• Livro sobre Blogs Evangélicos

    O livro foi escrito por um grupo composto por blogueiros cristãos consagrados e reconhecidos no Brasil, trazendo reflexões valiosas a respeito da utilização dessa ferramenta para a divulgação e defesa do evangelho na internet

  • Selo #20milBlogs

    "A UBE agora tem mais de 20.000 blogs associados. Gloria a Deus! E como manda a nossa tradição rsrsrsr... Publicamos um Selo comemorativo! (Em duas cores)."

  • Aplicativo UBEblogs

    Instale agora este aplicativo

  • Rede UBE

    Afilie-se

  • Quem somos

    A UBE nasceu em 30 de agosto de 2007 com o selo dos três peixinhos. Era um sonho dos irmãos Valmir Nascimento Milomem, Altair Germano e Esdras Costa Bentho de congregar blogueiros evangélicos para publicar conteúdo cristão na internet . Até setembro de 2008 a administração e moderação da comunidade

  • Os selos clássicos do UBE Blogs

    Escolha um dos selos cuja cor mais combina com o layout do seu blog e mostre a todos os internautas que faz parte do movimento virtual de blogueiros cristãos que mais cresce na Blogosfera Brasileira.

  • Salmos 133:1

    "Oh! quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união."

sábado, 24 de janeiro de 2015

Defensores da fé e do plágio

Posted by Eliseu Antonio Gomes on sábado, janeiro 24, 2015 with No comments
Por Ciro Sanchez Zibordi

Navegando pela Internet, vejo que alguns pretensos sites e blogs de defesa da fé confundem fonte com autoria. E creio que alguns têm feito isso de modo intencional. “Copiam e colam” textos do autor na íntegra — valendo-se do famoso “Control C + Control V” — e, no fim, inserem a fonte, sem nenhum destaque à autoria. Fica a impressão errônea de que o texto é de outro autor, que apenas consultou uma fonte, mencionada no rodapé do artigo. Nesse caso, o autor passa a ser fonte; e a fonte torna-se autor. Isso não é um tipo de desonestidade?

É inadmissível que pessoas que se dizem servas do Senhor e defensoras da verdade não tenham a dignidade de respeitar os direitos do autor. Sinceramente, estou cansado de ver “homens de Deus” se apropriando de meus singelos textos e de outros expoentes, na grande rede! Plagiam o texto, na íntegra, na maior “cara de pau”! E, na melhor das hipóteses, apenas citam a fonte, deixando o leitor em dúvida quanto à autoria.

Que tipo de defensores da fé cristã são esses, que se apropriam da obra de outrem, desprezando ou relativizando a autoria? Tenho prazer em ver minhas obras compartilhadas e publicadas em outros blogs e sites! Não me oponho a isso. Eu escrevo para isso, mesmo. Mas, se combatemos a desonestidade, precisamos ser honestos (1 Pe 2.12). E, se combatemos o erro, temos de ser verdadeiros (Fp 4.8). ‪#‎ProntoFalei‬.

Fonte: Blog do Ciro

O autor é colunista do portal CPAD News editor do blog que porta seu nome e autor de livros publicados pela editora CPAD.

__________

Comentário UBE Blogs: a praxe convencionada para cópias de Internet, é que a pessoa que reproduzir o conteúdo insira acima deste conteúdo reproduzido a identidade de quem o escreveu, e ao final a informação do site/blog em que foi realizada a extração da cópia. 

EBD LÇ.4 NÃO FARÁS PARA TI IMAGENS DE ESCULTURAS.

Posted by Pr. Genivaldo Tavares de Melo on sábado, janeiro 24, 2015 with No comments
EBD – SUBSÍDIO - LIÇÃO PARA O DIA 25/01/2015
PONTOS A ESTUDAR:
I – A PROIBIÇÃO À IDOLATRIA.
II – AMEAÇAS E PROMESSAS.
III – O CULTO VERDADEIRO.
IV – AS IMAGENS E O CATOLICISMO ROMANO.



