• Livro sobre Blogs Evangélicos

    O livro foi escrito por um grupo composto por blogueiros cristãos consagrados e reconhecidos no Brasil, trazendo reflexões valiosas a respeito da utilização dessa ferramenta para a divulgação e defesa do evangelho na internet

  • Selo #20milBlogs

    "A UBE agora tem mais de 20.000 blogs associados. Gloria a Deus! E como manda a nossa tradição rsrsrsr... Publicamos um Selo comemorativo! (Em duas cores)."

  • Aplicativo UBEblogs

    Instale agora este aplicativo

  • Rede UBE

    Afilie-se

  • Quem somos

    A UBE nasceu em 30 de agosto de 2007 com o selo dos três peixinhos. Era um sonho dos irmãos Valmir Nascimento Milomem, Altair Germano e Esdras Costa Bentho de congregar blogueiros evangélicos para publicar conteúdo cristão na internet . Até setembro de 2008 a administração e moderação da comunidade

  • Os selos clássicos do UBE Blogs

    Escolha um dos selos cuja cor mais combina com o layout do seu blog e mostre a todos os internautas que faz parte do movimento virtual de blogueiros cristãos que mais cresce na Blogosfera Brasileira.

  • Salmos 133:1

    "Oh! quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união."

sábado, 20 de setembro de 2014

EBD LÇ.12 OS PECADOS DE OMISSÃO E DE OPRESSÃO.

Posted by Pr. Genivaldo Tavares de Melo on sábado, setembro 20, 2014 with No comments
EBD – SUBSÍDIO - LIÇÃO PARA O DIA 21/07/2014
PONTOS A ESTUDAR:
I – O PECADO DE OMISSÃO.
II – O PECADO DE ADQUIRIR BENS A CUSTA DA EXPLORAÇÃO ALHEIA.
III – O ESCASSO SALÁRIO DOS TRABALHADORES “CLAMA”  A DEUS.



PROPOSTAS DA INTRODUÇÃO:  É bom saber que o acúmulo de riquezas está intrinsecamente ligado a capacidade de cada um produzir e bem administrar os resultados. O comprometimento de cada um para com os seus interesses, separam os homens segundo suas posses e a Bíblia nos ensina sobre isto. O que é condenável é a opressão de um grupo sobre outro.


I – O PECADO DE OMISSÃO.

1.1 A realidade do pecado.
A vida no Eden já estava marcada  pela liberdade de escolha do homem. Quando Deus disse: Comei de tudo menos daquela, o arbítrio estava determinado pela obediência ou não a Deus.

Acho muito interessante como Deus estabeleceu o plano da criação, permitiu a queda e preparou a remissão do pecador.

O pecado não é um bicho devorador. O pecado é a flagrante desobediência à orientação divina, escolha de vida de cada homem ou mulher, pelo bem ou pelo caminho do mal.


1.2 O pecado de comissão.

Gula, avareza, luxúria, ira, inveja, preguiça e orgulho; assim, a igreja católica deu nome aos atos pecaminosos dividindo-os em dois grupos:
Os que não precisam de confissão e os passíveis de condenação, os sete pecados capitais.

Os sete “pecados capitais” são na verdade uma mera descrição comportamental do homem sob o pecado não sendo o pecado propriamente dito, o pecado se instala no coração do homem pela escolha que faz, aceitar ou não as orientações divinas.

O pecado estando instalado no coração do homem, as referências feitas como os sete pecados capitais, aparecem como copa da árvore e seus frutos. O mal está na raiz que ninguém vê e dá origem a tudo que sabemos do homem.


1.3 O pecado de omissão.

Observe-se que o pecado de “omissão” citado pelo apóstolo nem é levado em conta como pecado no meio do povo de Deus, mas, acreditem, pode fazer alguém perder o rumo.

É preciso muito cuidado, pois, o pecado de omissão está confortavelmente instalado em muitos púlpitos, estendendo as suas vergônteas até a porta de  muitas igrejas.



II – O PECADO DE ADQUIRIR BENS A CUSTA DA EXPLORAÇÃO ALHEIA.

2.1 O julgamento divino sobre os comerciantes ricos.

Mais uma vez é preciso deixar claro que a reprimenda não vai ao rico pela sua riqueza e sim pela maneira como roubam os seus trabalhadores.

Em todas as áreas da vida inclusive dentro da igreja, ajustar os que trabalham de forma desonesta é vista por Deus como algo sujeito as penalidades do seu juízo. Imperdoável.


2.2 O mal que virá.

Transitoriedade dos bens materiais.
Recentemente, perdi uma cliente cujo capital beirava os 8 milhões, sem ter vivido uma vida confortável com o mínimo de prazer, economizou para outros gastarem. Tudo aqui é demasiadamente transitório.


2.3 A corrosão das riquezas e o juízo divino.

Em Mt, 6:19 temos a advertência do Senhor para quem coloca o coração nas riquezas.  Guarda-se onde será consumido pela traça ou roubado.

É preciso que os crentes do Senhor tenham muito cuidado para perceber quando o cuidado atinge o limite expondo a avareza.


III – O ESCASSO SALÁRIO DOS TRABALHADORES “CLAMA”  A DEUS.

3.1 O clamor do salário dos trabalhadores.

Deus se levantará sobre toda sorte de injustiças praticadas contra o trabalhador.

Isso nos deixa perceber que antes de qualquer sindicato Deus estabeleceu regras para que o trabalhador não seja explorado pelos gananciosos.

3.2 A regalia dos ricos que não temem a Deus cessará.

O autor cita a parábola do rico e do mendigo Lázaro; qual foi o fim de cada um. Esta parábola nos enche de conhecimento sobre a vida e a morte.

O fim dos orgulhosos cujo coração está unicamente sobre as suas riquezas e alguém que nada tinha nesta vida, mas, era rico com Deus.

Lutemos pela riqueza celestial.


3.3 O pobre não resiste à opressão do rico.

Ainda hoje é de amargar como o pobre é alvo de zombaria e desprezo pelos poderosos que os compram como quem compra uma peça.

