Visite o Pesquisa Gospel

+-

(A+) (A-)

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Fragmento de papiro indicaria que Jesus era casado? O que pensar sobre isso?

Posted by Wallace Sousa on quinta-feira, setembro 20, 2012 with 11 comments


duvidas

Fragmento de papiro indicaria que Jesus era casado. O que pensar sobre isso?

Antes de tecer meus comentários sobre o assunto, vamos à notícia. Volto logo em seguida, ok?

Fragmento de texto cristão indica que Jesus foi casado

papiro-fragmento
foto de papiro antigo


A descoberta de uma pesquisadora da Universidade de Harvard (EUA) pode ajudar a esclarecer um dos aspectos mais controversos da vida de Jesus Cristo. Karen King, especialista em religião, encontrou um papiro do século 4 da nossa era cujo texto indica que Jesus Cristo foi casado. 
O texto foi apelidado de "Evangelho da esposa de Jesus". A parte do texto que chamou a atenção dos pesquisadores é a seguinte: "Então, Jesus disse a eles: eis a minha esposa", de acordo com a tradução feita do copta (antigo idioma egípcio). "A tradição cristã sempre sustentou que Jesus não era casado, embora não exista evidência histórica para respaldar essa tese", disse Karen durante uma palestra em Roma, nesta terça-feira. 
Segundo a pesquisadora de Harvard, "este novo evangelho não prova que Jesus era casado, mas nos diz que toda questão surgiu apenas como parte dos intensos debates sobre sexualidade e casamento. Desde o início, cristãos discordavam se era melhor não casar, mas foi apenas mais de século depois da morte de Jesus que começaram a recorrer à condição matrimonial dele para apoiar suas posições." De acordo com Karen, mostrar Jesus solteiro era uma maneira de fortalecer as posições católicas sobre temas como o celibato. 
O fragmento tem oito linhas de texto de um lado e está muito danificado no verso, com apenas três palavras e algumas letras visíveis. O dono do documento procurou Karen em 2010, e na época ela duvidava da veracidade do fragmento do papiro. A tese sobre Jesus ter sido casado ganhou fama com o livro "O Código Da Vinci", de Dan Brown. Observação: Grifos acrescidos, não presentes no original. 
Fonte: Yahoo, via Huffington Post.
Ok, estamos de volta e vamos refletir um pouco sobre como essa descoberta pode impactar nossa fé e nosso testemunho perante o mundo, anunciando que Jesus é o Salvador prometido. Então, começo com uma pergunta: e se você fosse questionado sobre isso, afirmando que sua fé em um Jesus divino está fundamentada em mentiras que estão sendo, finalmente, desmascaradas? Ok, eu exagerei a situação, mas para que você entenda o que pode vir a acontecer, e como você deve se comportar perante isso.
Em primeiro lugar, devemos ter em mente que a Palavra de Deus nos exorta a sermos pacientes e mansos ao respondermos a quem nos pedir a razão da esperança que está em nós. Mas, não só isso: ali também diz que devemos estar sempre preparados para responder (1 Pe 3.15). 
Observe: NÃO FOI UM CONSELHO, FOI UMA ORDEM. Se você inventar de responder a alguém, estando despreparado, estará fazendo a coisa certa do jeito errado. Não tenha ilusões de que Deus estará obrigado a abençoá-lo porque você quer defender a fé. Você somente terá a bênção de Deus se fizer a coisa do jeito dEle, ok?
Vamos refletir, inicialmente, sobre a seguinte questão: e se Jesus fosse casado, o que isso significaria, que Ele não seria mais o Filho de Deus? Não. Casar não é sintoma de que você é uma pessoa ruim, longe disso. Logo, não seria um desmerecimento se Jesus fosse casado, certo?
Ora, penso eu cá com meus botões: as pessoas ruins se fazem de boas para poderem casar, não é verdade? Então, casar não é, definitivamente, algo que desmereça alguém. Deixar de casar, também não, apesar de muitas mulheres enfrentarem piadinhas do tipo "solteirona, tiazona, encalhada, etc".
Então, vamos explorar os 3 pontos grifados, e refletir um pouco sobre cada um deles.