PROPOSTAS DA INTRODUÇÃO:  Tenhamos cuidado para não fazer de qualquer criatura, algo acima do seu criador ou pelo menos transformar qualquer semelhante no centro das atenções, pois, isto é uma forma de idolatria. Amar faz bem e todo mundo gosta; eu gosto de amar e ser amado, mas, o meu dedo sempre apontou para aquele que nos dota de alguma capacidade.


I – A PROIBIÇÃO À IDOLATRIA.

1.1 Ídolo e imagem.

Quem nunca cultuou diante de uma imagem de escultura, não tem como dizer o real significado que para mim, tendo estado entre esses, digo que duas situações podem ocorrer, não obstante,  as duas serem uma agressão à imagem viva de Deus:

Os fanáticos que esperam qualquer manifestação de poder do seu ídolo à semelhança dos profetas de Baal. IRs 18:24 seguintes.

Os religiosos sinceros, sem fanatismo que acreditam que a imagem do seu intercessor esteja ao lado de Deus cuidando da sua vida.

1.2 Idolatria.

A idolatria é a prática de cultuar; imagens, nomes ou pessoas.

Que seja assim compreendido: Qualquer que concentrar a sua atenção para dar a entender que somente aquela pessoa pode resolver o seu problema mesmo que seja através de oração aproxima-se da idolatria.

O papel de todo homem que esteja a serviço do altar é conduzir vidas a Cristo. “É preciso que ele cresça e que eu diminua” foi o que disse o profeta João Batista. Jo.3:30.


1.3 Semelhança ou figura.

O termo “Nem semelhança alguma...”  é muito forte dentro do contexto, pois,  desautoriza qualquer que busque a Deus por intermédio de uma figura que o represente.


II AMEAÇAS E PROMESSAS.

2.1 O Deus zeloso.        

Essa expressão “zeloso” é pertinente e exclusivo do Senhor e mostra que desde o princípio, Deus sempre cuidou dos seus filhos e como Deus, pode conceder o que for de melhor para que tenhamos paz, assim, Deus tem o direito a exclusividade por que é Deus do impossível e não há outro como ele.

2.2 As ameaças.

Quem lê sobre as ameaças de Deus, logo se precipita em julga-lo dizendo que ele é um Deus maldoso e possessivo, quando diz que visita a maldade dos pais aos filhos até a terceira e quarta geração. Ex.34:7 e os demais textos citados pelo autor.

2.3 As promessas.

Fantástico é o comentário do autor que nos chama a atenção para a bondade de Deus que é  incomensuravelmente maior que as suas ameaças e são eternas. Sua bondade é de geração em geração e se completa em Cristo.

III – O CULTO VERDADEIRO.

3.1 Adoração.

A proibição para curvar-se diante de qualquer imagem de escultura é uma proibição quase eterna, porquanto, não temos eternidade nesta vida.

 É difícil compreender como líderes católicos, papas, introduziram isto tendo diante de si, as Escrituras Sagradas e que para este assunto, não se exige profundo conhecimento teológico, também compreensível quando os sacerdotes de Israel se curvavam diante do sol, da lua,  dos baalins e astarotes. Capítulo 8 de Ezequiel é uma revelação e tanto dessa fraqueza humana.

Adoração é o que poucos sabem como fazer

3.2 Deus é Espírito.

O próprio Senhor Jesus declarou à mulher samaritana que “Deus é Espírito” e essa declaração é maior que qualquer teoria ou afirmação academicamente teológica.

Deus é Espírito e isto fala da sua natureza. Deus é ilimitado em suas vontades e ações.

O homem tem parte nessa natureza por concessão divina e portanto, não pode tomar para si o direito de adoração ou ser adorado; nem semelhança sua. Qualquer tentativa é pura usurpação.

3.3 Deus é imanente e transcendente.

A imanência e transcendência de Deus são mostradas na Bíblia Sagrada desde os primeiros versos em Gênesis; sua relação com o homem é uma forma de mostrar o amor com sua própria criação, porém, a transcendência de Deus é a sua particularidade inimitável. Ninguém é ou será como Deus.

Deus está acima de toda criação e ainda, dos anjos. Todos são obras da sua criação, porém, Deus não foi criado; ele existe e nisto cremos.
  
IV – AS IMAGENS E O CATOLISICMO ROMANO.

