Visite o Pesquisa Gospel

+-

(A+) (A-)

quinta-feira, 21 de maio de 2009

Nota de Repúdio às declarações do Ministro Carlos Minc

Posted by Valmir Nascimento on quinta-feira, maio 21, 2009 with 45 comments

Divulguem!


Nota de Repúdio
A União de Blogueiros Evangélicos, neste ato representada pelos associados abaixo assinados, vem, mui respeitosamente, repudiar publicamente a atitude do Excelentíssimo Ministro do Meio Ambiente, sr. Carlos Minc, que, no dia 18 de maio de 2009, durante discurso no Palácio Guanabara, em São Paulo, afirmou o seguinte: "Tem alguns momentos em que a Igreja erra feio. Um deles é a questão da camisinha. Se a gente fosse atrás da Igreja, quantas pessoas não estariam doentes? Outra questão é a da homofobia. Como é que uma religião pode dizer que é fraterna e solidária com todos se pressiona os parlamentares a não aprovarem a lei que criminaliza a homofobia?"; e ainda completou: "Quem se opõe à aprovação dos projetos que criminalizam a homofobia é corresponsável pela multiplicação dos crimes que nada têm de fraternos e solidários". Como que fornecendo o corolário para a discussão do problema, conforme as agências noticiosas, o ministro também forneceu o emblemático número de três mil crimes por homofobia, nos últimos dez anos no Brasil.

Sobre o desastroso pronunciamento do sr. Ministro, a UBE entende:

1) Que o Ministro pode e deve se manifestar no exercício democrático do seu juízo. Inclusive, discordando da posição da Igreja e dos cristãos de uma forma geral; afinal, a livre manifestação do pensamento é garantia assegurada pela Carta Magna em seu art. 5º, inciso IV. Garantia essa que, ironicamente, o PLC 122/2006 pretende acabar a pretexto da tipificação criminal da homofobia..

2) Que o Governo Federal, representado naquele ato pelo então Ministro, enquanto Poder Executivo do Estado brasileiro, deve zelar para que todos os cidadãos tenham seus direitos resguardados em consonância com os dispositivos legais vigentes, de maneira isonômica e justa, independente de sua cor, raça, sexo, opção sexual e religião, conforme estabelece o artigo 5º, caput, da Constituição Federal, o qual estabelece que "Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes".

3) Que o sr. Ministro acabou por atacar frontalmente todas as igrejas e entidades religiosas que se opõem a tais projetos legislativos, responsabilizando-as levianamente por aquilo que ele denomina de "multiplicação dos crimes que nada têm de fraternos e solidários". Entidades essas que, inclusive, estão inseridos os milhares de blogueiros evangélicos que assinam virtualmente a presente nota de repúdio;

4) Que, da maneira infeliz e irresponsável como foi feito, o pronunciamento evoca uma separação de grupos sociais, de modo a suscitar uma luta de classes entre aqueles que são contrários e aqueles que são favoráveis aos projetos de lei de criminalização da homofobia. Luta esta inexistente, uma vez que nenhuma igreja aqui representada assassinou, instigou ou colaborou para que gays, lésbicas e simpatizantes sofressem qualquer tipo de violência; muito menos incita ou incitou ódio contra os homossexuais.

5) Que o simples fato de apoiar ou não apoiar determinado projeto legislativo não significa necessariamente incentivo a um certo comportamento social; principalmente quando esse comportamento é maléfico para a sociedade. Com efeito, ser contrário à aprovação dos projetos que criminalizam a homofobia não é o mesmo que incitar o ódio ou a violência contra os homossexuais. Absolutamente. Afinal, se essa for a lógica padrão, concluiríamos também que o sr. Ministro é incentivador do uso de drogas, notadamente da maconha, isso porque, recentemente, ele mesmo participou de ato público onde pedia – aos gritos - a descriminalização do uso da maconha. Portanto, se essa idéia estiver correta, o sr. Carlos Minc é também "corresponsável pela multiplicação dos crimes que nada têm de fraternos e solidários" originados a partir do uso da maconha (furtos, roubos, homicídios, violência, etc.), bem como corresponsável pela destruição de milhares de famílias brasileiras que possuem dentro de casa viciados nesse tipo de droga.

6) Que as igrejas aqui representadas se resguardam o direito ao exercício do mesmo juízo resguardado ao nobre ministro e discordam igualmente de suas palavras e do apoio a tais projetos. Desta forma, as igrejas e seus membros podem discordar de quaisquer opiniões que julguem contrárias à sua fé e crença, inclusive, entre si, e o fazem de maneira ordeira e responsável. Não lembramos de qualquer enfrentamento religioso, apesar das divergências pontuais entre as correntes evangélicas brasileiras, o que é sadio;

7) Que, diante da afirmação de que nos últimos dez anos houve no Brasil 3.000 crimes por homofobia, se faz necessária a seguinte pergunta: Por que o ministro, ou seu correspondente na pasta da Justiça, não disponibiliza as investigações das 3.000 mortes? Porque muitos destes crimes foram sequer investigados! Entendemos que o emblemático número é fruto de mistificação grosseira e sintetiza a omissão e inabilidade do próprio Governo frente à crescente criminalidade de nossos dias. Senão leiamos um trecho de reportagem do Jornal do Commercio, do dia 15 de abril deste ano sobre o mesmo assunto. Na ocasião o jornal divulgava estatísticas semelhantes (grifos nossos):

Os gays são mais "frequentemente assassinados dentro da própria casa", geralmente a facadas ou estrangulados. Já os travestis são executados na rua a tiros. O perfil dos criminosos é descrito assim pelo relatório: "80% são desconhecidos, predominando garotos de programa, vigilantes noturnos, 65% menores de 21 anos".

Os gays são assassinados dentro de casa por 80% de desconhecidos!? Não lhes parece estranho? Veja como a contradição fica mais aparente quando se acrescenta predominando garotos de programa? Ou seja, na maioria das vezes, o gay chama um garoto de programa para sua própria casa, assumindo os riscos inerentes a esta atitude, e por alguma razão, os dois se desentendem e o gay é assassinado! Isso não é homofobia desde o início, porque, a priori, quem aceita um programa com um gay é porque gosta de sexo com ele.