polemicas

  • 1º ponto: esclarecer um dos aspectos mais controversos da vida de Jesus Cristo

Jesus tem muitos aspectos controversos em sua vida: seu nascimento virginal, a ausência de um pai biológico, o local de seu nascimento, suas afirmações polêmicas e declarações desconcertantes, sua morte e, finalmente, sua ressurreição e segunda volta. Tudo isso é objeto de polêmica e controvérsia. Mas, definitivamente, a questão de Jesus ter tido, ou não, uma esposa não é um deles.
Ter ou não, uma esposa, não é algo que diminua ou denigra alguém, pelo contrário (embora alguns possam achar que sim). Veja o que Paulo afirma a esse respeito: 
Não temos nós direito de levar conosco uma esposa crente, como também os demais apóstolos, e os irmãos do Senhor, e Cefas? 1 Coríntios 9:5
Ora, se Jesus fosse casado, por que Paulo, que o conheceu pessoalmente em glória, ainda que tardiamente, não o usou como exemplo? Observe que ele usa Cefas (o apóstolo Pedro) como ponto culminante do argumento. Se Jesus tivesse sido casado, ele (Paulo) encerraria o argumento com Jesus, e não com Pedro, concorda?

Dizer que Jesus era casado não é, de forma alguma, um elogio: soa como acusação. Assim foi com Dan Brown em seu livro de sucesso de público e de crítica O Código da Vinci, de 2003. Recordo-me, também, do saudoso arqui-herege, rev. Moon, que acusava Jesus de não ter completado Sua obra por não ter... casado(!). Ora, vejam vocês: ser era casado, era problema, se não era casado, era defeito. Para esses (e Herodes), teria sido melhor se Jesus nem tivesse nascido.
Muitas pessoas querem, ao que parece, descobrir algo na vida de Jesus que desmereça ou desqualifique Sua pessoa. Mas, isso nunca foi fácil, senão vejamos: 
Qual de vocês pode me acusar de algum pecado? Jo 8.46 
Os fariseus, ávidos por encontrar algum motivo contra Jesus, nada puderam contradizê-lo, fugindo dessa pergunta como o diabo foge da cruz que qualquer um de nós sentiria calafrios somente em pensar em fazê-la. Sim, Jesus era mestre (rabi, na verdade... desculpe o trocadilho) em levantar polêmicas envolvendo sua pessoa e ministério. Mas, ser casado nunca foi objeto de debate. Por quê? Talvez por que Ele não possuía uma esposa, uai.

evidencias

  • 2º ponto: não existe evidência histórica para respaldar essa tese do celibato de Jesus

Uma das máximas do trabalho apologético é reconhecer que "ausência de evidência não significa evidência de ausência" ou, em outras palavras, somente porque não se achou - ainda - uma prova de que algo exista, não quer dizer que aquilo não exista, de fato. O que isso significa, então? Que ainda não se achou evidência sobre aquilo.
Pensando dessa maneira, a construção da frase da pesquisadora é correta: na visão dela não existe evidência contrária, e agora aparece uma afirmando. Logo, ela conclui que existem mais chances de Jesus ter sido casado do que ter sido solteiro. 
Mas, espere: será que não existem mesmo evidências de que Jesus não seria casado? E os evangelhos, que contam minúcias da vida do Messias, excetuando o período dos 12 aos 30 anos, não podem ser considerados como fonte histórica? 
Os evangelhos nos contam sobre o nascimento, a ameaça de morte, o episódio do Templo, seu ofício, seus pais, irmãos, apóstolos e amigos, inclusive nomeando-os, contam que Ele sentiu fome, sede, cansaço, que chorou, que se alegrou, que se irou... ora, contam até que Ele suou! E omitem um fato tão importante quanto o de Ele ser casado?
Talvez, omitir fatos assim fossem regra, mas existem evidências secundárias ou indiretas que nos dão firmes indicações da situação conjugal de outros personagens importantes dos evangelhos. Às vezes, a situação conjugal era omitida por estar implícita, quando como são mencionados filhos ou sogra, como foi o caso da cura da sogra de Pedro. Inclusive, circula aquela piada infame que Pedro veio a negar Jesus porque Ele teria curado a sogra dele... risos
Não, senhores. Existem evidências históricas sim que nos permitem inferir, ainda que não diretamente, que Jesus não era casado. Mas, que fique bem claro que não estou dizendo isso porque considero que ser casado diminui Jesus. Claro que não. Se não fosse assim, eu mesmo não teria me casado, oras!
Quando Jesus foi crucificado, lá estava o discípulo amado (João, o evangelista), sua mãe e algumas amigas ao pé da cruz. Procure a esposa dEle lá. Achou? Nem eu. Bem, Ele escolheu Judas mesmo sabendo que Judas o trairia. Mas, isso estava previsto. Profetizado, na verdade. Por que os evangelhos, repletos de minúcias, principalmente o de Lucas, pesquisado a fundo, segundo seu autor, antes de ser escrito, não nos diz que Ele era casado e que Sua esposa, tal como Judas, O traiu? Ou que ela O negou e abandonou, assim como fez Pedro?
Ausência de evidência é uma coisa. Evidência, mesmo indireta, de ausência é outra completamente diferente. Você pode ter certeza de uma coisa: se Jesus fosse casado, mesmo não sendo isso explícito, e ser casado fosse essencial em Seu ministério, pode ter certeza de que a acusação que pesaria sobre Ele, baseada fortemente em argumentos sólidos, seria de que Ele NÃO era casado.
Assim como a mãe de Jesus e, pelo menos, um de Seus irmãos (Tiago, em Gálatas 1.19, mesmo na versão católica, pode conferir) estavam presentes e bastante ativos na vida da igreja primitiva, o que o faz pensar que a "viúva" de Jesus seria deixada de lado? Ora, se Pedro, que o negou por 3 vezes, estava lá, por que ela não estaria?