São poucos os que têm um coração aceso e preocupado com a sorte dos despossuídos. O pobre é sempre pobre e talvez esta seja a causa pela qual o Senhor nunca foi encontrado nos palácios, confabulando com os poderosos.

Diferente dos muitos líderes de hoje, JESUS, não abandonou os que mais precisavam de uma mão estendida.

Espero que nenhuma igreja jacte-se de estar fazendo trabalho social somente por que entregam meia dúzia de cestas básicas, contendo 80% dos produtos, desinteressantes para consumo.




terça-feira, 16 de setembro de 2014

Veja o que os ingleses descobriram sobre a morte de Eduardo Campos

Posted by Wilma Rejane on terça-feira, setembro 16, 2014 with No comments



De acordo com o jornalista investigativo norte-americano Wayne Madsen, especialista em inteligência e assuntos internacionais, os Estados Unidos, por meio da CIA, estariam envolvidos naqueda do avião que matou Eduardo Campos no dia 13 de agosto.

A denúncia de Madsen foi feita na sua coluna “All Factors Point to CIA Aerially Assassinating Brazilian Presidential Candidate” (“Todos os Fatores indicam que a CIA assassinou por via aérea candidato brasileiro à Presidência”, sem tradução para o português), publicada no jornal online Strategic Culture Foundation. No texto, que lembra uma teoria da conspiração, o jornalista afirma que uma derrota de Dilma Rousseff representaria uma vitória para os planos de Barack Obama de eliminar “presidentes progressistas” da América Latina.



Segundo Madsen, os EUA têm um longo histórico de participações em mortes de políticos que ameaçam o “Império Americano”, o que tornaria a queda do Cessna ainda mais suspeita. Veja agora os motivos levantados pelo jornalista para desconfiar da participação da CIA no acidente:

1. Avião Cessna 560XLS

De acordo com a coluna, os aviões modelo Cessna 560XLS apresentam um “histórico de voo perfeitamente seguro”, tornando mais estranha a queda da aeronave de Eduardo Campos.

O texto ainda discute que diversas incertezas estão sendo levantadas sobre o proprietário do avião, que teria sido comprado por meio de empresas-fantasma. Além disso, Madsen questiona o fato de o gravador de voz da cabine do piloto não ter funcionado – a conversa registrada pelo aparelho e divulgada pela mídia pertencia a um voo anterior.

O jornalista afirma que “observadores brasileiros” acreditam que o Cessna de Eduardo Campos era um “avião fantasma” e que a nebulosidade em torno do proprietário da aeronave seria uma das táticas utilizadas pela CIA para encobrir suas atividades.

2. Equipe de investigação

 

Madsen levanta suspeitas sobre a equipe norte-americana enviada ao Brasil para investigar a queda da aeronave. Segundo ele, a National Transportation Safety Board já havia dado motivos para desconfiança durante a investigação de dois outros acidentes (TWA 800 e American Airlines 587), quando obteve “excelência em acobertar ações criminosas”.

3. Marina Silva é um fantoche de George Soros

 

Nas palavras de Madsen, Marina Silva é um “fantoche” de George Soros, um magnata húngaro-americano que está na 27ª posição entre os mais ricos do mundo da revista Forbes e que teria feito doações milionárias para reeleger Obama. O jornalista ainda ressalta que Marina Silva é membro da Igreja Assembleia de Deus, pró-Israel e muito mais favorável aos EUA do que Dilma Rousseff.

 


A atual presidente, na visão de Madsen, representa uma ameaça aos EUA, que estariam ainda mais desconfiados depois que Edward Swoden revelou que a Agência Nacional de Segurança (NSA) estava espionando as atividades de Dilma. Além disso, o governo americano estaria muito irritado com a criação do banco do BRICS.

Com a substituição de Eduardo Campos por Marina Silva, todos sabem o que aconteceu: as pesquisas passaram a se mostrar mais favoráveis à candidata do PSB do que à do PT. Apesar de Dilma aparecer à frente de Marina no primeiro turno, a situação se inverte nosegundo. 


4. Marina Silva como “Terceira Via” 

Conforme Madsen alega, a apresentação de Marina Silva como uma terceira opção entre a polarização PT e PSDB teria, na verdade, origem em uma corrente internacional conhecida por “Terceira Via”, à qual pertenceram vários políticos financiados justamente por George Soros. Para o jornalista, a intenção dessa corrente seria infiltrar seus representantes e assumir o controle de partidos ligados à classe trabalhadora. Entre os políticos mais famosos da Terceira Via, estariam Bill Clinton, Tony Blair e Fernando Henrique Cardoso.



O próprio Eduardo Campos faria parte dessa corrente; entretanto, segundo Madsen, a Terceira Via não veria nenhum problema em tirá-lo de seu caminho para poder colocar no poder Marina Silva, que seria mais popular do que Campos e atenderia mais aos interesses de Israel e dos EUA.

Você pode conferir as reportagens sobre o caso, no original inglês, Aqui e Aqui

Fonte:Megacurioso 

Nota da blogueira: Essas informações que já estão se multiplicando em blogs e tabloides de todo o mundo, podem muito bem ter sido encomendadas para prejudicar a campanha de Marina Silva: carece de investigação.  Difundo esse artigo para conhecimento do público brasileiro e para que saibamos que o clima da eleição chegou ao exterior com muitos boatos.

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Uma lição no lugar dos figos verdes

Posted by Wilma Rejane on segunda-feira, setembro 15, 2014 with 1 comment
O Reino dos céus é como um rei que preparou um banquete Mt 22:2



Wilma Rejane

Betânia era uma pequena cidade, a duas milhas de distância de Jerusalém, o nome é uma referência a “lugar de figos verdes”. Jesus e os discípulos frequentavam Betânia, haviam se tornado amigos da família de Marta, Maria e Lázaro. Nessa residência eles geralmente se reuniam para refeições e ensino da Palavra. É curioso, mas os três irmãos pareciam ser órfãos, pois em nenhum momento se ouve falar de seus pais, nem mesmo quando da morte e ressurreição de Lázaro. Uma pequena família liderada pela irmã mais velha chamada Marta, seu nome reflete bem sua condição: “Marta = dona de casa”.

