕES.

3.1 Para provar a nossa fé.

A bem da verdade, ninguém gosta de passar provas ou ser tentado, mas, elas existem estando com Deus ou não.

A diferença é que estando com Deus, temos a certeza da vitória e também, as nossas provas sempre envolvem os nossos interesses em relação ao Reino que está preparado para todos os que amam a vinda do Senhor.

3.2 Produzir paciência.

A prova da nossa fé é muito mais preciosa do que o ouro que perece.
As muitas provas nos confirmam diante de Deus e dos homens.
A paciência é uma grande virtude, nos permite agir com sobriedade diante das provas.

3.3 Chegar à perfeição.

Estando no corpo, estamos longe da perfeição, todavia, quando aprendemos a dominar a nossa natureza, nos sobressaímos dos demais que reagem de maneira grosseira diante das provas.




sexta-feira, 11 de julho de 2014

Nove Segredos que a Esposa do Seu Pastor Gostaria que Você Soubesse

Posted by Carla Ribas on 7/11/2014 08:59:00 AM with No comments


Por Christina Stolaas
Tradução e Versão : Carla Ribas

Ela está sempre lá. Às vezes nos bastidores, às vezes com um sorriso de  boas-vindas, às vezes notada e reconhecida, às vezes  sendo silenciosamente julgada. 



A esposa do seu pastor; a força poderosa por trás da maioria dos líderes das igreja, muitas vezes vista como um mistério pelo resto da igreja. Porém, não precisa ser assim.

E se pedíssemos que a esposa do nosso pastor compartilhasse alguns dos seus segredos abertamente, honestamente, mesmo que anonimamente? E se pedíssemos que ela compartilhasse os seus sentimentos e revelasse o que gostaria que a igreja soubesse? 

Fiz uma pergunta simples e aberta para diversas esposas de pastores, em diferentes cidades e denominações, ocupando o cargo há vários anos - "Se pudesse dizer à igreja algumas coisas sobre o seu papel como esposa do pastor, o que você diria?“ 

As mulheres selecionadas são esposas de pastores presidentes, pastores locais, pastores líderes das crianças, pastores de jovens e ministros de música. Alguns servem em igrejas muito grandes com orçamentos ainda maiores, outros em igrejas recém inauguradas e até mesmo algumas antigas congregações. Apesar das diferenças, as respostas são curiosamente similares e, em muitos casos, quase idênticas. 

Sentei-me para um café, troquei e-mails e tive longas conversas com muitas esposas que livremente compartilharam seus segredos comigo em troca da promessa de anonimato. O que se segue é um conjunto condensado das suas respostas. 

1) "Eu queria que as pessoas soubessem que lutamos para ter tempo para a família." 

Houve uma resposta que recebi de todas elas. Cada. Uma. Delas. Todas. Repetidamente, muitas esposas  compartilharam inúmeras ocasiões quando as férias planejadas foram abreviadas (difícil?). Contaram histórias sobre noites familiares sendo reorganizadas por conta de crises de membros da igreja, emergências no meio da noite e interrupções regulares. Um verdadeiro dia de folga é raro; mesmo em dias programados, seus maridos estão de plantão 24/7. 

2) "Quase todos os dias tenho medo de estragar tudo." 

Elas não são perfeitas. Lutam muitas das mesmas batalhas que todas as outras mulheres: problemas conjugais, dificuldades familiares, doenças, finanças, filhos que tomam decisões erradas, medos e inseguranças. Algumas estações da vida são, obviamente, mais difíceis do que outras; mas lembre-se, as esposas dos pastores não são como a Mulher Maravilha, com poderes especiais. Por favor, tenham um pouco de misericórdia e compreendam. 

3) "Ser esposa de pastor é solitário,  por muitos motivos." 

Pessoalmente, acho isso surpreendente para muitos (é para mim). Várias esposas compartilharam as dificuldades de encontrar amizades  seguras, sendo olhadas (ou tratadas) de forma diferente e até mesmo desejando serem convidadas para um compromisso informal de senhoras. Uma esposa sugeriu," convidem-nos para algo apenas para nos conhecer. Nós gostamos de ser conhecidas.” As pessoas na igreja, muitas vezes pensam que a esposa do pastor é sempre convidada e popular. Na verdade, por qualquer motivo, algumas mulheres temem fazer amizade com elas. Aos domingos, as esposas dos pastores sentam-se sozinhas e, as que tem filhos são, essencialmente, mães solteiras.