Apesar das mortes, que devem ser sempre lamentadas, as ONGs dos movimentos engajados desejam um tratamento específico ao problema. O que querem? Um policial para cada casa, para poderem fazer sexo em segurança com um desconhecido? Observemos, por oportuno, que a questão colocada em foco não é a violência como drama brasileiro, mas a que atinge especificamente a homofobia. Uma classe especial de apuração somente para os gays. Como se as demais mortes de brasileiros fossem menos importantes. Outrossim, o que dizer dos gays que morrem disputando parceiros? Ou isto não acontece? Ou os que se envolvem em brigas que não tem nada a ver com sua opção sexual e em decorrência delas são assassinados? Dos que se arriscam nos programas noturnos? Enfim, em que circunstâncias foram mortas cada uma destas pessoas? A alquimia esconde, por exemplo, os praticantes do bareback!

8) Que tais projetos criam uma classe especial de privilegiados. Que de posse dos direitos especiais providos pelos projetos irão arguir as opiniões contrárias, de maneira agressiva e violenta, como já ocorre nos EUA. Decerto, a prevalecer a maneira tendenciosa como o Governo Federal cria políticas segregacionistas, um dia o Brasil vai ter uma Delegacia para apurar crimes contra os gays (aliás, já tem, só que com mais ênfase tem em vista os projetos em trâmite), outra contra os negros, os pardos, os amarelos, os narigudos, os baixinhos, os carecas, os gordos, os babalorixás, os que usam colete; enfim, contra cada categoria que reclame para si uma apuração diferenciada. Quando todos, repetimos, todos, os crimes deveriam ser apurados indistintamente, e nuances como sexo, religião, raça e opção sexual fossem contornos do fato. Exceto, nos casos em que há ligação explícita, como, por exemplo, os crimes praticados por neonazistas;

9) Que o Governo Federal desde há algum tempo luta por reparações históricas. O que seria muito bom, se tais reparações não segregassem os brasileiros em castas. A segregação impõe uma classe. Tal imposição se configura racista, quando aloca privilégios. Repudiamos tal articulação, pois historicamente perseguidas pela Igreja Católica, por exemplo, as evangélicas, nunca ousaram reivindicar reparação alguma;

10) Que a fala do excelentíssimo ministro Carlos Minc tenta mantê-lo em foco, desviando-o dos verdadeiros problemas de sua pasta, quais sejam, em resumo:

a) Desmatamento recorde. Provavelmente ao término deste texto o tamanho de uma quadra de futebol de árvores foi abaixo, em nome da ilegalidade e da exploração desordenada;

b) Poluição desmedida de nossos rios e costas. As matas ciliares estão em franco desaparecimento e os rios brasileiros agonizam;

c) Crescimento desordenado de nossas cidades, com déficit sensível de saneamento básico;

d) Impunidade nos delitos contra a natureza;

e) Ausência de políticas de longo prazo para o meio ambiente, tais como implantação da sustentabilidade plena em áreas de preservação ambiental.
Em suma, diante do fiasco à frente do Ministério do Meio Ambiente, o excelentíssimo senhor Carlos Minc procura desesperadamente por visibilidade advogando causas estranhas à sua pasta. Como militância na marcha da maconha e portavoz de evento gay.






Reações:

45 comentários:

  1. de fato, misturou alhos com bugalhos, só falou abobrinhas, ainda fez de suas declarações uma salada de frutas, criou um pepino na pasta e deixou um abacaxi pro governo descascar. Tinha q ser ministro do meio-ambiente mesmo... lamentável.
    Vai aprender a ler a Bíblia antes de sair vomitando inverdades.

    ResponderExcluir
  2. O poder temporal nem sempre "conviveu" nas melhores condições, com o poder divino.

    É uma «luta» que tende a continuar eternamene.

    Abraço

    Paulo

    PORTUGAL

    ResponderExcluir
  3. É muito triste quando se toma conhecimento do envovimento de um ministro em um ato dessa natureza.Ele devia era estar trabalhando para melhorar o entendimento da juventude sobre o mal que a maconha causa ao ser humano.Por causa das drogas muitos lares ja foram distruidos.A única coisa que posso falar para o ministro que Deus tenha misericórdia das suas atitudes e que ele venha se arrepender do mau que ele está causando a juventude do nosso Brasil.

    ResponderExcluir
  4. O que preciso para ser aprovado na comunidade?? Estou agurdando a aprovação a alguns dias.

    Deus abençoe

    ResponderExcluir
  5. Lamentável, pois nós evangélicos nunca reivindicamos, os crimes cometidos contra os nossas igrejas nos primórdios da pregação do Evangelho no Brasil, aonde os crentes eram sacrificados pela igreja "predominante" hoje.
    Você hoje pode discordar da religião, do time, do partido político e de tantas outras coisas, menos do homossexualismo.
    Isso é uma vergonha.

    ResponderExcluir
  6. Quando li essa notícia no Jornal citado, imediatamente veio em mim um revolta. Como o ministro pode utilizar dados estatísticos sem pé e sem cabeça para sustentar o seu argumentento! Todo povo tem que ser alertado o que este governo está querendo fazer: Destruir as famílias constituídas por Deus!

    Parabéns a UBE pela divulgação deste repúdio!

    ResponderExcluir
  7. Divulgado: http://tony-pasquel.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. A paz queridos...

    Olha, a não liberação da maconha, ainda é totalmente política, os nossos peixes criados no poder ganham muito com isso, e também não é do interesse da indústria do tabaco "essa Liberação" porque essas pelo menos pagam impostos, porém, as drogas correm livres. É o cúmulo da irresponsabilidade um "MINISTRO" fazer passeada com áqueles que não tem compromisso com a ética e nem com uma sociedade sadia, nem tão pouco com os padrões bíblicos estabelecidos pela palavra de Deus!

    Pastor Adão,

    ResponderExcluir
  9. .

    Retorno ao Gabriel Hernandes,


    Gabriel, muito obrigado pelo comentário e pela adminiração pela UBE. A UBE, é um comunidade agregadora de blogs exclusivamente evangélicos.