4.1 O que dizem os teólogos católicos romanos?

As referências usadas pelos teólogos católicos, simplesmente não merecem crédito, pois, apontam para imagens que foram criadas dentro de um simbolismo cujo propósito era simplesmente chamar a atenção do seu povo. Deus nunca mandou Moisés ou qualquer sacerdote do seu tempo ou depois, construir imagens com as mesmas semelhanças para o serviço de culto.

No caso da serpente de metal, para que o povo fosse curado no deserto, Nm. 21,  mas, o povo resolveu guarda-la e fazer-lhe culto, tendo sido destruída pelo rei Ezequias 2Rs.18:1-5.

4.2 Uma interpretação forçada.

Forçar a interpretação bíblica para satisfazer suas vontades e credulidades, sempre foi uma iniciativa do ser humano, haja vista, que qualquer dos símbolos mostrados, não eram alvo de adoração, exceto, nos momentos de desvio do povo.

4.3 O uso de figuras como símbolo de adoração.

Bastaria a leitura dos ensinos de Jesus e da palavra dos apóstolos para que as mentes se esvaziassem dessas vaidades.

Há padres que pregam em programas de TV de maneira muito convincente, todavia, ao término sempre apontam Maria como mãe de Deus o que é uma grande heresia e como mediadora, quando a Bíblia declara textualmente que Jesus é o único caminho como também o único mediador entre Deus e os homens.   Jo. 14:6 e  ITm 2:5.


4.4 Mariolatria.

Pedro não aceitou que Cornélio se ajoelha-se diante dele e certamente Maria também não aceitaria, exceto, ser chamada de bem aventurada ou feliz por ter concebido o Salvador dos homens.




sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

A cristandade em cartuns de Rubinho Pirola

Posted by Wilma Rejane on sexta-feira, janeiro 23, 2015 with No comments







Rubinho Pirola é de São Caetano do Sul, SP e é blogueiro afiliado a União de Blogueiros Evangélicos. Blog Rubinho Pirola

sábado, 17 de janeiro de 2015

EBD.LÇ.3 NÃO TERÁS OUTROS DEUSES.

Posted by Pr. Genivaldo Tavares de Melo on sábado, janeiro 17, 2015 with No comments
EBD – SUBSÍDIO - LIÇÃO PARA O DIA 18/01/2015
PONTOS A ESTUDAR:
I – A AUTORIDADE DA LEI.
II – O PRIMEIRO MANDAMENTO.
III – EXEGESE DO PRIMEIRO MANDAMENTO.
IV – O MONOTEÍSMO.
                                                  DEUSES EGÍPCIOS.


PROPOSTAS DA INTRODUÇÃO:  Esta lição mostrará que idolatria não é apenas curvar-se diante de alguma figura.

I – A AUTORIDADE DA LEI.

1.1 A fórmula introdutória do Decálogo.

Tudo o que provém de Deus, mantém a mesma fórmula; “Então falou Deus todas estas coisas ou assim diz o Senhor”.

A diferença entre a fórmula bíblica e a fórmula humana é que partindo dos homens, têm gosto de barro; são ineficazes, deixam pessoas entristecidas atrás e não se percebe qualquer virtude na vida daqueles que fazem mau uso das Palavras de Deus.

Outra questão importante é que, tendo experimentado muitos e bons acontecimentos na minha vida e na vida de muitos irmãos, como curas, batismos com o Espírito Santo e outros milagres, no atual momento da Igreja, Deus não age por atacado.

Os hospitais estão lotados e aqueles que arrogam para si, poderes especiais, não são habituados a visita-los.

FIQUEMOS COM A PALAVRA DE DEUS!

1.2 As partes do concerto.

O prólogo (introdução)  dos Dez mandamentos a que o autor se refere, é a parte introdutória da lei e que ocupa um bom espaço no texto para declarar que as ordenanças dadas a seguir e pontuadas, tem o chamamento de Deus à responsabilidades do seu povo e o primeiro e maior ponto desse prólogo é: “Eu sou o Senhor teu Deus; não terás outros deuses diante de mim.”.