receita-medico-brasileiro
Entender receita de médico de posto de saúde é mais fácil

  • 3º ponto: o fragmento tem oito linhas de texto de um lado e está muito danificado no verso

Eu, sinceramente, não consigo entender porque alguém arrisca uma carreira acadêmica ou a reputação de uma vida para defender algo tão frágil. Desejo de aparecer, talvez? Ânsia pela fama, sucesso e dinheiro? Sair do anonimato? Não sei. Só sei que considero isso uma temeridade, uma quase completa rejeição ao bom senso e capacidade de senso crítico.
Veja bem: a confiabilidade do Novo Testamento, mesmo sendo duramente acossada pelos críticos mais ferrenhos durante séculos, mantém-se firme e inabalável, erguendo-se desafiadoramente perante seu mar de críticos, tal qual um farol que, mesmo acossado pelas ondas, continua a brilhar sem se incomodar com as espumas e sujidades que lambem a rocha sobre a qual ele está fundado.
A profusão de estudos honestos sobre a confiabilidade do Novo Testamento é abundante, e vou listar aqui apenas alguns deles: A base manuscrita para a confiabilidade da Bíblia, Porque o NT é digno de confiançaA Confiabilidade das Cópias do Novo Testamento. Conclusão? O Novo Testamento é confiável. COMPLETAMENTE confiável.
Agora, raciocine comigo: o Novo Testamento contém, só ele, quase 8.000 versículos (lembrando que um versículo pode conter de uma a quatro, cinco linhas) que silenciam completamente sobre uma suposta esposa de Jesus, então, eis que aparece um pedaço de papiro... abro parêntesis aqui: um papiro? 
Ora, não deveria ter sido um pergaminho? Naquela época, a utilização de pergaminho já estava bem difundida e o papiro havia sido substituído, justamente por sua melhor confiabilidade e durabilidade, pelo pergaminho. Fecho o parêntesis.
Então, eis que se acha um pedaço roto de papiro, com oito linhas, com uma frase "Então disse Jesus, eis a minha esposa", e isso é motivo para contradizer 8.000 (oito mil) versículos e 2.000 (dois mil) anos de história cristã? Claro, nem todos os 8.000 versos do Novo Testamento podem ser usados para refutar uma teoria da esposa de Jesus, e usei aqui como figura de retórica.
Mas, ainda assim, a pergunta persiste: 8 linhas anônimas, tiradas de um contexto desconhecido, para fazer uma afirmação que vai de encontro a uma tradição enraizada e sedimentada de quase 2.000 anos? Quem seria louco o suficiente para acreditar piamente nisso?
Até agora, falei apenas do Novo Testamento. Que tal falarmos um pouquinho do Velho? O Antigo Testamento nos indica, em várias partes, situações do cotidiano do Messias: diz onde Ele iria nascer, qual seria seu ministério, fala de características únicas que serviriam para identificá-lo, do discípulo que o trairia e até de sua morte. Mas, e de sua esposa, alguma linha? Não. Nenhumazinha. Nada. Zero.
Se Jesus tinha - ou deveria ter - uma esposa, por que tal fato não seria mencionado no Antigo Testamento? Se fosse algo que se revestisse de importância para o futuro ministério do Messias, certamente seria. Se não foi, não era importante.
Reflita comigo: imagine que você esteja andando pela rua, então passa ao lado de uma lixeira que foi esvaziada recentemente e, dentro dela, você encontra um pedaço de papel onde está escrito: "o presidente Fulano é ladrão" ou "o presidente Beltrano é inocente", com mais um punhado de linhas que o acusam ou defendem. 