Do encontro de Jesus com esses irmãos aprendemos lições magníficas, e aqui trato especificamente do episódio que ficou conhecido como “Jesus na casa de Marta e Maria”. São cinco versos do Evangelho de Lucas 10: 38-42: 

  • Caminhando Jesus e os seus discípulos, chegaram a um povoado onde certa mulher chamada 
  • Marta o recebeu em sua casa. Maria, sua irmã, ficou sentada aos pés do Senhor, ouvindo a sua palavra.
  • Marta, porém, estava ocupada com muito serviço. E, aproximando-se dele, perguntou: "Senhor, não te importas que minha irmã tenha me deixado sozinha com o serviço? Dize-lhe que me ajude!"
  • Respondeu o Senhor: "Marta! Marta! Você está preocupada e inquieta com muitas coisas;
  • Todavia apenas uma é necessária. Maria escolheu a boa parte, e esta não lhe será tirada".


No diálogo com Jesus, há referência explícita sobre “ ansiedade, preocupação e ocupação”. Essas coisas estão presentes em Marta que se movimenta de um lado para outro da casa, na intenção de proporcionar uma ceia de qualidade aos anfitriões. Já Maria reflete o caráter de alguém disposto a aprender, a crescer espiritualmente, a companhia de Jesus é o maior atrativo para ela.


Maria demonstra de inicio, maior discernimento e prontidão sobre as coisas do Reino de Deus e Marta é bem eficiente e hábil com as questões domésticas. Olhando para as duas irmãs e seus modos de comportarem-se diante de Jesus, aprendemos sobre relacionamentos com Deus e com os homens.

Tenho lido e relido diariamente essa passagem, com o objetivo de não me deixar “tragar” pelas muitas ocupações diárias, pela ansiedade e perturbação que tão de perto nos ronda em um mundo que exige cada vez mais rapidez e diversidade de talentos. Algumas pessoas já acordam com a mente repleta de pensamentos sobre o dia que inicia e no raiar do sol, já se faz um  diagnóstico de cansaço e  murmurações. Assim como Marta, na melhor das intenções.

Porém, é com Maria que está a chave para a paz e a confiança diária. Jesus diz: “Marta, Marta! Você está preocupada e inquieta com muitas coisas, todavia apenas uma é necessária. Maria escolheu essa boa parte”. Ou seja: o melhor dos banquetes ofertado a Jesus, não se compararia ao Banquete que Ele tinha a oferecer para elas, as irmãs. O melhor vinho, a melhor carne de carneiro, as mais finas especiarias sobre à mesa, eram meros coadjuvantes, o melhor da festa era Jesus, e Maria estava desfrutando disso.

Poderíamos perguntar: "se Marta não cuida da refeição, seria desleixo. Quem iria servir?" Jesus não repreende o trabalho de Marta em detrimento da acomodação de Maria, mas elogia Maria chamando a atenção de Marta para que esta não negligencie a comunhão com Deus.

A atenção de Maria para com Jesus pode ainda simbolizar: reservar tempo para nossos relacionamentos familiares e sociais. Ouvir as pessoas, sentar com elas, dedicar tempo para família, amigos. É que às vezes, as coisas parecem ocupar o lugar das pessoas, sendo que estas últimas são infinitamente mais valiosas e carentes de afeto e atenção. Claro, coisas por mais caras que sejam não ocupam de fato, lugar de pessoas essa é uma ilusão, porém real em nossos dias.

Já fui como Marta até aprender com Jesus que precisava parar, rever valores, agir como Maria. Ela sentou aos pés de Jesus para ouvi-Lo em um tempo que apenas homens faziam isso. Os discípulos podiam ser vistos frequentemente aos pés de seus mestres, enquanto que as mulheres, ficavam de pé, ao longe. Maria fez diferente e melhor, ela anelou a companhia de Jesus e debruçou todo seu ser em atenção as palavras do Mestre, aos Seus pés. Essa é “melhor parte” que nos tranquiliza diante da correria do mundo.

Você está ansioso, preocupado, submerso em muitos afazeres? Pare um pouco, reserve um tempo para ficar a sós com Jesus. Converse, escute. Leia a Palavra de Deus e entregue para Ele todo o fardo. Um verso de Mateus nos diz: “Não andeis preocupados, cuidadosos com muitas coisas...” Mt 6:25. A tradução para “andeis cuidadosos” é “merimnao” de “merizo”, que quer dizer “dividir em partes” (Dicionário Strong 3309) . Marta estava dividida, preocupada, ansiosa. Maria não.

O exemplo de servir, estava em Maria e não em Marta, irônico, não? Logo Marta que não parava de   trabalhar? O problema não era o trabalho, mas a atitude. Sua mente, seu espírito estavam atribulados porque lhe faltava a comunhão. Maria, a mais nova, também era prendada na cozinha e certamente uma boa auxiliar doméstica, mas priorizava o relacionamento com Jesus. Priorizar Jesus. Não conheço nada mais balsâmico, eficaz e tranquilizador do que aprender com Jesus e obedecer a Ele.


“Regozijai-vos sempre no Senhor; outra vez digo, regozijai-vos. Seja a vossa moderação conhecida de todos os homens. Perto está o Senhor. Não andeis ansiosos por coisa alguma; antes em tudo sejam os vossos pedidos conhecidos diante de Deus pela oração e súplica com ações de graças; e a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos pensamentos em Cristo Jesus. ” Filipenses 4:4-7

Amados irmãos, essa reflexão também é para mim, pois necessito priorizar o relacionamento com Jesus e não murmurar, estressar  e desesperar pelas muitas ocupações diárias e relacionamentos sociais. Acumular preocupações e ansiedades não resolvem a vida, só atrapalham. Na casa de Marta, Maria e Lázaro, Jesus nos ensina. E quando houve algo grave na casa dos irmãos (a morte de Lázaro por exemplo), Jesus foi ao encontro da família e socorreu-os. Ele não foi no mesmo instante que ficou sabendo da morte do amigo, porque eles precisavam aprender ainda outras coisas sobre fé e amor. Mas Ele foi.