4) “Não há problema algum e é bem-vindo conversar comigo sobre as coisas que não dizem respeito à igreja, ou mesmo Jesus. Pronto, falei!” 

Elas possuem uma variedade de interesses. Acredite ou não, muitas esposas de pastores frequentaram a faculdade e tiveram suas carreiras em tempo integral antes de se tornarem "a Sra. esposa do Pastor. "Elas possuem hobbies, gostos e desgostos, e embora muitas vezes sirvam ao lado do seu marido, são indivíduos com interesses e dons próprios. Não cometa o erro de pensar que a esposa do seu pastor tem a mesma personalidade do seu marido. Uma esposa contou que,​ ao anunciarem o seu noivado, as pessoas comentavam regularmente que ela deveria ser uma ótima cantora (porque o marido seria um ministro de música). Ao contar que sua voz estava mais para um gato à beira da morte do que um elegante pássaro cantando, o choque em seus rostos era evidente. 

5) "Às vezes, o domingo é o meu dia menos favorito. Espere - posso dizer isso?" 

Os domingos são difíceis. E longos. E não há descanso. Para a esposa de um pastor o domingo significa correria logo no início da manhã,  quando ela apronta toda a família para o seu “Melhor Domingo". Mesmo que não veja a esposa do seu pastor no púlpito, pode ter certeza, o domingo é igualmente cansativo para a maioria (todas) delas. 

6) "É difícil não guardar rancor ou não retrucar quando os membros da igreja criticam abertamente o seu ministério." 

Elas odeiam a crítica da igreja mais do que qualquer coisa. É doloroso., ofensivo e sim, é muito difícil não levar para o lado pessoal. É uma das coisas mais prejudiciais que testemunham regularmente dentro da igreja seja através de e-mails, mídias sociais ou fofocas. Elas desejam que as pessoas entendam quão sério a palavra de Deus fala sobre o perigo e o poder das nossas palavras. E o quanto isso fere a família do pastor.

7) "Por favor, não me subestime ou pense que não apoio o meu marido só porque você não me vê todas as vezes que as portas da igreja estão abertas." 

A maioria das mulheres não são funcionárias pagas. São esposas, mães e algumas trabalham fora de casa e precisam ter liberdade para orar e escolher os ministérios para os quais se sentem chamadas. 

8) "Eu gostaria que as pessoas soubessem que nós ensinamos os nossos filhos a fazer boas escolhas, mas, às vezes, eles não obedecem." 

As piadas sobre filhos de pastores devem ser evitadas a todo custo. O risco de rebelião para um "filho do pregador" não é nenhum segredo. Eles não são perfeitos, e nunca serão (os seus são?). Eles têm que aprender a caminhar na fé, assim como as outras crianças e precisam de incentivo e amor para fazê-lo. Mais uma vez, compreenda.

9) "O que eu posso dizer é que tenho sido abençoada além da medida, recebi presentes, dinheiro, amor e oração, tanta oração ... de tantas pessoas." 

Elas amam a sua igreja e compreendem que o cargo vem acompanhado de desafios especiais e bênçãos especiais; ele é gratificante e proporciona -lhes grandes alegrias.

Uma Consideração Extra 

Embora incomum, uma resposta se destacou. O topo da lista de uma esposa de pastor experiente simplesmente dizia: "Eu apaguei o meu número 1." Alguns segredos são tão difíceis de compartilhar que, até mesmo a promessa de total sigilo, não é suficiente para revelá-los. 

Essas mulheres fiéis desejam que saibamos de algumas coisas e, como um corpo de crentes trabalhando juntos para o mesmo objetivo, penso que, ao ouví-las, podemos compreender  melhor como valorizar os nossos líderes . Todas estas respostas apontam para uma verdade singular. A esposa do seu pastor é um ser humano que deseja ser conhecido, assim como você.

Você, esposa de pastor, poderá contribuir com esse artigo compartilhando o que desejar no espaço para os comentários.

Fonte em Inglês: ShatteredMagazine.net

quinta-feira, 10 de julho de 2014

O que Jesus quis dizer com "examinais as Escrituras" em João 5.39?