Seria isso prova suficiente para condená-lo ou absolvê-lo? E se isso fosse parte de um processo onde tal fragmento descrevesse o relato de uma testemunha (de acusação ou de defesa)? Isso, por si só, não iria querer dizer muito, mas faria parte de um contexto maior, indisponível para você. Tirar conclusões, com base naquele pedaço de papel poderia fazê-lo cometer grandes injustiças. 

Finalmente, depois do estrondoso su$$eco de O Código da Vinci, parece que suscitar controvérsia sobre uma suposta vida amorosa de Jesus rende bons dividendos. Quem não se lembra do filme A Última Tentação de Cristo, que insinua um romance, ainda que platônico entre Ele e Maria Madalena? A julgar, também, pelo tamanho da fortuna que o rev. Moon deixou quando partiu desta para pior, miss Karen está no caminho certo. 

Para o lucro sim, mas para o Céu, não. E olhe que ela nem é adepta da teologia da prosperidade, hein! Avalie se fosse...

E você, o que tem a dizer sobre isso? Acha mesmo que Jesus teve uma esposa e que, quase 2.000 anos depois, só viemos saber agora (risos)? Para quem não apenas acredita em Deus, mas O conhece e mantém um relacionamento vivo com Ele, isso não é coisa de nos tirar o sono, ainda mais quando as evidências são tão frágeis quanto um pedaço de papel rasgado e borrado, escrito por sabe-se lá quem e usado para limpar sabe-se lá o quê... risos


papel-rolo-limpeza


Ainda teria mais coisas a dizer, mas acredito que estas poucas linhas são mais do que suficientes para refutar aquelas linhas, certo? Mas, se alguém ainda quiser que eu escreva mais, é só dizer. Alguém, ninguém? Foi o que pensei... risos

Perceba, você abriu seu coração para deixar Jesus entrar nele, mas não precisou jogar fora seu cérebro para isso, certo? Então comece tirando a poeira e as teias de aranha da sua mente, e não engula tudo o que o disserem como se fosse verdade, sem antes analisar bem o que foi dito ou escrito.

Então, que fique bem claro: Jesus tinha esposa? Não. Ele tem. Não, não é a "Tonica" (outra piada infame: a túnica, que os soldados tomaram dEle). É a igreja, a noiva de Jesus, e Ele vem para buscá-la:
E veio a mim um dos sete anjos que tinham as sete taças cheias das últimas sete pragas, e falou comigo, dizendo: Vem, mostrar-te-ei a esposa, a mulher do Cordeiro.
Ap 21.9
Escreveu wally, do blog Desafiando Limites, que não sabe escrever menos de oito linhas, e nem usar o Twitter direito também. Entendeu, ?

=)

Peço que avalie, compartilhe nas redes sociais e recomende no Google Plus (+1).

www.ubeblogs.net
Reações:

11 comentários:

  1. EXPLICAÇÃO MUITO BEM ELABORADA,SEMPRE EXAMINANDO AS SAGRADAS ESCRITURAS!

    ResponderExcluir
  2. Obg, Rogério, por seu feedback.

    peço que compartilhe e recomende aos seus contatos, ok?

    abs, apz.

    ResponderExcluir
  3. Parabens o texto foi muito bem escrito e esclarecido acredito tbm que Jesus não teve uma esposa mais gostaria que ele tivesse tido pois quem é casado sabe o bem que uma companhera faz quando as coisas não andão bem ela sabe te animar te fazendo uma pessoa melhor.

    ResponderExcluir
  4. @Uirá,

    talvez Ele não precisasse disso que eu e você precisamos, né...