Marta convidou Jesus para ir até sua casa, a família amava a Jesus e Ele também os amou. E mesmo quando acharam que o Amigo estava distante, Ele estava próximo e atento. Que nosso vida seja como essa lição da “casa dos figos verdes” que alimenta aos anfitriões, mas prioriza o ser alimentado por Deus.


Amém.

sábado, 13 de setembro de 2014

EBD LÇ.11 O JULGAMENTO E A SOBERANIA PERTENCEM A DEUS

Posted by Pr. Genivaldo Tavares de Melo on sábado, setembro 13, 2014 with No comments
EBD – SUBSÍDIO - LIÇÃO PARA O DIA 14/07/2014
PONTOS A ESTUDAR:
I – O PERIGO DE COLOCAR-SE COMO JUIZ.
II – A BREVIDADE DA VIDA E O RECONHECIMENTO DA SOBERANIA DIVINA.
III – OS PECADOS DA ARROGÂNCIA E DA AUTOSSUFICIENCIA DO SER HUMANO.





PROPOSTAS DA INTRODUÇÃO:  Como fica a relação interpessoal com o novo nascimento? Livre de preconceitos, de sentimentos facciosos e a contribuição voluntária para o bem estar uns dos outros.

  
I – O PERIGO DE COLOCAR-SE COMO JUIZ.

1.1 A ofensa gratuita.

Vivemos mais tempo dentro da igreja que em qualquer outra instituição que poderíamos frequentar como lazer.
De domingo a domingo e de janeiro a dezembro.
O autor reconhece que os conflitos, na maioria dos casos não passam de um “disse me disse”.

Quando pensamos que acabaram com o “disse me disse”, ele surge como foco de incêndio; no coro da igreja, no conjunto de jovens ou dos adolescentes.

Uma das razões para esse “disse me disse” são os ensaios dos diversos conjuntos que aproximam os crentes em maior intimidade e tempo ocioso dentro do templo.

A incidência dos conflitos são quase “zero” nas igrejas sem muitos conjuntos e ensaios.

1.2 Falar mal dos outros e ser juiz da lei.

A razão pela qual se emite tanto juízo de valor dentro das igrejas tem como causa a maneira como ensinamos. Transformamos a igreja em um condomínio. Dizemos o que é proibido e quando nem todos cumprem, os que cumprem levantam-se em coro para cobrar comportamentos.

1.3 O autêntico Legislador e Juiz pode salvar e destruir.

Quem és que julgas a outrem?

Quando Jesus disse que nem ele mesmo julgava, tomamos para nós de forma abusiva o poder de emitir julgamentos. É como uma doença em nosso meio. Jo.8:15.

Quando amamos de verdade, cobrimos uma multidão de pecados e são pecados cometidos uns contra os outros; se for contra Deus, sabemos da sua misericórdia, porém, não sabemos da nossa.

Nesse contexto de vida, muitos saem feridos.


II – A BREVIDADE DA VIDA E O RECONHECIMENTO DA SOBERANIA DIVINA.

2.1 Planos meramente humanos.

Como entender essa questão de planejar sob a dependência de Deus?

Sempre lembro a questão da forma como falamos: Se de maneira soberba, excluímos Deus do projeto e se de forma humilde e submissa, fica implícito que Deus sempre faz parte do projeto, sendo ele o autor da nossa vida sob todos os aspectos.

2.2 A incerteza e a brevidade da vida.

Interessante como Tiago era sensível às questões da vida, seu conhecimento e preocupação em nos ensinar sobre a importância de valorizar cada momento de forma inteligente sabendo que não temos domínio de cada minuto ainda não chegado.


2.3 O modo bíblico de abordar o futuro.

Quantos perderam a vida sem sequer acordar para o café da manhã.
Quantos saíram para o trabalho e nunca chegaram nele.
É preciso confiar o nosso tempo nas mãos de Deus, agradecendo por cada momento vivido.

A brevidade e incerteza da vida humana quanto a sua existência, não impede que nos alegremos nos projetos e desejos de uma vida melhor, todavia, nunca nos esquecendo: “Se Deus permitir...”

III – OS PECADOS DA ARROGÂNCIA E DA AUTOSSUFICIENCIA DO SER HUMANO.

3.1 Gloriar-se nas presunções.

Há quem haja de maneira soberba e presunçosa, muitas vezes a vista de todos, nos cultos públicos, quando queremos fazer parecer que somos senhores do tempo e do espaço. Pura empáfia.

3.2 A malignidade do orgulho das presunções.

Já vi muitos casos em que líderes crescem com o seu trabalho, orgulham-se da grandeza e caem fragorosamente; Deus os entrega e os faz beber do próprio cálice.

O autor faz lembrar o rei de Tiro (Sendo tu homem e não Deus). Ezq.28.

A soberba de Nabudonosor e sua queda Dn. 4:33.

3.3 Faça o bem.

Começamos por fazer o bem quando aprendemos a respeitar o tamanho de cada irmão e não nos ensoberbecermos sobre eles pelas revelações recebidas de Deus.

Esse é o primeiro passo e o segundo é tirar o zíper do bolso para assistir os mais necessitados.



sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Charles de Gaulle e a Refinaria da Petrobras no Facebook

Posted by Eliseu Antonio Gomes on sexta-feira, setembro 12, 2014 with 1 comment
De Gaulle, caricatura compartilhada por Camille
/ Political Caricatures / Pinterest.
 (The New York Review of Books)
ELE DISSE, ELA DISSE... | Em minhas navegações nas páginas do Facebook, encontrei uma frase muito interessante, mais ou menos assim: “O que há de ruim nas excelentes frases que encontramos atribuídas para pessoas célebres, é que nem sempre conseguiremos confirmar se elas realmente falaram o que dizem que disseram”. 

“LE BRÉSIL N'EST PAS UN PAYS SERIEUX.“ | Muito antes de existir Facebook, atribuem “o Brasil não é um país sério” ao general Charles de Gaulle, estadista francês. Mas segundo o autor do livro Um embaixador em tempos de crise (Livraria Francisco Alves Editora, 1979), de Carlos Alves de Souza Filho, que foi embaixador do Brasil na França entre 1956 e 1964, a frase teria sido dita por ele, quando conversava com um jornalista sobre a Guerra das Lagostas – a pendenga entre João Goulart e de Gaulle sobre a pesca dos crustáceos feita por franceses em águas brasileiras lá pelas bandas de Pernambuco.