1.3 O Senhor do Universo.

O Século XVI (16) foi o século da reforma religiosa, que culminou com o rompimento do controle da igreja católica sobre toda ciência e filosofias. O Século XVIII (18) na total liberdade, o iluminismo abre a cela de todo conhecimento sem o “primatus” papal. A teologia toma forma mais acadêmica e quando surgem os críticos liberais  para atacar o que mais odiavam que era a religião institucionalizada, pensadores como  Descartes, procuravam desqualificar  a Bíblia com suas filosofias e interpretações;  para sustentar a ideia de um Deus tribal, ou seja, sem expressão alguma.

Teorias subjetivas – Dentro do contexto que estudamos é desprezar as verdades históricas e a própria Bíblia. Isto tem sido comum para quem pretende desqualificar a Bíblia como Palavra de Deus.

1.4 A libertação do Egito.

”Que te tirei da terra do Egito...”.

Deus  renova e reforça o chamativo para que entendam que ele mesmo, que falou e enviou Moisés e tirou o seu povo do Egito, agora estabelece a sua lei entre eles; a Lei que deveriam ouvir, guardar e praticar.



II  O PRIMEIRO MANDAMENTO.

2.1 Um código monoteísta.

Estudar os povos e as religiões é simplesmente fascinante; conhecer suas origens,  como tratavam da fé e o que praticavam para agradar o deus ou deuses das suas crenças que não eram poucas.  Havia entre eles, a tribo dos hebreus que tinham conhecimento de um único Deus e Abrão foi o instrumento para tirar esse povo do caldeirão do politeísmo para viver em uma terra e disseminassem a fé em  um único Deus verdadeiro.

Em escavações foram encontradas vilas e cidades e sob muitas casas, esqueletos de crianças, filhos sacrificados e enterrados para que seus moradores tivessem maior sorte e agradassem seu deus.

O Senhor foi ainda muito paciente com os homens  e essa paciência  estava apoiada no plano da redenção. 

2.2 Idolatria do Egito.

A cultura pagã do Egito que o autor cita, era com o que pretendiam envolver os hebreus, mas, estes, com todas as dificuldades, porém, guardados os  conselhos do Patriarca Abrão continuadas por Jacó, José e sua descendência, mantiveram-se a salvo do paganismo, porém, não todos, os saudosistas estavam no meio deles.

2.3 Como Israel preservou o monoteísmo de Abraão?

Deus tem os seus caminhos e para o seu povo, algo que não cheirava bem para os egípcios forçou o afastamento do povo para habitar a terra de Gósen. O povo de Israel tinha como base econômica, o pastoreio.

Na atual conjuntura, precisamos estar em nossa terra de Gósen como forma de não nos misturarmos com o mundo.

“...se alguém ama o mundo, o amor do pai, não está nele”. IJo 2:15

Seja lá como for, saibamos que Deus não quer parte do nosso amor.

III – EXEGESE DO PRIMEIRO MANDAMENTO.

3.2 Outros deuses.

O presente tópico  é de fácil compreensão, porém, acredito que novo para muitos de nós que nos habituamos a associar Elohim como sendo o nosso Deus, mas, aqui, temos o esclarecimento do  autor que é um hebraísta por excelência e nos enriquece com o seu ensino; aplica-se tanto ao nosso Deus como aos vários deuses na condição de adjetivo. Segundo o Wikipedia, o termo Elohim tem 2570 incidências nas escrituras e o seu correspondente Eloha, 57 vezes.


3.2 O ponto de discussão.

A questão segundo o autor está em “...diante de mim” o que para alguns, não significa impedir adoração de outros deuses a não ser, diante de mim.

Penso que podemos reproduzir o pensamento do autor para como ele entender que “não terás outros deuses diante de mim” é universal e proíbe todos os homens de se dobrarem diante de outros deuses, porém, a própria Bíblia, nos mostra que não há outros deuses, exceto na mente humana, quando destituída do verdadeiro conhecimento de Deus.


3.3 O politeismo.

O politeísmo é a prática de adoração de mais de uma divindade, o autor esclarece a origem grega do nome: Polys = muitos ou vários e Theos = “deus”.


IV – O MONOTEÍSMO.