    A Paz de Cristo,

    ResponderExcluir
  10. Até bem pouco tempo, tínhamos uma irmã nossa de fé no Ministério, reconhecida até fora da nação. Mas como o Governo não consegue dobrar alguns no tocante aos seus interesses, faz com que os mesmos sejam, digamos assim, trocados.
    Assume então uma personalidade esquisita, com declarações alheias à vontade das pessoas de bem que ainda possuem um pouco de moral e vergonha na cara.
    Assusta saber que estamos sendo representados por pessoas deste tipo no poder.
    É tempo de não somente orarmos, mas também agirmos. Não adianta fazer "declarações proféticas (?)", tem que lutar, unindo-se um ao outro em atitudes como esta do abaixo-assinado.
    Lutemos pois! Maior é o que está em nós do que aquele que está no mundo!

    Márcio Cruz

    ResponderExcluir
  11. Quero apenas deixar o texto abaixo para reflexão.

    1. Por que o Governo quer mais um mandato?
    2. Por que tanta afinidade com movimentos (MST, GTBLS, Hugo Chávez, Evo Moráles) que só servem para desestruturar a sociedade?
    3. Não seria uma batata bastante quente para o (se aprovado mais um mandato) próximo governo se aprovadas as (impostas, pois se ferem a Constituição, são no mínimo ditatoriais) leis em tramitação?

    Amados, orem, mas também reflitam sobre que rumo político está caminhando o Brasil e façam algo em reação a isto.

    No Amor de Cristo (que está voltando),

    Márcio Cruz

    ResponderExcluir
  12. Com todo o respeito que o Exmo.Sr.Ministro merece, mas a verdade é que ele está agindo como um autentico "pau mandado". Como se não bastasse se meter em assuntos que não lhe dizem respeito como ministro, ainda quer posar de paladino da democracia sem ter moral para isto. Na década de 1970, durante o chamado regime militar, ele se beneficiou de uma ação violenta que foi o sequestro do embaixador alemão, em troca do qual ele e outros "companheiros" foram libertados, presos que foram por causa de "ações revolucionárias"(risos). Ele pôde lutar (até com armas)contra um regime que ele considerava mau, e quer tirar dos evangélicos o DIREITO LEGAL de se opor a uma sórdida armação de uma minoria mal amada!!!. Ora sr.ministro, vai cuidar da Amazonia e deixa as igrejas em paz!!!!

    ResponderExcluir
  13. É incrível como certas pessoas usam do poder para dizer bobagem, esse ministro só esquece que preservativo não evita doença, pois, conheço varios casos de pessoas que mesmo com preservativos ficaram doentes ou engravidaram, outra coisa, um ministro que apóia o uso de drogas tem moral para falar algo contra a igreja seja pelo que for? E se ele soubesse que nós não somos homofóbicos, não temos aversão a homossexuais, mas somos bíblicos? E isso nos leva a dizer que não temos nada contra o homossexual, mas não concordamos com tal prática, da mesma maneira que não temos nada contra o Sr. Ministro, mas não concordamos com suas palavras, outra coisa, se formos procurar discriminação, veicula-se um comercial contra as rádios piratas que fala que a maioria das rádios piratas está nas mãos de "pastores evangélicos" a partir do momento que se evidencia desta maneira entendemos ser discriminatório e, claro, sabemos que isso não é verdade, pois, quando se sobe as favelas de qualquer cidade grande se vêem muitas rádios piratas e nenhuma nas mãos de pastores, sendo assim, se algumas pessoas são vítimas de discriminação, nós somos também e de forma pública, então Sr. Ministro, vá cuidar do desmatamento da Amazônia e da Mata Atlântica que ainda ocorre, vá eliminar a impunidade de desmatadores e palmiteiros, pense no seu ministério que é um fiasco, pois, só com esse ministério o senhor já teria preocupações suficientes para nem ter tempo de prticipar de passeatas pró maconha e muito menos de falar tais sandices, mais uma vez, a B´biblia me manda respeitar as autoridades, por isso o senhor tem o meu respeito, mas me perdoe, seu erro foi infantil.

    ResponderExcluir
  14. Não é de hoje que autoridades e ministros brasileiros correm desesperadamente para aprovarem projetos e manifestarem seu apoio irrestrito à politica da glorificação do homossexualismo no Brasil.Não fico perplexo ao ver comentários deste tipo, pois é notório que ha muito tempo já ocorrem, mas que agora, de forma mais acintosa, provocando a Igreja do Senhor.O que faremos nós?ficaremos escandalizados, reclamando em nosso "cantinho", ou iremos tomar atitudes práticas e coerentes com nossa fé e exigir de nossos representantes, que colocamos nas instâncias superiores, uma representação efetiva e posicionada?Reclamar, por reclamar, não leva a nada.Temos que tomar uma posição, mesmo que isso seja se expôr publicamente.Não seria assim que Jesus agiria?Pense nisso.

    ResponderExcluir
  15. Ja esta postado no Blog da Missionaria,
    Temos que levantar um clamor em nossas igrejas,para barrar esse projeto que satanas tem tentado impor ao homem desde a antiguidade(Sodoma e Gomorra)Não podemos perder nossos filhos,eles são presentes que Deus nos deu,e devemos fazer todo o possivel para que eles continuem no caminho estreito que Jesus sempre ensinou...........

    ResponderExcluir
  16. Está na hora de nós, Blogueiros Evangélicos, acionarmos com nossa "força" a Frente Parlamentar Evangélica e os sensatos que ainda existem no Congresso contra todo tipo de atitude contrária a nossa liberdade de expressão e de culto. É hora de pedir também o afastamento do Ministro e a colaboração dos irmãos do Rio de Janeiro para impedir a reeleição dele a Deputado.

    Sóstenis Moura
    www.embaixadoressiao.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Eu só posso imaginar, e disso ninguém pode tirar o meu direito de assim pensar, que todos os que defende o homossexualismo estão legislando em causa própria. Da mesma forma aqueles que lutam pela liberação da maconha, eu penso que querem fumar sem constrangimentos. É lamentável que tenhamos nesse atual governo os piores ministros de nossa história. São TENPestades, MINCtirosos, sem se falar naquele que deixou cair a ficha, e compreendeu que seu verdadeiro lugar é nos palcos fazendo palhaçadas com uma viola. Acredito que mesmo que não seja da vontade de Deus que tais coisas, Ele permite as permite para que nós tomemos vergonha na cara, e quando tivermos oportunidade de votar não dar o que santo aos cães! Que Deus abençoe a todos.