A REFINARIA DA PETROBRAS EM ABREU E LIMA FAZ JUS À FRASE | Seja quem for o autor de "o Brasil não é um país sério", esta frase vem bem a calhar, tais quais as frases encontradas em redes sociais, quase todas elas repletas de lucidez mas sem comprovação de autoria a quem elas são atribuídas.

O projeto para refinar petróleo em Recife - com 100% de tecnologia brasileira - foi anunciado com ufanismo há cerca de dez anos atrás, embora houvesse parceria com venezuelanos. A previsão de custo era de US$ 2,5 bilhões. As obras começaram em 2007 e passados sete anos a construção está incompleta e o governo da Venezuela desistiu do compromisso. Investigações do Tribunal de Contas da União afirmam que o orçamento está superfaturado em mais de sete vezes. Auditores alegam que existe ingerência e agora fala-se que o valor final ficará em cerca de US$ 18 bilhões. Mas, não se sabe ao certo quando a obra desta refinaria terminará, portanto, os gastos reais são incalculáveis.

Nenhum responsável pela bandalheira está na cadeia. Aliás, alguns estão na TV pedindo o voto de brasileiros. O Brasil é sério?

E.A.G.

Pinterest / Political Caricatures / Camille  http://www.pinterest.com/phoxypete/

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

O Julgamento e a Soberania Pertencem a Deus - Subsídio para Lição Bíblica

Posted by ALTAIR GERMANO on quinta-feira, setembro 11, 2014 with No comments

O texto de Tiago 4.11-17, além de tratar sobre o julgamento e a soberania de Deus, aborda também sobre o pecado da maledicência e a arrogância humana.

O PECADO DA MALEDICÊNCIA

Irmãos, não faleis mal uns dos outros. Aquele que fala mal do irmão ou julga a seu irmão fala mal da lei e julga a lei; ora, se julgas a lei, não és observador da lei, mas juiz. Um só é Legislador e Juiz, aquele que pode salvar e fazer perecer; tu, porém, quem és, que julgas o próximo? (Tg 4.11-12)

A Bíblia nos ensina que é possível entre os crentes regenerados haver quem fale mal do seu irmão. Falar mal significa: expressar hostilidade, caluniar, injuriar, insultar, ofender, ultrajar, vilipendiar, falar coisas ruins, etc.

O pecado da maledicência é veementemente proibido em vários textos:

O caluniador não se estabelecerá na terra; ao homem violento, o mal o perseguirá com golpe sobre golpe. (Sl 140.11)

Longe de vós, toda amargura, e cólera, e ira, e gritaria, e blasfêmias, e bem assim toda malícia. (Ef 4.31)

Mas, agora, vos escrevo que não vos associeis com alguém que, dizendo-se irmão, for impuro, ou avarento, ou idólatra, ou maldizente, ou beberrão, ou roubador; com esse tal, nem ainda comais. (1 Co 5.11)

Da mesma sorte, quanto a mulheres, é necessário que sejam elas respeitáveis, não maldizentes, temperantes e fiéis em tudo. (1 Tm 3.11)

Despojando-vos, portanto, de toda maldade e dolo, de hipocrisias e invejas e de toda sorte de maledicências, (1 Pe 2.1)

O verbo grego no imperativo presente katalaleite (falar mal), antecedido da negativa me (não) em Tiago 4.11, revela que a ação já estava em andamento na igreja, e que precisava ser refreada continuamente.

O juízo feito entre irmãos não tinha como propósito a motivação correta de  reparar um dano, antes, estavam causando danos uns aos outros através da maledicência. Tratava-se de crítica destrutiva, em vez de construtiva.

A MALEDICÊNCIA, O JULGAMENTO E A LEI

A declaração de Tiago de que o maledicente fala mal e julga a própria Lei, pode ser compreendida das seguintes maneiras:

- Ao falar mal de um irmão, falamos mal da Lei e a julgamos, pois ela nos proíbe que o façamos (Lv 19.16, 18) (J. Gill);

- Quando falamos mal e julgamos os irmãos, geralmente o fazemos em áreas da vida sobre as quais as leis de Deus não se pronunciam com clareza ou que nos deixa a liberdade de agir como quisermos. Dessa forma, acabamos achando defeito na própria lei de Deus por não se pronunciar sobre esses assuntos (M. Henry);

- Ao falar mal de um irmão e ao julgá-lo, tomamos a lei em nossas mãos e assumimos o papel de legisladores. Ao fazer isso, julgamos a lei e até achando falta nela. (J. Calvino)

Vale lembra que o julgamento condenado por Tiago não diz respeito ao ato de avaliar os erros e pecados dos irmãos com o objetivo de corrigi-los e conduzi-los ao arrependimento (Mt 7.6; 18.15; Lc 17.3; Gl 6.1; 1 Jo 4.1; Ap 2.2). O procedimento que conduz a conversão de um irmão pecador é recomendado pelo próprio Tiago (5.19, 20).

Somente Deus, o único Legislador e Juíz soberano, através de suas leis, pode julgar os homens no âmbito em que Tiago censura a maledicência/julgamento (Tg 4.12).

A SOBERANIA DE DEUS E A ARROGÂNCIA HUMANA

Atendei, agora, vós que dizeis: Hoje ou amanhã, iremos para a cidade tal, e lá passaremos um ano, e negociaremos, e teremos lucros. Vós não sabeis o que sucederá amanhã. Que é a vossa vida? Sois, apenas, como neblina que aparece por instante e logo se dissipa. Em vez disso, devíeis dizer: Se o Senhor quiser, não só viveremos, como também faremos isto ou aquilo.    Agora, entretanto, vos jactais das vossas arrogantes pretensões. Toda jactância semelhante a essa é maligna. (Tg 4.13-16)

A soberania de Deus, o faz Senhor absoluto sobre toda a criação, e nos é revelada conforme abaixo:

Soberania não é uma propriedade da natureza divina, mas uma prerrogativa oriunda das perfeições do Ser Supremo. Se Deus é Espírito, e portanto uma pessoa infinita, eterna e imutável em suas perfeições, o Criador e preservador do universo, a soberania absoluta é um direito seu. A infinita sabedoria, bondade e poder, com o direito de posse que pertence a Deus no tocante às suas criaturas, são o fundamento imutável de seu domínio (cf. Sl 115.3; Dn 4.35; 1 Cr 29.11; Ez 18.4; Is 45.9; Mt 20.15; Ef 1.11; Rm 11.36)  (Charles Hodge, p. 331, 2001).