    ;¬)

    obg por comentar,

    abs,

    ResponderExcluir
  5. Gostei muito do texto Wally!! Parabens, defendeu muito bem a nossa " crença".
    Realmente não há porque se dar credito a esse reles pedaço de papiro, e alguém me corrija, mas acredito não haver livros bíblicos escrito em copta, mas sim em aramaico, Hebraico e grego, o copta é mais recente que os escritos bíblicos, nao da pra levar em consideração 8 linhas e poucas palavras legíveis

    ResponderExcluir
  6. Excelente artigo!!! Parabens pela forma didática e bastante esclarecedora de abordar o assunto.
    Quero acrescentar um versículo que se encontra em Jo.4:27, que diz que os discipúlos ficaram surpresos ao virem Jesus conversando com uma mulher (a Samaritana).
    Se eles ficaram surpresos é porque eles nunca teriam visto Jesus conversando em particular com alguma mulher.
    Esse fato pode ser considerado un indicio para confirmar que Jesus não teria se casado.
    http://www.artigosecronicas.com.br

    ResponderExcluir
  7. oi Ci,

    boa observação essa.

    inclusive, tem um texto muito bom no Voltemos ao Evangelho versando sobre isso, de um tal de Kruger. mas, acho que não é o Freddy não.

    =)

    ResponderExcluir
  8. Talvez a expressão encontrada pelA pesquisadora seja parte de uma referencia de JESUS a própria igreja, a qual, comprovadamente é noiva (incriticamente esposa) de CRISTO.

    ResponderExcluir
  9. Não me abalaria se o Senhor Jesus Cristo foi realmente casado, Ele mesmo disse que deveriámos seguir o seu Exemplo, mas qual o Ser que casou que devemos seguir o exemplo? Deus disse: "Não é bom que o Homem esteja só". E o próprio Cristo guardou todos os Mandamentos do Pai Dele que é DEUS, é verdade que nos evangelhos do Novo Testamento não relata algo sobre Ele ter sido Casado pois falam de seu Ministério Terreno entre os homens. Mas no último vérsiculo de João fala que: "Há, porém, ainda muitas outras coisas que Jesus fez; e se cada uma das quais fosse escrita, cuido que nem ainda o mundo todo poderia conter os livros. Amém."vers 25. Não estou tentando provar nada, mas por que Ele não deveria Casar se o Casamento foi ordenado por Deus?

    ResponderExcluir
  10. prezado sopa de letrinhas Silva,

    sua interpretação está equivocada, e o texto joanino fala sobre milagres, e não casamento.

    a não ser que você considere casar-se um milagre... embora isso possa ser verdade para alguém (risos), não o é para todos.

    o apóstolo Paulo também não seria casado, e nem por isso ele é diminuído como servo de Deus.

    não misture maçã com banana.

    abs,

    ResponderExcluir

Ensina-nos a contar os nossos dias, de tal maneira que alcancemos corações sábios - Salmos 90.12.

▬▬▬▬▬▬▬

Seu comentário é muito importante para nós da UBE Blogs - União de Blogueiros Evangélicos. Portanto, comente com responsabilidade.

Atenção: Não serão aceitos comentários:

1) Ofensivos
2) Anônimos
3) Em CAIXA ALTA.