    ResponderExcluir
  18. ###Segundo a matéria do oglobo do dia 17/05/09 Cem pessoas se manisfestaram no rio de janeiro..cem pessoas sendo que acelebridade foi a presença do Min.Meio Ambiente Sr.Carlos Minc que inclusive também apoiou a passeata para liberação das Drogas.
    Quem está no Comando e analisando tudo isso é DEUS….façamos nossa parte…pois temos que tomar vergonha na cara e colocar representantes que realmente tenham o caráter Cristão….
    Se foi o Lula que o colocou….vamos usar nossa arma que é protestar….e o nosso ministro bem que poderia trabalhar mais…do que ficar aparecendo em passeata…se ele quer assumir sua vida sexual que assuma….mas faça sua parte que é ser MINISTRO DO MEIO AMBIENTE….imagino que não tenha muita coisa prá fazer..e a derrubada da AMAZONIA é realizada neste periodo que ele estava reivindicando..##
    Estamos nesta luta neste momento acabei de blogar no www.oprodutor.com divulguemmm

    ResponderExcluir
  19. A palavra de Deus,diz que o mundo jaz do maligno,penso que estamos aqui como forasteiros travando uma batalha,que só com a ajuda do Senhor poderemos vercer,seremos perseguidos e masacrados,mas tenho uma convicção de que o Senhor está e sempre estará conosco,a palavra diz,"Tende bom animo",e é isso que gera nossa confiança e esperança.
    Vamos orar para que o Senhor volte logo pra nos buscar......e nos livre desta geração perversa......

    ResponderExcluir
  20. Eu ficaria muito surpreso com o pronunciamento do ministro se eu não fosse espiritual, mas estou surpreso com cristãos estarem tão indignados com isto, pois não somos deste mundo, ou seja esqueçam o que acontece em nossa volta, preocupemo-nos com o destino das almas, deveríamos em vez de fazer abaixo assinado estarmos orando para que o ministro conheça a Palavra de Deus e venha a ser salvo da ira de Deus.
    Pessoal o ministro é um ser humano como eu e você a diferença é a Palavra de Deus, se andamos por Ela ou não e com certeza se vamos atirar pedras nele então não estamos andando e muito menos guardando os mandamentos do Senhor.
    Cuidado irmão para não darmos lugar ao diabo.
    Vamos nos unir para que o Senhor Jesus faça Sua vontade na vida do ministro e no Brasil. Pois esta é a vontade do Sr.
    O que as pessoas pensam ou falam não vai mudar o que o Senhor tem para nós e para o mundo.

    "Que quer que todos os homens se salvem, e venham ao conhecimento da verdade." (I Timóteo 2 : 4)

    Flávio Franklin
    Blog:flaviofranklin.blogspot.com

    ResponderExcluir
  21. Irmão Flávio Franklin,

    Muito obrigado pela sua participação e ponto de vista.

    Sabe irmão Flávio, a voz de Deus fala de maneiras diferentes, até mesmo diante do mesmo fato.

    Quando ele diz: para nos aquietar, nós fazemos isto. Quando ele nos orienta a agir, nós agimos.

    Herodes era Rei em Israel.Quando Herodes começou a adultear com a mulher de Filipe, seu irmão, o que foi que João Batista fez?

    1) Ele ficou calado, porque o homem era um Rei

    2) Ou João Batista o REPREENDIA publicamente?

    Sabe irmão Flávio, quando uma Autoridade perde a direção de Deus e anda praticando a injustiça, ela também perde o direito de ser respeitada.

    O Ministro Minc em uma semana estava defendendo a maconha em uma Marcha no meio da Cidade do Rio de Janeiro. Na semana seguinte, participando de um Manifesto gay, e criticando os crentes,

    Desculpe irmão Flávio, mas nós pensamos de forma diferente. A omissão e nosso silêncio agora, vai trazer prejuízo no futuro.

    Se o irmão for casado, e tiver filhos, se todas as pessoas pensarem assim como o senhor, meia dúzia de gays vão mandar distribuir manuais de conduta de homossexualismo para todas as crianças do Brasil. Temos resistir, e usar de todos os meios lícitos para nos opor às condutas homossexuais.

    Se o irmão tiver filho na escoal, pode ter uma surpresa. Quando a professora der um para ele O Manual dos Gays, para levar para sua casa. Isto já está acontecendo no Chile. É realidade. Não é imaginação, não

    Acorda irmão Flávio. O livro de Ester está na Bíblia para ensinar oração, jejum e muita ação.


    Com muita humildade e respeito,


    Irmão João Cruzué

    ResponderExcluir
  22. O Ministro errou ao desconhecer a opinião dos evangelicos e as estatisticas referentes a homofobia; inclusive, demontrou ser preconceituoso em relação a Igreja. Obvio que os gays tem direitos e devem ser respeitados, mas os evangelicos tb não devem ser esquecidos em seus direitos.Que alias, devem ser iguais.

    ResponderExcluir
  23. Estou orgulhosa pela UBE, não só um grito de repúdio... Uma prova de conhecimento, sabedoria, que exalta o nome do Senhor.
    A postagem nos leva a segurança de que temos gente competente para dizer o que precisa ser dito tanto a reis como a leigos. Parabéns!
    Vale a pena somar com a UBE. Abraços. Guiomar.

    ResponderExcluir
  24. Um dia que nós tivermos políticos sérios, realmente preocupados com o bem estar do povo, com certeza nós não vamos mais ver na televisão atitude como desse ministro.
    Ano que vem nós teremos eleições, nós podiamos combinar para começar a horar desde de agora, pelos os políticos que irão ocupar: O Congresso Nacional, as assembleias legislativas e os governos de estado.Só Deus pode mudar a conduta dos nossos políticos.

    ResponderExcluir
  25. MATEUS 5
    43 Ouvistes que foi dito: Amarás o teu próximo, e odiarás o teu inimigo.
    44 Eu, porém, vos digo: Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; para que sejais filhos do vosso Pai que está nos céus;
    45 Porque faz que o seu sol se levante sobre maus e bons, e a chuva desça sobre justos e injustos.
    46 Pois, se amardes os que vos amam, que galardão tereis? Não fazem os publicanos também o mesmo?
    47 E, se saudardes unicamente os vossos irmãos, que fazeis de mais? Não fazem os publicanos também assim?
    48 Sede vós pois perfeitos, como é perfeito o vosso Pai que está nos céus.