Os textos abaixo nos falam sobre a soberania e a autoridade de Deus:

No céu está o nosso Deus e tudo faz como lhe agrada. (Sl 115.3)

Todos os moradores da terra são por ele reputados em nada; e, segundo a sua vontade, ele opera com o exército do céu e os moradores da terra; não há quem lhe possa deter a mão, nem lhe dizer: Que fazes” (Dn 4.35)

Teu, SENHOR, é o poder, a grandeza, a honra, a vitória e a majestade; porque teu é tudo quanto há nos céus e na terra; teu, SENHOR, é o reino, e tu te exaltaste por chefe sobre todos.” (1 Cr 29.11)

Ai daquele que contende com o seu Criador! E não passa de um caco de barro entreoutros cacos. Acaso, dirá o barro ao que lhe dá forma: Que fazes? Ou: A tua obra não tem alça. (Is 45.9)

Porventura, não me é lícito fazer o que quero do que é meu? Ou são maus os teus olhos porque eu sou bom? (Mt 20.15)

[...] nele, digo, no qual fomos também feitos herança, predestinados segundo o propósito daquele que faz todas as coisas conforme o conselho da sua vontade, (Ef 1.11)

Deus não condena o planejamento em si mesmo, mas a maneira como ele algumas vezes é feito. Excluir a ajuda de Deus dos nossos planos, ou simplesmente pedir que ele os aprove sem opinar, é pecado de arrogância, pois transmite a ideia de que não precisamos ou dependemos dele para conseguir os nossos objetivos pessoais, profissionais, ministeriais, eclesiais, etc.

Hoje ou amanhã, iremos para a cidade tal, e lá passaremos um ano, e negociaremos, e teremos lucros.

Onde está Deus no projeto acima? Pelo contrário, há uma clara manifestação da presunção humana, da auto-suficiência, da independência de Deus. Tal atitude é condenada pela seguinte sentença:

Vós não sabeis o que sucederá amanhã. Que é a vossa vida? Sois, apenas, como neblina que aparece por instante e logo se dissipa. Em vez disso, devíeis dizer: Se o Senhor quiser, não só viveremos, como também faremos isto ou aquilo.    Agora, entretanto, vos jactais das vossas arrogantes pretensões [...]

A efemeridade da vida é citada por Tiago, assim como o fez Oséias, demonstrando a falibilidade dos projetos meramente humanos;

Por isso, serão como nuvem de manhã, como orvalho que cedo passa, como palha que se lança da eira e como fumaça que sai por uma janela. (Os 13.3)

O salmista diz o mesmo:

Com efeito, passa o homem como uma sombra; em vão se inquieta; amontoa tesouros e não sabe quem os levará. (Sl 39.6)

Porque os meus dias, como fumaça, se desvanecem, e os meus ossos ardem como em fornalha. (Sl 102.3)

Ninguém pode garantir o sucesso de seus próprios planos. Somente com a ajuda de Deus poderemos prosperar e realizar conquistas para a sua glória. [...] se o Senhor quiser. Essa é a atitude que deve nortear os planos de um homem e mulher de Deus:

Então, disse o rei a Zadoque: Torna a levar a arca de Deus à cidade. Se achar eu graça aos olhos do SENHOR, ele me fará voltar para lá e me deixará ver assim a arca como a sua habitação. (2 Sm 15.25)

Mas, despedindo-se, disse: Se Deus quiser, voltarei para vós outros. E, embarcando, partiu de Éfeso. (At 18.21)

...mas, em breve, irei visitar-vos, se o Senhor quiser, e, então, conhecerei não a palavra, mas o poder dos ensoberbecidos. (1 Co 4.19)

Porque não quero, agora, ver-vos apenas de passagem, pois espero permanecer convosco algum tempo, se o Senhor o permitir. (1 Co 16.7)

Isso faremos, se Deus permitir. (Hb 6.3)

Em relação aos planos futuros, o sábio nos ensina:

Muitos propósitos há no coração do homem, mas o desígnio do SENHOR permanecerá. (Pv 19.21)

Que o Senhor nos ajude, e nos trate, nos curando e libertando de toda maledicência, orgulho, presunção, prepotência, soberba, altivez e arrogância. De tudo aquilo que não busca o bem do próximo, nem a glória de Deus.

Quem sabe o bem que deve fazer e não o faz, peca (Tg 4.17).

O conhecimento do dever que não é usado é pecado, o pecado de omissão (A. T. Robertson)

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

FRIBERG, Barbara; FRIBERG, Timothy. O Novo Testamento Grego Analítico. São Paulo: Vida Nova, 2006.
HODGE, Charles. Teologia Sistemática. São Paulo: Hagnos, 2001.
LOPES, Augustus Nicodemus. Interpretando a Carta de Tiago. São Paulo: Cultura Cristã, 2006.
SHEDD, Russel P.; BIZERRA, Edmilson F. Uma exposição de Tiago: a sabedoria de Deus. São Paulo: Shedd Publicações, 2010.

A porta para o evangelismo em inglês - agradecimento, testemunho e pedido de oração

Posted by Cintia Kaneshigue on quinta-feira, setembro 11, 2014 with 5 comments
Queridos irmãos!

Agradeço a todos que intercederam por mim, desde o meu pedido no post anterior!

Volto para testemunhar o que tenho vivido.

Moro no mesmo conjunto de prédios há 7 anos, e somente em Abril deste ano reparei em uma vizinha do prédio da frente. Nossos filhos frequentam a mesma pré escola. Desde a primeira vez que a vi, senti vontade de conversar com ela. Ela não é japonesa,e a minha primeira impressão foi de que ela fosse filipina, por haver grande quantidade de imigrantes filipinos nessa região que moro. Depois de um mês a observando todos os dias, resolvi orar para que Deus me desse uma oportunidade de conversar com ela, e falar do amor de Jesus a ela.