4.1 Os mandamentos, os estatutos e os juízos.

 Segundo o autor, essas palavras denotam toda a lei e o concerto, mais uma vez, convém repetir aos alunos para que fique gravado em suas mentes que a Lei não era apenas o decálogo e ainda assim mesmo, há quem subtraia um termo da Lei para forçar os seus seguidores a guardar o sábado como se isso representasse tudo o que Deus quer do homem.

Em sentido mais amplo, nós guardamos toda a Lei de Deus em Cristo.

4.2  O maior de todos os mandamentos.

O maior de todos os mandamentos pode ser compreendido como o amor singular que temos por Deus através do seu filho Jesus Cristo que nos ensinou o verdadeiro amor e adoração devidos ao Senhor. Este é o maior mandamento.

Nem precisamos perder tempo discutindo esses aspectos com quem vive da pesca proibida nos aquários alheios.

4.3 A trindade na unidade.

Penso que este último tópico da lição é o que exige uma reflexão cuidadosa, pois, não se trata de uma simples declaração teológicas.

Temos aqui, uma nova expressão: Unidade composta, pelo menos, não é uma expressão muito usual, mas, certamente, quer dizer que temos nessa unidade, o Pai, o Filho e o Espírito Santo, isto é uma unidade composta, pois, sabemos que a Bíblia declara que os três são um entre outras declarações e revelações do próprio filho.

Se IJo 5:7-8 “Três são os que testificam no céu; O Pai, a Palavra e o Espírito Santo e esses três são um”.  Se esse texto incomoda a senhora Ellen G. Whitte e os Testemunhas de Jeová que tal fecharmos este tópico com os seguintes textos:


Lc. 3:22 “...e o Espírito Santo desceu sobre ele em forma corpórea, como pomba; e ouviu-se uma voz do céu, que dizia: Tu és o meu Filho amado, em ti me comprazo”.

Deus o nosso único Deus Verdadeiro não merece nem deve ser trocado pelos deuses deste século; cantores, pregadores, artistas e atores populares.


UBEbooks - POR QUE O APÓSTOLO JOÃO NÃO MORREU MARTIRIZADO?

Posted by Felipe M. Nascimento on sábado, janeiro 17, 2015 with No comments
              DOWNLOAD
Tema: 
POR QUE O APÓSTOLO JOÃO NÃO MORREU MARTIRIZADO?
Textos do Blog:  verdadesementirasnessemundo.blogspot.com.br
AutorJoseph Christopher Brian Martinez
Arte da capa: Felipe M.Nascimento - Vida Profética- Equipe UBEblogs.


Publique seus textos conosco Saiba Mais

www.ubeblogs.net

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

E Dilma não foi a Paris... Nem Obama.

Posted by Eliseu Antonio Gomes on quinta-feira, janeiro 15, 2015 with No comments
Não temos o direito de agredir, matar ou promover terrorismo contra quem ataca a nossa fé, ainda que seja da forma mais vil. Mas não podemos, por outro lado, ser omissos em buscar os nossos direitos democráticos, sob a tutela da lei, se de alguma forma somos vilipendiados, agindo com a mesma determinação em todos os casos, inclusive em situações como essa que está ocorrendo em Atlanta. Afinal, como diz o resumo do arcabouço jurídico brasileiro sobre o assunto, "o direito de criticar dogmas e encaminhamentos é assegurado como liberdade de expressão, mas atitudes agressivas, ofensas e tratamento diferenciado a alguém em função de crença ou de não ter religião são crimes inafiançáveis e imprescritíveis".

Veja a reflexão inteira no blog do autor: Pastor Geremias do Couto - uma voz que não se cala

quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Revista satírica Charlie Hebdo e o atentado em Paris

Posted by Eliseu Antonio Gomes on quarta-feira, janeiro 14, 2015 with No comments
Os cartunistas do Charlie Hebdo dizem que vão continuar satirizando o profeta Maomé. E eu imagino que os radicais islâmicos vão continuar mandando bala. 

Pessoalmente não vejo cultura nem civilização em colocar profetas pelados de quatro em situação humilhante. Nem a Trindade desenhada como um bonde de baile funk. Penso assim: quem quer respeito, deve respeitar. Eu não vou sair por aí dando tiros em sacrílegos, mas tem gente que não pensa assim. 