    MATEUS 15
    8 Este povo se aproxima de mim com a sua boca e me honra com os seus lábios, mas o seu coração está longe de mim.
    9 Mas, em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos dos homens.
    10 E, chamando a si a multidão, disse-lhes: Ouvi, e entendei:
    11 O que contamina o homem não é o que entra na boca, mas o que sai da boca, isso é o que contamina o homem.

    ResponderExcluir
  26. Amar os nossos amigos é muito fácil e conformável, agora amar os nossos inimigos aí as coisas se complicam,mas como a palavra orienta que nós amemos os nossos inimigos, nós devemos seguir essa orientação, com certeza mais a frente nós iremos nos sertir aliviado e muito bem conosco mesmo.

    ResponderExcluir
  27. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  28. Não só proclamar a palavra e defendê-la, mas nós temos uma importante missão que é fazer discípulos, como Jesus fez.

    ResponderExcluir
  29. Defender a Palavra, estaríamos fazendo a mesma coisa que Acã fez quando a arca da aliança estava caindo e ele colocou sua mão para ajudá-la a não cair, como se Deus não pudesse segurá-la.
    "E, chegando à eira de Quidom, estendeu Uzá a sua mão, para segurar a arca, porque os bois tropeçavam." (I Crônicas 13 : 9)
    "Então se acendeu a ira do SENHOR contra Uzá, e o feriu, por ter estendido a sua mão à arca; e morreu ali perante Deus." (I Crônicas 13 : 10)
    No Novo Testamento, Pedro também tentou ajudar a Jesus para que Ele não fosse crucificado, só que ao agirmos fora do que está na Palavra de Deus estaremos sendo influenciados por satanás, o Próprio Jesus disse para satanás que estava usando a Pedro, “sai satanás”...
    MARCOS 8
    31 E começou a ensinar-lhes que importava que o Filho do homem padecesse muito, e que fosse rejeitado pelos anciãos e príncipes dos sacerdotes, e pelos escribas, e que fosse morto, mas que depois de três dias ressuscitaria.
    32 E dizia abertamente estas palavras. E Pedro o tomou à parte, e começou a repreendê-lo.
    33 Mas ele, virando-se, e olhando para os seus discípulos, repreendeu a Pedro, dizendo: Retira-te de diante de mim, Satanás; porque não compreendes as coisas que são de Deus, mas as que são dos homens.
    Defender a Palavra de Deus é prova de imaturidade espiritual, pois o Senhor é auto suficiente em se defender, não li na Bíblia nenhuma passagem onde Deus precisava de ajuda para se defender.
    Se alguém fala mal da Palavra de Deus o próprio Senhor vai mostrar a tal pessoa que a Palavra não é digna de se falar mal, mas isto o senhor faz pelo amor, não por nossas paixões.

    ResponderExcluir
  30. Não damos nem razão à um e nem à outro.

    1º É lamentável que nesse país, ainda existam pastores na TV aberta, que dizem que curam Leucemia, fazem as pessoas saírem com as muletas debaixo do braço, ou Rede de TV que diz que escuta o que os ouvintes falam, mas quando é somente quando é para atacar a religião ou emissora adversária, porque da sua, e dos seus, nada aparece.

    2º O envolvimento da maconha com a criminalidade, foi imposto pelas próprias leis e pela corrupção policial, e descriminalizar a erva, não quer dizer liberar, e descriminalizando e controlando o uso e usuários, será menos uma fonte de renda para o crime.

    3º Antigamente, quando haviam mais ingnorantes, era comum um pastor falar no seu culto, que TV era coisa do demônio, e hoje é um dos seus mais poderosos meios de aliciamento de miseráveis, perturbados e sem rumo, que vivem com insônia, em busca de uma resposta divina, e o Orkut e a internet, que outrora também eram atacados em muitas igrejas e programas medíocres, está sendo usado pelo mesmo motivo.

    Porque as igrejas não vão à Parada GLBT, nem que seja para ficar nos arredores, e pregarem a palavra?

    ResponderExcluir
  31. Réplica a Almanakut.

    Taí uma opinião interessante.

    1) Concordo. Dinheiro de dízimos dos fiés não são recursos para financiar uma Rede de TV para veícular as mesmas novelas, mundanas, do plim plim;

    2)Sobre a descriminalização da erva, sou contra. Hoje descriminaliza isto, amanhã aquilo, daqui a pouco seremos uma sociedade de drogados.

    3)Os pastores erraram quando disseram que a TV era do diabo. Quanto aos miseráveis, perturbados e sem rumo, a culpa não é dos Pastores. Há exploradores sem vergonha mesmo. Mas uma minoria. Quem mandou pregar o evangelho para os "doentes" foi Jesus Cristo.

    Sobre a Parada GLBT, não é prudente ficar nos arredores, nem fazer qualquer ação durante a parada. Isto seria interpretado como provocação.

    Obrigado pela participação e por expressar sua opinião.

    Com muito respeito,

    João Cruzué/UBE

    .

    ResponderExcluir
  32. José Coelho Araújoterça-feira, junho 09, 2009

    Olá Irmãos:
    Jesus disse: E odiados sereis por causa do meu nome: Mat. 10:22
    Nem nos espantemos, porque o diabo sabe que o seu tempo está no fim.
    Devemos é estar sempre preparados, para dizer como Tito:2:15
    Fala estas coisas, exorta e repreende com toda a autoridade.
    Ninguém te despreze.

    ResponderExcluir
  33. SÓ AGORA TIVE CONHECIMENTO DESSA POSTAGEM ,
    A IGREJA DE CRISTO MAIS UMA VEZ É INJUSTIÇADA POR AQUELES QUE DEVERIAM ESTAR FAZENDO JUSTIÇA E
    CUIDANDO DO BEM ESTAR DAQUELES QUE PAGAM SEUS SALARIOS,
    QUE DEUS NOS PROTEJA DE PESSOAS COMO ESSAS E QUE O POVO DE DEUS SE FAÇA PRESENTE NO CENÁRIO POLITICO, POIS PRECISAMOS DE ALGUEM QUE POSSA LUTAR POR NOS CRISTÃOS.
    POSTADO EM MEU BLOG .