Posted by Eliseu Antonio Gomes on 7/10/2014 11:03:00 PM with No comments
Por Marcos Brito

"Examinais as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam", palavras de Cristo registradas em João 5.39. Mas, o que Jesus quis dizer com isso? É o que vamos ver neste simples artigo.

Tenho visto, quando vou ao templo cultuar, irmãos (principalmente pregadores) citarem o versículo bíblico em questão como um incentivo à leitura da Bíblia Sagrada. "Amados irmãos, Jesus nos incentiva, em João 5.39, a examinarmos a Sua Palavra, a Bíblia Sagrada", dizem eles. Porém o que Cristo falou sobre examinar as Escrituras não trata de ordem. Fosse assim, Ele teria dito: "Examinai", não "examinais". Viu só como uma consoante no final da palavra pode mudar o sentido da mesma?

Examinai (do verbo examinar) é a segunda pessoa do plural do imperativo afirmativo; enquanto examinais está no modo presente do indicativo (também segunda pessoa do plural). Como você pode ver, Jesus não estava dando uma ordem à Igreja quando disse: "Examinais as escrituras". "Então o que Ele quis dizer com essa expressão, irmão Marcos?", talvez você me pergunte. Vamos ver então... [continue lendo na página de origem].

Postagens populares

Conexão de amizades

Google+ Followers

Categorias

abaixo-assinado (2) abençoando (1) Aborto (15) Abraão (2) Aconselhamento Pastoral (5) Acordo Ortográfico (3) Altair Germano (48) ANAJURE (7) Apocalipse (1) Apologética (15) assuntos atuais (14) Ateísmo (3) atitudes (12) audio-books (1) avivamento (1) ação coletiva (10) barbárie (6) Belverede (9) bibliografia (1) Bibliotecas virtuais (3) black bocs (1) Blog do Momento (51) Blogagem Coletiva (74) blogagem profética (3) Blogger (14) Blogosfera Cristã (268) blogueiros (9) Boas vindas (1) Boicote (8) Brasil (20) Bíblia (2) Bíblia de Estudo (7) Cadastro (2) calvinismo (1) Campanhas (13) Carla Ribas (19) Carlos Minc (2) Carlos Nejar (1) Carlos Roberto Silva (5) Carnaval (1) casamento (17) cenas da vida (12) charge (3) Charles Péguy (1) China (1) cidadania (39) Cintia Kaneshigue (48) ciência (1) clamor (2) Como criar e editar um blog? (103) comportamento (5) Comunicados (53) Concurso no blog (7) Concursos (19) conectados em oração (8) conscientização (2) Consciência Cristã (19) Conto (1) contras (1) Contribuição (2) conversão (7) copa 2014 (3) coragem (1) corporativismo (2) corrupção (21) cosmovisão cristã (217) CPAD (12) CPAD News (3) CPI do Tráfico Humano (10) Creative Commons (6) crianças (8) crianças desaparecidas (8) crime (2) crowdfunding (1) Culto de Missões (6) cura gay (1) David Botelho (1) Denúncias (10) desabafo (1) Desafiando Limites (43) Desafio aos blogueiros (4) Desaparecidos (13) Desarmamento (2) Desastre Rio de Janeiro (4) descriminalização das drogas (1) Deus. (12) devocional (98) Dia da Bíblia (7) dia da mulher (7) Dia das Mães (5) Dia de Missões (3) Dia dos Pais (3) Dicas (114) dinheiro (7) direitos humanos (9) dissertação (1) Divulgação (12) Domingo da Igreja Perseguida (6) dons espirituais (5) Dr. Luis Pianowski (1) Dracaena (1) Drogas (1) e-book (25) e-books (3) EBD (30) EBI (1) Eclesiastes (1) Ecologia e Natureza (14) Editorial (8) educação (1) Eleições (21) Eleições 2014 (4) Eliseu Antonio Gomes (475) ENBLOGUE (20) Enquete (10) Entrevistas (37) Escola Dominical (4) Escrita (8) Esdras Costa Bentho (12) Esperança (10) Esportes (5) Estatuto (1) Estudos (16) Etica no Blogar (23) Evangelismo (55) Evento (14) exposed (1) Facebook (5) Família (54) família Cristã (2) Felipe M Nascimento (10) Ferramenta LIVRO (3) Ferramenta TEATRO (2) Ficção (1) Fidelidade (1) filhos (3) Filmes (5) Filosofia (3) fim do mundo (4) financiamento coletivo (1) finanças (2) formação de opinião (7) Formspring.me (1) frases e citações (4) Frida Vingren (1) futebol (2) (7) Férias (1) gastos copa do mundo (1) Geisa Iwamoto (2) Genivaldo Tavares de Melo (37) Geremias do Couto (12) Geziel Gomes (1) gif (1) governo (6) Graça (13) Guerra Cultural (2) guerra espiritual (1) Gutierres Siqueira (15) História (4) homofobia (2) HQ (1) Humor (4) Identidade (1) idosos (1) igreja (14) Igreja Perseguida (7) Imagens Cristãs (7) impostos (2) incoerência (2) indicação bibliográfica (1) indignação (1) infidelidade conjugal (2) inspiração (3) Intelectualidade (7) Interatividade (2) intercessão (19) internet (33) Internet Evangélica (27) intolerância (3) Izaldil Tavares de Castro (10) J.T.Parreira (1) Jairo de Oliveira (1) Japão (15) jejum (1) Jesus. (1) jogos eletrônicos (1) Jorge Luis Borges (1) João Cruzué (61) judiciário (3) Jurgen Moltmann (1) justiça (2) juventude (1) Júlio Severo (8) Kelem Gaspar (17) legislação (4) LGBTS (1) liberdade de expressão (2) liberdade de imprensa (4) liderança (8) literatura (8) livro digital (1) Livros (68) lição de vida (10) Lucas Santos (8) Luis Ribeiro (7) maconha (2) Magno Malta (1) manifestação (1) manifestações copa (1) manipulação midiática (1) manisfestação (1) Mantenedores UBE Blogs (3) Manual da UBE (8) marcha (1) Marco Feliciano (18) maridos (1) Marta Suplicy (3) Martinho Lutero (1) mastectomia (1) Matusalém (1) Maya Felix (10) Meios de comunicação (1) mentira (3) missiologia (20) Missão Integral (5) missões (84) Motivação (41) mulheres (3) mártires (1) música (2) nacional (1) namoro (2) Natal (33) Nietzsche (1) Notícias (85) opinião (28) oração (5) Orkut (13) ortodoxia (1) Pablo Massolar (1) pagamento (1) papel de parede (1) passatempos (3) pastores (7) Paul Washer (1) pena de morte (1) perdão (1) Perseguição política (9) Perseguição religiosa (21) PL 122/2006 (60) Plágio (13) PNDH - 3 (17) poder de Deus (6) Poesia (20) polêmicas (6) Política (106) Pornografia (2) portas abertas (1) Português (5) Primavera de Sara (2) profecias maias (1) profeta (1) Promoção (39) Protestantes (12) protesto (1) prós (1) páscoa (3) Rankings (1) Recursos (7) Redes Sociais (40) Reflexão (54) Repúdio (34) ressurreição (1) Retrospectiva (1) Revista Cristã (7) REVISTA FORBES (1) Ronaldo Côrrea (2) Sammis Reachers (84) Sara (2) Saúde Pública (4) SBB (1) Selos (15) Senado Federal (19) SENAMI (1) Sentido da vida (3) Sidnei Moura (3) Silas Malafaia (28) Sorteios (16) STF (9) suborno (1) Teatro (2) Tecnologias (6) Televisão (9) Templates (8) teologia (4) testemunho (6) trabalho escravo (1) tradução (4) tragédias (2) tráfico sexual (5) tutoriais (9) Twitter (10) UBE (8) UBE 2007 (83) UBE 2008 (120) UBE 2009 (166) UBE 2010 (201) UBE 2011 (236) UBE 2012 (173) UBE 2013 (159) UBE 2014 (122) UBE NA MÍDIA (4) UOL (5) urnas (1) utilidade pública (12) Uziel Santana (2) vaidade (1) Valmir Nascimento Milomen (107) viagem (2) viagem missionária (4) Victor Leonardo (7) Vida Cristã (102) vida eterna (2) vida real (13) Viktor Frankl (1) VINACC (13) Vinicius Pimentel (1) vídeo (50) Wagner Santos (1) Wallace Sousa (67) wallpaper (1) Wellykem Marinho (1) Wilma Rejane (135) Yosef Nadarkhani (7) Zip Net (3) África (3) ética (1) Ônibus Mágico (1)