Confira a íntegra: Olhar Cristão

Postagens populares nos últimos 7 dias

Postagens mais acessadas

Conexão de amizades

Google+ Followers

Categorias

2014 (4) abaixo-assinado (2) abençoando (1) Aborto (15) Abraão (2) Aconselhamento Pastoral (5) Acordo Ortográfico (3) Altair Germano (51) ANAJURE (7) ansiedade (1) Apocalipse (1) Apologética (15) assuntos atuais (15) Ateísmo (3) atitudes (12) audio-books (1) avivamento (1) ação coletiva (10) barbárie (6) Belverede (10) bibliografia (1) Bibliotecas virtuais (4) black bocs (1) blog afiliado (1) Blog do Momento (51) Blogagem Coletiva (76) blogagem profética (3) Blogger (14) Blogosfera Cristã (279) blogueiros (10) Boas vindas (1) Boicote (8) Brasil (21) Bíblia (4) Bíblia de Estudo (7) Cadastro (2) calvinismo (1) Campanhas (13) Carla Ribas (24) Carlos Minc (2) Carlos Nejar (1) Carlos Roberto Silva (5) Carnaval (1) cartunista cristão (1) cartuns (1) casamento (18) cenas da vida (12) charge (4) charges (1) Charles Péguy (1) China (1) CIA (1) cidadania (39) Cintia Kaneshigue (53) ciência (1) clamor (2) Como criar e editar um blog? (103) comportamento (11) Comunicados (55) Concurso no blog (7) Concursos (19) conectados em oração (8) confiar em Deus (1) conscientização (2) Consciência Cristã (20) Conto (1) contras (1) Contribuição (2) conversão (7) copa 2014 (3) coragem (1) corporativismo (2) corrida (1) corrupção (22) cosmovisão cristã (223) cotidiano (1) CPAD (15) CPAD News (6) CPI do Tráfico Humano (10) Creative Commons (6) crianças (9) crianças desaparecidas (8) crime (2) cristandade em cartuns (1) crowdfunding (1) Culto de Missões (7) cura gay (1) David Botelho (1) Denúncias (10) desabafo (1) Desafiando Limites (44) Desafio aos blogueiros (5) Desaparecidos (13) Desarmamento (2) Desastre Rio de Janeiro (4) descriminalização das drogas (1) Deus. (13) devocional (104) Dia da Bíblia (7) dia da mulher (7) Dia das Mães (5) Dia de Missões (3) Dia dos Pais (4) Dicas (114) dinheiro (7) direitos humanos (9) dissertação (1) Divulgação (12) Domingo da Igreja Perseguida (6) dons espirituais (5) Dr. Luis Pianowski (1) Dracaena (1) Drogas (2) e-book (25) e-books (3) EBD (59) EBI (2) Eclesiastes (1) Ecologia e Natureza (14) Editorial (8) eduardo campos (2) educação (1) Eleições (22) Eleições 2014 (10) Eliseu Antonio Gomes (488) ENBLOGUE (20) enchentes (1) Enquete (10) Entrevistas (38) Escola Dominical (6) Escrita (8) Esdras Costa Bentho (12) Esperança (10) Esportes (5) Estatuto (1) Estudos (16) Etica no Blogar (23) Evangelho (2) Evangelismo (56) Evento (14) exposed (1) Facebook (5) Família (55) família Cristã (2) faróis (1) Felipe M Nascimento (16) Ferramenta LIVRO (3) Ferramenta TEATRO (2) Ficção (1) Fidelidade (1) figos (1) filhos (4) Filmes (5) Filosofia (3) fim do mundo (4) financiamento coletivo (1) finanças (2) formação de opinião (7) Formspring.me (1) frases e citações (5) Frida Vingren (1) futebol (2) (7) Férias (1) gastos copa do mundo (1) Geisa Iwamoto (2) Genivaldo Tavares de Melo (45) George Soros (1) Geremias do Couto (13) Geziel Gomes (1) gif (1) governo (6) Graça (13) Guerra Cultural (2) guerra espiritual (1) Gutierres Siqueira (15) História (5) homofobia (2) HQ (1) Humor (5) Identidade (1) idosos (1) igreja (14) igreja em cartuns (1) Igreja Perseguida (7) Imagens Cristãs (7) impostos (2) incoerência (2) indicação bibliográfica (1) indignação (1) infidelidade conjugal (2) inspiração (3) Intelectualidade (7) Interatividade (2) intercessão (20) internet (33) Internet Evangélica (27) intolerância (3) investigação (1) Islamofobia (1) Izaldil Tavares de Castro (10) J.T.Parreira (1) Jairo de Oliveira (1) Japão (19) jejum (1) Jesus. (1) jogos eletrônicos (1) Jordão (1) Jorge Luis Borges (1) João Cruzué (63) judiciário (3) Jurgen Moltmann (1) justiça (2) juventude (1) Júlio Severo (8) Kelem Gaspar (17) legislação (4) LGBTS (1) liberdade de expressão (2) liberdade de imprensa (4) liderança (8) literatura (8) livro digital (2) Livros (68) lição de vida (10) Lucas Santos (8) Luis Ribeiro (7) maconha (2) Magno Malta (1) manifestação (1) manifestações copa (1) manipulação midiática (1) manisfestação (1) Mantenedores UBE Blogs (3) Manual da UBE (8) marcha (1) Marco Feliciano (18) maridos (1) Marina Silva (1) Marl Virkler (1) Marta e Maria (1) Marta Suplicy (3) Martinho Lutero (1) mastectomia (1) Matusalém (1) Maya Felix (10) Meios de comunicação (1) mentira (4) missiologia (21) Missão Integral (5) missões (87) mistário (1) morte (1) Motivação (42) mulheres (3) mártires (1) música (3) nacional (1) namoro (2) Natal (33) Nietzsche (1) Notícias (86) opinião (28) oração (7) Orkut (13) ortodoxia (1) Pablo Massolar (1) pagamento (1) papel de parede (1) parábola (1) passatempos (5) pastores (7) Paul Washer (1) pena de morte (1) perdão (1) Perseguição política (9) Perseguição religiosa (21) Pinterest (1) PL 122/2006 (60) Plágio (14) PNDH - 3 (17) poder de Deus (6) Poesia (20) polêmicas (6) Política (111) Pornografia (2) portas abertas (1) Português (5) Primavera de Sara (2) profecia (1) profecias maias (1) profeta (1) Promoção (39) Protestantes (12) protesto (1) prós (1) páscoa (3) Rankings (1) Recursos (9) Redes Sociais (41) Reflexão (57) Reino dos céus (1) repouso (1) Repúdio (34) ressurreição (1) Retrospectiva (1) Revista Cristã (7) REVISTA FORBES (1) Robin Willians (1) Ronaldo Côrrea (2) Sammis Reachers (86) Sara (2) Saúde Pública (4) SBB (1) Selos (16) Senado Federal (19) SENAMI (1) Sentido da vida (3) Sidnei Moura (4) Silas Daniel (2) Silas Malafaia (28) Sorteios (16) STF (9) suborno (1) Teatro (2) Tecnologias (6) Televisão (9) Templates (8) teologia (5) testemunho (8) trabalho escravo (1) tradução (4) tragédias (2) tribulações (1) tráfico sexual (5) tutoriais (9) Twitter (10) UBE (11) UBE 2007 (83) UBE 2008 (120) UBE 2009 (166) UBE 2010 (201) UBE 2011 (236) UBE 2012 (173) UBE 2013 (159) UBE 2014 (151) UBE 2015 (9) UBE NA MÍDIA (4) UBEbooks (4) UOL (5) urnas (1) utilidade pública (12) Uziel Santana (2) vaidade (1) Valmir Nascimento Milomen (107) vencer (1) viagem (2) viagem missionária (4) Victor Leonardo (7) vida (1) Vida Cristã (111) vida eterna (3) vida real (13) Viktor Frankl (1) VINACC (13) Vinicius Pimentel (1) voto (1) voto evangélico (1) vídeo (50) Wagner Santos (1) Wallace Sousa (68) wallpaper (1) Wellykem Marinho (1) Wilma Rejane (142) Yosef Nadarkhani (7) Zip Net (3) África (3) ética (1) Ônibus Mágico (1)