    ResponderExcluir
  34. Tinha que ser ele nem!

    Ministro do meio ambiente.

    ResponderExcluir
  35. Com todo o respeito que lhe são devidos como servos de Cristo; os irmão da UBE estão biblicamente equivocados com essa manifestação contrária ao ministro, independente da posição deste. Isso não é uma demonstração de força, mas de confusão e engano. Jesus jamais manifestou a Cesar sua posição divergente porque entendia que o mundo pertencia a ele e sendo assim não cabia, a Ele Cristo, inserir um contexto totalmente diferente num mundo “que jaz do maligno”; por isso: “Daí a Cesar o que é de Cesar”. O caso de Ester tornou-se um caso isolado e como toda exceção, não pode ser usado como via de regra. Todos os homens aos quais seus testemunhos passaram no teste como Cristãos, tanto da bíblia como fora dela, jamais foram ouvida suas vozes pelos governantes desse mundo, á salvo quando recebiam uma mensagem específica de Deus, endereçada a uma pessoa específica da cadeia do poder, caso este em que cumpriam essa missão solitariamente, jamais pedindo apoio de quem quer que seja por já possuírem o único apoio que fazia diferença. Biblicamente falando, entendo que os nossos “digníssimos” líderes evangélicos estão causando um mau muito maior à cristandade do que todos esses burocratas juntos. Mas parece que é sempre mais fácil lavar a roupa suja dos outros do que a nossa própria... Isso me lembra a semelhante contradição do catolicismo que embora tenha tremendos problemas com os inúmeros casos de pendofilia na suas fileiras, insiste em ser o guardião da moral e dos bons costumes, caso este em que o mundo zomba e rir de tamanha contradição. A força dos crentes só é explícita quando estes, de forma pratica, e não teórica, encarnam os mesmos sentimentos que haviam em Cristo Jesus.

    Que só Deus nos influencie!

    Roberto Aguiar

    ResponderExcluir
  36. .
    RÉPLICA

    Ao Irmão Roberto Aguiar

    Estamos muito honrados com seu comentário na UBE. O contraditório, eu sempre digo: nem sempre nos agrada, mas ele promove uma renovação do entendimento.

    Irmão Roberto, não participei direntamente deste repúdio. Mas concordo com ele. Um Ministro é um representante do Governo. Ele deve mostrar impessoalidade, um príncipio elementar do Direito Administrativo, o Be-á-bá, de qualquer funcionário público.

    Ele não pode se comportar com leviandade. Um dia está em passeata pela liberação da maconha; no outro participando de passeata gay, em outro ainda chamando os agricultores do Brasil de vigaristas. Isto é falta de decoro.

    Entendo o o Irmão quer dizer sobre a atitude de Jesus quanto a César. Mas a Bíblia, com todo respeito e humildade, não se resume apenas a este exemplo.

    O que dizer da repreensão pública que João o Batista fazia com Herodes? E dos profetas que perdiam a vida ou eram presos por confrontar reis pecadores?

    E do Livro de Ester?

    Por que estas coisas aparentemente contraditórias estão na Bíblia? Posso estar equivocado, mas eu penso que estas coisas aparentemente conflitantes estão lá para pensarmos um pouco mais. Entender que pode haver relatividade no absoluto (exceto em Deus) e algo de absoluto no relativo.

    Certamente estas dúvidas podem ser esclarecidas através de uma oração pessoal de questionamento a Deus.

    Termino, agradecendo sua participação e as palavras de seu comentário.

    Irmão João Cruzué

    .

    ResponderExcluir
  37. Irmão Roberto Aguiar,
    Fico Feliz que finalmente o Senhor Jesus me mostrou que nem todos os crentes estão ainda tomando leite espiritual, e já estão comendo alimento sólido como você, glória a Deus, concordo com você, não porque eu acho que você está certo, mas porque o Senhor está me revelando coisas maravilhosas, como amar, coisa que infelizmente até os que se dizem pastores muitas vezes ainda não sabem, pois querem medir força com o mundo, achando que por força vão mudar a opinião do mundo, parecem que não sabem que o mundo odeia o Senhor Jesus, e só vão gostar Dele quando aceita-lo e nascerem de novo, porisso não adianta lutar contra a carne e sangue (seres humanos), através do amor que o Sr Jesus sente pelos homens é que um coração de pedra se transforma em carne.
    Fico muito triste com homens que se julgam até pastores ficam levantando contenda entre as ovelhas para colocar atrito entre as pessoas, não sabem que isto é uma armadilha do diabo, e que por tras de toda contenda tem satanás rindo e arquitetando planos para que os próprios crentes briguem com os perdidos.
    Mas Jesus já advertia sobre isto:
    "Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus." (Mateus 7 : 21)
    E qual a vontade do Pai:
    "Que quer que todos os homens se salvem, e venham ao conhecimento da verdade." (I Timóteo 2 : 4)
    Por isto eu repito:
    "VAMOS ORAR PELO BRASIL E PELAS PESSOAS QUE NÃO GOSTAM DOS CRENTES, PARA QUE VENHAM A CONHECER A PALAVRA DE DEUS"
    E Lideres amadureçam espiritualmente e parem de tomar leite para que o Senhor possa lhes alimentar de Alimento sólido para que possam discernir entre o mal e o bem:
    "Porque, devendo já ser mestres pelo tempo, ainda necessitais de que se vos torne a ensinar quais sejam os primeiros rudimentos das palavras de Deus; e vos haveis feito tais que necessitais de leite, e não de sólido mantimento." (Hebreus 5 : 12)

    "Mas o mantimento sólido é para os perfeitos, os quais, em razão do costume, têm os sentidos exercitados para discernir tanto o bem como o mal." (Hebreus 5 : 14)

    ResponderExcluir
  38. TRÉPLICA CORDIAL

    Nobre irmão Cruzue, compreendo sua visão, mas não consigo conectá-la ao texto bíblico. O ministro tem todas as razões do mundo para ser tendencioso pois a impessoalidade só se alcança recebendo-a do alto, porque segundo a bíblia, todo homem é moralmente falido e só passa a entender o significado da palavra justiça por via do novo nascimento em Cristo.