Administração UBE Blogs

Postagens populares nos últimos 7 dias

Postagens mais acessadas

Conexão de amizades

Google+ Followers

Categorias

abaixo-assinado Aborto ação coletiva Aconselhamento Pastoral Acordo Ortográfico Adoração Africa alerta Altair Germano ANAJURE ansiedade Antonio Flávio Pierucci Apologética Arminismo e Calvinimo Arrecadação de Impostos artte assuntos atuais Ateísmo atitudes audio-books barbárie Belverede Bíblia Bíblia de Estudo Bibliotecas virtuais biografia Blog do Momento Blogagem Coletiva blogagem profética Blogger Blogosfera Cristã blogueiros Boicote Brasil Cadastro Campanhas Caramuru Afonso Francisco Carla Ribas Carlos Eduardo B. Calvani Carlos Nejar Carlos Roberto Silva Carnaval cartunista cristão casamento cenas da vida CGADB charge Charles Péguy cidadania Cinema Cintia Kaneshigue clamor Como criar e editar um blog? comportamento Comunicados Concurso no blog Concursos conectados em oração Consciência Cristã conscientização Contribuição conversão copa 2014 corporativismo corrupção cosmovisão cristã CPAD CPAD News Creative Commons crianças crianças desaparecidas crime criminalidade Cristofobia Culto de Missões debate Denúncias dependência de Deus Desafiando Limites Desaparecidos Desarmamento Desastres Naturais Descriminalização da maconha Deus. devocional Dia da Bíblia dia da mulher Dia das Mães Dia de Missões Dia dos Namorados Dia dos Pais Dicas dinheiro direitos humanos discurso Divulgação Domingo da Igreja Perseguida dons espirituais Dr. Luis Pianowski Drogas DVD e-book EBD Ecologia e Natureza Editorial educação Eleições Eleições 2014 Eliseu Antonio Gomes ENBLOGUE Enquete ensino Entrevistas Escatologia Escola Dominical Escrita Esdras Costa Bentho Esperança Esportes estatísticas Estudos Etica Etica no Blogar Evangelho Evangelismo Evento exegese bíblica Facebook Família família Cristã Felipe M Nascimento Fidelidade e Infidelidade conjugal filhos filme Filosofia fim do mundo formação de opinião frases e citações Frida Vingren futebol Game Geisa Iwamoto Genivaldo Tavares de Melo George Soros Geremias do Couto Geziel Gomes gif Google Friend Connect Google Plus (G+) governo Graça Guerra Cultural Gutierres Siqueira Haiti Hinários História Holocausto homilética HQ Humor idosos igreja Igreja Perseguida Imagens Cristãs inspiração Integridade Moral e Espiritual Intelectualidade Interatividade intercessão internet Internet Evangélica intolerância Islamofobia Izaldil Tavares de Castro J.T.Parreira Jairo de Oliveira Japão jejum Jesus: O Homem Perfeito Jesus. João Cruzué jogos eletrônicos Johann Sebastian Bach José Wellington Bezerra da Costa Judeus judiciário Júlio Severo Jurgen Moltmann justiça juventude Kelem Gaspar legislação LGBTS liberdade de expressão liberdade de imprensa lição de vida Lições Bíblicas Adulto Lições Bíblicas Jovens liderança literatura livro digital Livros Louvor Lucas Santos Luis Ribeiro Luiz Sayão maconha Magno Malta manifestações copa manisfestação Mantenedores UBE Blogs Manual da UBE Marco Feliciano maridos Marina Silva Mark Carpenter Marl Virkler Marta Suplicy Martinho Lutero mártires Maya Felix Meios de comunicação mensagem mentira Missão Missão Integral missiologia missões morte Motivação mulheres música namoro Natal Nazismo Nietzsche Notícias objetivos opinião oração orientação Orkut ortodoxia Pablo Massolar papel de parede parábola páscoa passatempos pastores Paul Tripp Paul Washer pecado pecaminosidade pena de morte perdão Perseguição política Perseguição religiosa Pinterest PL 122/2006 Plágio planejamento planejar PNDH - 3 poder de Deus Poesia polêmicas Política Pornografia portas abertas Português pregação e pregadores Primavera de Sara profecia profecias maias profeta Promoção Protestantes protesto Rankings Recursos Redes Sociais Reflexão Reforma Protestante remissão Repúdio ressurreição Retrospectiva Revista Cristã REVISTA FORBES Robin Willians Ronaldo Côrrea Sammis Reachers Saúde Pública SBB Selos Senado Federal SENAMI Sentido da vida Sidnei Moura Silas Daniel Silas Malafaia sociologia Sorteios STF suborno super-crente Teatro Tecnologias Televisão Templates teologia Teologia Brasileira teologia da prosperidade testemunho Tim Keller trabalho escravo tradução Tráfico Humano tráfico sexual tragédias tribulações triunfalismo tutoriais Twitter UBE UBE 2007 UBE 2008 UBE 2009 UBE 2010 UBE 2011 UBE 2012 UBE 2013 UBE 2014 UBE 2015 UBE 2016 UBE NA MÍDIA UBEbooks UOL utilidade pública Uziel Santana vaidade Valmir Nascimento Milomen viagem missionária vício Victor Leonardo Vida Cristã vida eterna vida real vídeo Viktor Frankl VINACC Vinicius Pimentel voto voto evangélico Wagner Santos Wallace Sousa wallpaper Wellykem Marinho Wesleianismo Wilma Rejane Wordpress Yosef Nadarkhani Zip Net