Irmãos, a resposta veio mais rápido do que imaginei! Depois de uma semana orando, um dia na porta da escola, a minha filha gritou em português: 

- Mãe, beijo!!! - E eu respondi a mesma coisa. 

Nesse momento a moça disse: 

- Beijo? Kiss? 

E eu respondi em japonês:

- Sim, você sabe falar em português?

- Não, meu marido é brasileiro.

- Você é filipina? - perguntei a ela.

- Não, eu sou tailandesa.

- Ah! Há quanto tempo você está no Japão? Você só tem esse filho? Qual o seu prédio?

- Desculpe, não estou entendendo, eu não falo japonês...

- Você fala inglês? Porque eu sei um pouco - respondi toda corajosa e em inglês.

-   SIMM! Oh meu Deus não acredito que conheci alguém que sabe falar em inglês! - disse a vizinha empolgada.

E assim, começamos nossa amizade. Meu inglês estava bem enferrujado, pois havia muito tempo que eu não usava-o, Tentei voltar a estudar, mas não estava conseguindo. Mas com a ajuda de um aplicativo de tradução no meu smartphone, as palavras começaram a voltar e nós começamos a nos entender e criar um laço de afetividade muito bom!

Logo de começo, minha amiga tailandesa começou a me contar sobre suas dificuldades em seu casamento, e sempre ao revelar algo dizia:

-  Eu não sei porque estou te contando isso, mas eu não converso com ninguém há 5 anos, e eu me sinto muito bem com você! 

Durante esses meses, vivemos muitas coisas juntas, não  vou expor a sua vida pessoal aqui, mas posso afirmar que é uma situação muito delicada. Sempre falei de como Deus tinha restaurado meu casamento, mas não conseguia muita profundidade na conversa.

Na semana passada isso tudo mudou e eu tive a minha oportunidade! Consegui contar detalhadamente meu testemunho a ela e também o testemunho do meu marido e da minha mãe. Isso tudo em inglês! Imaginem, eu só falo o básico do básico em inglês, mas na última semana vi a mão de Deus e o amor dEle por essa alma, pois as palavras em inglês saíram e ela entendeu e creu!

Na Tailândia, a religião predominante é o budismo, e por esse motivo, bati de frente com muitos conceitos que ela tinha, mas consegui colocar em dúvida o karma e a reencarnação expondo textos bíblicos e também falando sobre a história da Criação. Tudo isso me deu uma margem para convidá-la à oração. Ainda não chegamos na confissão  de Jesus como Senhor, mas eu creio que brevemente chegaremos neste ponto, no momento só posso testemunhar o poder da oração sobre a vida dela. 

Em todos esses meses vi uma moça sem vida, sem alegria, sempre estressada e sem esperança, e durante essa semana em que temos orado quase que diariamente juntas, vi tanta mudança que se essa transformação não ocorresse no relacionamento dela comigo, eu acharia inacreditável! 

Ela voltou a conversar com o marido, pedi a ela para orar por ele também. Ela voltou a se cuidar. Agora há pouco, na momento da entrada das crianças à escola, eu vi que ela parece outra  moça, está mais sorridente, seus cabelos estão cuidados, irradiante! Vejo vida, a vida de Jesus brotando nessa alma!

Agradeço muito a Deus pela oportunidade de me aproximar dessa pessoa e poder falar sobre o nosso Salvador.. Vejo Deus operando na vida dessa moça de forma maravilhosa. Por si só ela procura assistir a filmes que contam a história de Jesus, e que contenham legenda em tailandês.

Agradeço a você que sempre intercede por mim, que não se esquece de mim e de minha família em seus momentos com o Senhor! Eu peço que continuem orando. Estamos com o nosso retorno marcado ao Brasil no ano que vem, Orem pelos meus filhos, para que não sofram com o choque cultural entre Japão e Brasil.

Orem pela vizinha evangelizada, eu quero que ela já esteja firme em Cristo quando eu não estiver mais aqui. Também peço a ajuda de pessoas que tenham conhecimento de material evangelístico em tailandês, pois seria o ideal para que ela entendesse melhor a vontade de Deus em sua vida.

Eu quero orar pela sua vida também! Deixe aqui um comentário, ou me mande um email em  maecikaneshigue@gmail.com, com seu pedido de oração, ficarei feliz em poder orar com você!

Deus abençoe sua vida grandemente!