    Sobre o direito administrativo, qual país do mundo, de qualquer época, não protegeu e privilegiou os afortunados, em detrimento das massas menos favorecidas? Qual o nome que se dá a isso? Segundo a palavra de Deus, leviandade é a palavra de ordem desde Adão até hoje, e será assim até o fim. “ Mas todos nós somos como o imundo, e todas as nossas justiças como trapo da imundícia; e todos nós murchamos como a folha, e as nossas iniqüidades como um vento nos arrebatam”. Isaías 64:6 Quando Jesus veio ao mundo citou esse mesmo texto ratificando esse triste fato sobre a humanidade.

    Quando o ministro ou qualquer outro agem em descompasso com a verdade só estão fazendo o que lhes é próprio.

    O exemplo de João Batista frente a Herodes não cabe aqui, pois a nação de Israel era uma nação religiosa , onde cada rei tinha que ser ungido e fazia juramentos de obediência á Deus, o criador daquela nação. Quando João batista fazia severas críticas á Herodes, estas estavam totalmente no campo da racionalidade, pois como descendente de Abraão ele tinha por questões espirituais, que dar o exemplo. Se João Batista tivesse dirigido suas críticas a Cesar ou aos governadores romanos, sua observação irmão Cruzue faria sentido, o que não é o caso.

    No caso dos profetas quando falavam para reis não judeus, o único caso em que haveria uma possibilidade de seu argumento vingar, as falas dos profetas eram sempre de cunho religioso como no caso de Nínive; palavra que apelava para um arrependimento, jamais de cunho político ou administrativo .

    Novamente, o caso de Ester é uma exceção, e como toda exceção, a razão aconselha a que não se tome como regra.

    Finalizando, se algum irmão da UBE recebeu alguma mensagem específica da parte de Deus para entregar ao ministro, isso faz todo o sentido do mundo biblicamente falando, mas se a intenção é copiar os movimentos sociais usando esse conhecido artifício do manifesto com o objetivo de tocar o ministro, isso é a mais pura perca de tempo e uma má interpretação de que lado se está e de quem o ministro é e simboliza. Chega de passar por tolos por causa própria diante da opinião pública. Ficam aqui os meus sinceros votos para que juntos amadureçamos as idéias e não retrocedamos nelas.

    Fraternalmente,

    Roberto Aguiar

    ResponderExcluir
  39. sabemos q quem esta por trás disso, são forças espirituais da maldade que lutam desde sempre pra destruir tudo aquilo q tem o selo de Deus.em toda historia humana desde do momento q o homem foi criado levantou -se a oposição de um reino maligno,e essa é a nossa luta não contra carne ou sangue mais contra as forças do mal. A igreja esta na terra para se opor contra tudo aquilo q surgir para destruir as obras de Deus.Cada ser humano tem o direito de fazer suas escolhas, se muitos escolhem ser homosessuais,consumir drogas fazer o q quiser com sua vida faça, mais isso é contrario ao pricipio de vida do criador e nós conhecemos esssas verdades q a defendemos como igreja q é a representante de Deus na terra. Então Sr ministro guando a IG e contraria a essas prticas é porque tem conhecimento da vontade de Deus e do dano q cada uma delas causa a instituições, como a familia e ao proprio ser humano individualmente e como o senhor pode manifestar sua opinião como cidadão e político todos nós tambem temos o direito de espressar o q entendemos e cremos.A IGREJA AMA SIM CADA VIDA INCLUSIVE A SUA E DESEJA QUE TODOS SEJAM ALCANÇADOS PELO GRANDE AMOR DE DEUS. PQ ESCRITO ESTA, DEUS AMAOU O MUNDO DE TAL MANEIRA Q DEU SEU FILHO UNIGÊNITO PARA Q TODO AQUELE Q NELE CRÊ NÃO PEREÇA MAIS TENHA VIDA ETERNA.

    ResponderExcluir
  40. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  41. Como sei q este blog ñ tem nada de democrático (pois este comentário será moderado e provavelmente nunca será publicado por discordar do teor deste protesto infantil) me arrisco msm assim...o Jesus de vcs ñ foi capaz de prever o avanço epidêmico das doenças sexuais. Agora temos nós, homens racionais, q lutar para q o mundo ñ afunde com a proliferação delas. Belas palavras do ministro, me orgulho de te-lo no combate a ignorância q cega milhares de fieis cegos por salvação incerta.

    ResponderExcluir
  42. .

    Oi Amanda,

    Obrigado por ter manifestado sua opinião. Merece meu respeito.

    O protesto pode ser infantil, segundo sua opinião, mas o que conta são as atitudes.

    Você já leu o poema "É preciso agir" de Maiakovsky?

    Com muito respeito por você, vou escrever algumas linhas.

    Deus não é paternalista. Uma vez que somos seres inteligentes, também somos responsáveis por nossos atos.

    Simples exemplos: É da responsabilidade de Deus livrar o mundo de poluição?

    Da degradação do meio ambiente?

    Da fraude nas eleições do Irã?

    Da venda de armas?

    Venda de cocaína?

    Na minha ("infantil")opinião cada um é responsavel pelos próprios atos. Culpar Deus por doenças e DSTs e outros males é muito cômodo.

    Vou terminar com uma pergunta bem infantil: De onde vem a vocação das pessoas que exercem a medicina, enfermagem, assistência social? Será que é só por dinheiro ou quem alguém inspirador por trás?

    Fico por aqui.

    ResponderExcluir
  43. RídiculoO...esse "tal ministro" não sabe o que diz....talvez ele seja um dos que gosta da fruta...vai saber...Que Deus tenha misericórdia e que ele seja um dos primeiros a sofrer as consequências e a opressão que esse grupo quer impor sobre o brasil, sobre a família, sobre pessoas decentes...aaarrrfff...Só lamento!Mais um do grupo das "marolinhas" do Lula....lametável mesmo!!

    ResponderExcluir
  44. Aqui em Manaus esse Sr. Minc é chamado de ministro maconheiro por toda midia local, e é considerado Persona non grata no Estado do Amazonas por se opor às obras que proporcionarão o desevolvimento para toda a sofrida ergião norte do Brasil. Ele deve guardar as epiniões equivocadas dele, para ele próprio, e não atacar quem Honrosamente contribui para o bem estar das populações desasistidas. As religioes brasileiras (evangélicas ou não)são baluarte em meio ao grande caos, dão parâmetros e elevam a
    auto-estima de seus fiéis. Um abração do Blog Noticias de Manaus.

    ResponderExcluir

Ensina-nos a contar os nossos dias, de tal maneira que alcancemos corações sábios - Salmos 90.12.

▬▬▬▬▬▬▬

Seu comentário é muito importante para nós da UBE Blogs - União de Blogueiros Evangélicos. Portanto, comente com responsabilidade.

Atenção: Não serão aceitos comentários:

1) Ofensivos
2) Anônimos
3) Em CAIXA ALTA.

Administração UBE Blogs

Postagens populares nos últimos 7 dias

Postagens mais acessadas

Conexão de amizades

Google+ Followers

Categorias

abaixo-assinado Aborto ação coletiva Aconselhamento Pastoral Acordo Ortográfico Adoração Africa alerta Altair Germano ANAJURE ansiedade Antonio Flávio Pierucci Apologética Arminismo e Calvinimo Arrecadação de Impostos artte assuntos atuais Ateísmo atitudes audio-books barbárie Belverede Bíblia Bíblia de Estudo Bibliotecas virtuais biografia Blog do Momento Blogagem Coletiva blogagem profética Blogger Blogosfera Cristã blogueiros Boicote Brasil Cadastro Campanhas Caramuru Afonso Francisco Carla Ribas Carlos Eduardo B. Calvani Carlos Nejar Carlos Roberto Silva Carnaval cartunista cristão casamento cenas da vida CGADB charge Charles Péguy cidadania Cinema Cintia Kaneshigue clamor Como criar e editar um blog? comportamento Comunicados Concurso no blog Concursos conectados em oração Consciência Cristã conscientização Contribuição conversão copa 2014 corporativismo corrupção cosmovisão cristã CPAD CPAD News Creative Commons crianças crianças desaparecidas crime criminalidade Cristofobia Culto de Missões debate Denúncias dependência de Deus Desafiando Limites Desaparecidos Desarmamento Desastres Naturais Descriminalização da maconha Deus. devocional Dia da Bíblia dia da mulher Dia das Mães Dia de Missões Dia dos Namorados Dia dos Pais Dicas dinheiro direitos humanos discurso Divulgação Domingo da Igreja Perseguida dons espirituais Dr. Luis Pianowski Drogas DVD e-book EBD Ecologia e Natureza Editorial educação Eleições Eleições 2014 Eliseu Antonio Gomes ENBLOGUE Enquete ensino Entrevistas Escatologia Escola Dominical Escrita Esdras Costa Bentho Esperança Esportes estatísticas Estudos Etica Etica no Blogar Evangelho Evangelismo Evento exegese bíblica Facebook Família família Cristã Felipe M Nascimento Fidelidade e Infidelidade conjugal filhos filme Filosofia fim do mundo formação de opinião frases e citações Frida Vingren futebol Game Geisa Iwamoto Genivaldo Tavares de Melo George Soros Geremias do Couto Geziel Gomes gif Google Friend Connect Google Plus (G+) governo Graça Guerra Cultural Gutierres Siqueira Haiti Hinários História Holocausto homilética HQ Humor idosos igreja Igreja Perseguida Imagens Cristãs inspiração Integridade Moral e Espiritual Intelectualidade Interatividade intercessão internet Internet Evangélica intolerância Islamofobia Izaldil Tavares de Castro J.T.Parreira Jairo de Oliveira Japão jejum Jesus: O Homem Perfeito Jesus. João Cruzué jogos eletrônicos Johann Sebastian Bach José Wellington Bezerra da Costa Judeus judiciário Júlio Severo Jurgen Moltmann justiça juventude Kelem Gaspar legislação LGBTS liberdade de expressão liberdade de imprensa lição de vida Lições Bíblicas Adulto Lições Bíblicas Jovens liderança literatura livro digital Livros Louvor Lucas Santos Luis Ribeiro Luiz Sayão maconha Magno Malta manifestações copa manisfestação Mantenedores UBE Blogs Manual da UBE Marco Feliciano maridos Marina Silva Mark Carpenter Marl Virkler Marta Suplicy Martinho Lutero mártires Maya Felix Meios de comunicação mensagem mentira Missão Missão Integral missiologia missões morte Motivação mulheres música namoro Natal Nazismo Nietzsche Notícias objetivos opinião oração orientação Orkut ortodoxia Pablo Massolar papel de parede parábola páscoa passatempos pastores Paul Tripp Paul Washer pecado pecaminosidade pena de morte perdão Perseguição política Perseguição religiosa Pinterest PL 122/2006 Plágio planejamento planejar PNDH - 3 poder de Deus Poesia polêmicas Política Pornografia portas abertas Português pregação e pregadores Primavera de Sara profecia profecias maias profeta Promoção Protestantes protesto Rankings Recursos Redes Sociais Reflexão Reforma Protestante remissão Repúdio ressurreição Retrospectiva Revista Cristã REVISTA FORBES Robin Willians Ronaldo Côrrea Sammis Reachers Saúde Pública SBB Selos Senado Federal SENAMI Sentido da vida Sidnei Moura Silas Daniel Silas Malafaia sociologia Sorteios STF suborno super-crente Teatro Tecnologias Televisão Templates teologia Teologia Brasileira teologia da prosperidade testemunho Tim Keller trabalho escravo tradução Tráfico Humano tráfico sexual tragédias tribulações triunfalismo tutoriais Twitter UBE UBE 2007 UBE 2008 UBE 2009 UBE 2010 UBE 2011 UBE 2012 UBE 2013 UBE 2014 UBE 2015 UBE 2016 UBE NA MÍDIA UBEbooks UOL utilidade pública Uziel Santana vaidade Valmir Nascimento Milomen viagem missionária vício Victor Leonardo Vida Cristã vida eterna vida real vídeo Viktor Frankl VINACC Vinicius Pimentel voto voto evangélico Wagner Santos Wallace Sousa wallpaper Wellykem Marinho Wesleianismo Wilma Rejane Wordpress Yosef Nadarkhani Zip Net