Postagens populares nos últimos 7 dias

Postagens mais acessadas

Conexão de amizades

Google+ Followers

Categorias

2014 (3) abaixo-assinado (2) abençoando (1) Aborto (15) Abraão (2) Aconselhamento Pastoral (5) Acordo Ortográfico (3) Altair Germano (50) ANAJURE (7) ansiedade (1) Apocalipse (1) Apologética (15) assuntos atuais (15) Ateísmo (3) atitudes (12) audio-books (1) avivamento (1) ação coletiva (10) barbárie (6) Belverede (9) bibliografia (1) Bibliotecas virtuais (3) black bocs (1) Blog do Momento (51) Blogagem Coletiva (75) blogagem profética (3) Blogger (14) Blogosfera Cristã (274) blogueiros (10) Boas vindas (1) Boicote (8) Brasil (20) Bíblia (3) Bíblia de Estudo (7) Cadastro (2) calvinismo (1) Campanhas (13) Carla Ribas (21) Carlos Minc (2) Carlos Nejar (1) Carlos Roberto Silva (5) Carnaval (1) casamento (17) cenas da vida (12) charge (4) Charles Péguy (1) China (1) CIA (1) cidadania (39) Cintia Kaneshigue (52) ciência (1) clamor (2) Como criar e editar um blog? (103) comportamento (9) Comunicados (54) Concurso no blog (7) Concursos (19) conectados em oração (8) confiar em Deus (1) conscientização (2) Consciência Cristã (20) Conto (1) contras (1) Contribuição (2) conversão (7) copa 2014 (3) coragem (1) corporativismo (2) corrupção (22) cosmovisão cristã (218) CPAD (13) CPAD News (5) CPI do Tráfico Humano (10) Creative Commons (6) crianças (8) crianças desaparecidas (8) crime (2) crowdfunding (1) Culto de Missões (6) cura gay (1) David Botelho (1) Denúncias (10) desabafo (1) Desafiando Limites (43) Desafio aos blogueiros (4) Desaparecidos (13) Desarmamento (2) Desastre Rio de Janeiro (4) descriminalização das drogas (1) Deus. (13) devocional (102) Dia da Bíblia (7) dia da mulher (7) Dia das Mães (5) Dia de Missões (3) Dia dos Pais (4) Dicas (114) dinheiro (7) direitos humanos (9) dissertação (1) Divulgação (12) Domingo da Igreja Perseguida (6) dons espirituais (5) Dr. Luis Pianowski (1) Dracaena (1) Drogas (1) e-book (25) e-books (3) EBD (40) EBI (1) Eclesiastes (1) Ecologia e Natureza (14) Editorial (8) eduardo campos (2) educação (1) Eleições (22) Eleições 2014 (5) Eliseu Antonio Gomes (482) ENBLOGUE (20) Enquete (10) Entrevistas (38) Escola Dominical (5) Escrita (8) Esdras Costa Bentho (12) Esperança (10) Esportes (5) Estatuto (1) Estudos (16) Etica no Blogar (23) Evangelho (1) Evangelismo (56) Evento (14) exposed (1) Facebook (5) Família (54) família Cristã (2) Felipe M Nascimento (12) Ferramenta LIVRO (3) Ferramenta TEATRO (2) Ficção (1) Fidelidade (1) figos (1) filhos (3) Filmes (5) Filosofia (3) fim do mundo (4) financiamento coletivo (1) finanças (2) formação de opinião (7) Formspring.me (1) frases e citações (5) Frida Vingren (1) futebol (2) (7) Férias (1) gastos copa do mundo (1) Geisa Iwamoto (2) Genivaldo Tavares de Melo (42) George Soros (1) Geremias do Couto (12) Geziel Gomes (1) gif (1) governo (6) Graça (13) Guerra Cultural (2) guerra espiritual (1) Gutierres Siqueira (15) História (5) homofobia (2) HQ (1) Humor (4) Identidade (1) idosos (1) igreja (14) Igreja Perseguida (7) Imagens Cristãs (7) impostos (2) incoerência (2) indicação bibliográfica (1) indignação (1) infidelidade conjugal (2) inspiração (3) Intelectualidade (7) Interatividade (2) intercessão (20) internet (33) Internet Evangélica (27) intolerância (3) investigação (1) Izaldil Tavares de Castro (10) J.T.Parreira (1) Jairo de Oliveira (1) Japão (18) jejum (1) Jesus. (1) jogos eletrônicos (1) Jorge Luis Borges (1) João Cruzué (61) judiciário (3) Jurgen Moltmann (1) justiça (2) juventude (1) Júlio Severo (8) Kelem Gaspar (17) legislação (4) LGBTS (1) liberdade de expressão (2) liberdade de imprensa (4) liderança (8) literatura (8) livro digital (1) Livros (68) lição de vida (10) Lucas Santos (8) Luis Ribeiro (7) maconha (2) Magno Malta (1) manifestação (1) manifestações copa (1) manipulação midiática (1) manisfestação (1) Mantenedores UBE Blogs (3) Manual da UBE (8) marcha (1) Marco Feliciano (18) maridos (1) Marina Silva (1) Marta e Maria (1) Marta Suplicy (3) Martinho Lutero (1) mastectomia (1) Matusalém (1) Maya Felix (10) Meios de comunicação (1) mentira (4) missiologia (21) Missão Integral (5) missões (86) mistário (1) morte (1) Motivação (41) mulheres (3) mártires (1) música (3) nacional (1) namoro (2) Natal (33) Nietzsche (1) Notícias (86) opinião (28) oração (7) Orkut (13) ortodoxia (1) Pablo Massolar (1) pagamento (1) papel de parede (1) passatempos (4) pastores (7) Paul Washer (1) pena de morte (1) perdão (1) Perseguição política (9) Perseguição religiosa (21) Pinterest (1) PL 122/2006 (60) Plágio (13) PNDH - 3 (17) poder de Deus (6) Poesia (20) polêmicas (6) Política (108) Pornografia (2) portas abertas (1) Português (5) Primavera de Sara (2) profecia (1) profecias maias (1) profeta (1) Promoção (39) Protestantes (12) protesto (1) prós (1) páscoa (3) Rankings (1) Recursos (8) Redes Sociais (41) Reflexão (55) Reino dos céus (1) repouso (1) Repúdio (34) ressurreição (1) Retrospectiva (1) Revista Cristã (7) REVISTA FORBES (1) Robin Willians (1) Ronaldo Côrrea (2) Sammis Reachers (85) Sara (2) Saúde Pública (4) SBB (1) Selos (16) Senado Federal (19) SENAMI (1) Sentido da vida (3) Sidnei Moura (3) Silas Daniel (2) Silas Malafaia (28) Sorteios (16) STF (9) suborno (1) Teatro (2) Tecnologias (6) Televisão (9) Templates (8) teologia (4) testemunho (7) trabalho escravo (1) tradução (4) tragédias (2) tráfico sexual (5) tutoriais (9) Twitter (10) UBE (10) UBE 2007 (83) UBE 2008 (120) UBE 2009 (166) UBE 2010 (201) UBE 2011 (236) UBE 2012 (173) UBE 2013 (159) UBE 2014 (142) UBE NA MÍDIA (4) UOL (5) urnas (1) utilidade pública (12) Uziel Santana (2) vaidade (1) Valmir Nascimento Milomen (107) viagem (2) viagem missionária (4) Victor Leonardo (7) Vida Cristã (108) vida eterna (3) vida real (13) Viktor Frankl (1) VINACC (13) Vinicius Pimentel (1) vídeo (50) Wagner Santos (1) Wallace Sousa (67) wallpaper (1) Wellykem Marinho (1) Wilma Rejane (138) Yosef Nadarkhani (7) Zip Net (3) África (3) ética (1) Ônibus Mágico (1)