Visite o Pesquisa Gospel

+-

(A+) (A-)

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Tragédia em Santa Maria: O salário do pecado é a morte

Posted by Wallace Sousa on terça-feira, janeiro 29, 2013 with 11 comments

vítimas da tragédia
Por Wallace Sousa*, do blog Desafiando Limites.


Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor. Romanos 6.23

Tragédia em Santa Maria: O salário do pecado é a morte

A tragédia que se abateu sobre as famílias de Santa Maria/RS ultrapassou as fronteiras nacionais e repercutiu mundo afora. Toda a cidade está abalada com a perda precoce de muitos familiares e amigos.

Todavia, antes de continuar, quero esclarecer que não estou querendo culpar os mortos pela tragédia, mas sim levantar um questionamento diferente. Meu alvo não são os mortos, mas os vivos.

Quando li sobre a tragédia, que se tornou praticamente onipresente em todas as mídias sociais, seja a televisiva ou a virtual - incluindo aqui as redes sociais, uma notícia ficou martelando em minha mente: a da indignação que ela suscitou entre nossos vizinhos argentinos.

Link: Tragédia em Santa Maria causa indignação na Argentina

A parte da notícia que mais me chamou a atenção foi esta:


“As coincidências das duas tragédias são enormes: um show público, em um lugar lotado de gente, sem suficientes saídas para escapar em caso de emergência”, disse Azevedo. “No fundo, o culpado é um só, a corrupção. Se os locais noturnos fossem controlados como devem ser, esse tipo de imprevisto não teria consequências tão graves”, acrescentou. (grifos acrescidos)

A corrupção em nosso país é um câncer que se alastrou de tal forma que hoje já achamos "normal" o jeitinho brasileiro. Ninguém mais reclama se um político rouba, desde que ele também trabalhe, ou seja: que roube, mas faça alguma coisa.

A notícia dos mortos, mais de duas centenas, nos informa que uma grande parte deles era de jovens universitários e alguns recém-formados. Vendo suas fotos, e os cursos que eles faziam, me peguei pensando nas noites mal-dormidas estudando para passar no vestibular, na comemoração da aprovação e, depois, nas infindáveis provas e trabalhos...

Mas, e agora? Sonhos que restaram frustrados, projetos que acabaram interrompidos. Famílias traumatizadas e dilaceradas pela dor. Uma cidade que jaz abatida pela sombra da morte que pairou e ceifou dezenas de jovens promissores. Talentos perdidos, vidas que não voltam.

E a culpa, de quem é?

Nesses momentos, todos queremos achar um culpado. Todos queremos achar alguém em quem possamos jogar a culpa em suas costas para nos ver livres desse fardo pesado e incômodo. Assim, poderemos continuar nossa vida sem nos preocupar com constrangedores remorsos. Afinal, já achamos o culpado, e já o condenamos também, não é mesmo? Então, a vida segue novamente.

Mas, será assim tão fácil? Essa frase acima, grifada, de um pai que perdeu seu filho em circunstâncias semelhantes, e sentiu novamente a dor da perda, compartilhando as dores dos familiares brasileiros, nos dá uma pista de quem é o verdadeiro culpado: eu.

Sim, o culpado de tragédias assim ocorrerem é culpa minha. É culpa sua. É nossa. Pois sempre que fazemos uso ou concordamos com o famoso jeitinho brasileiro, com a propina, com o passar a perna, com o levar vantagem, nós estamos matando, a cada dia, um pouco de nosso futuro como nação.

Mas, enquanto as famílias choram a perda de seus entes queridos, quem se levanta  para falar dos prejuízos que cidades ou até mesmo regiões inteiras que também terão seu progresso - e futuro - terrivelmente comprometido?


Veja que cena triste: Tantos jovens que sonhavam em fazer diferença em sua comunidade, o velho sonho que eu mesmo um dia já acalentei, de "mudar o mundo". Tanto dinheiro investido em sua formação para, de uma forma banal, brutal e ridícula, perderem a vida em questão de minutos! Sonhos de toda uma vida que viraram fumaça e, em instantes, desaparecerem no ar, deixando apenas um rastro negro de dor, desespero e dúvidas.

Nós estamos desperdiçando nosso futuro, e o de nossos jovens - jovens esses com talento e potencial para fazer diferença onde seriam úteis e necessários - quando aceitamos a corrupção, seja ela em que nível for, independentemente da explicação ou justificativa que lhe dermos ou aceitarmos.

Quando achamos normal gastar-se bilhões em estádios improdutivos e insustentáveis, enquanto escolas primárias caem aos pedaços, estamos sendo coniventes com um sistema cruel e perverso que mina nossos recursos em favor de uma casta de privilegiados que, como sanguessugas, vão nos extinguindo pouco a pouco.

Sim, nós estamos matando o futuro de nossos jovens quando não nos revoltamos quando um político corrupto continua livre, depois de ter "investido" milhões em uma obra faraônica que depois foram - surpresa! - desviados e sumiram pelo ralo da corrupção. Enquanto isso, um reles ladrão de galinhas é preso, sem dó nem piedade.

Aquele incêndio levantou uma nuvem de porquês. Perguntas que ficarão por muito tempo sem respostas. Perguntas que doem, latejam, queimam e sufocam nossa garganta, como se ela também estivesse contaminada com uma fumaça tóxica e asfixiante.

Ao analisar a planta baixa da boate, me dei conta de um cenário sombrio: parecia mais uma arapuca, caso houvesse algum problema ou algo desse errado. E deu. No país onde vigora a Lei de Gérson, de levar vantagem em tudo, a Lei de Murphy soou mais alto. Infelizmente  essas parecem ser as únicas leis que são, de fato, respeitadas no Brasil.

E, novamente, a pergunta que não quer calar: quem é o culpado? De quem é a culpa? Em um país tão rico de recursos naturais, como pode haver tanta pobreza, miséria e desigualdade social? Novamente pergunto: de quem é a culpa?

É da cobiça, da sede de ganhar dinheiro a qualquer custo, cada vez mais, por cima de tudo e de todos. É da certeza da impunidade que reina neste país, incentivada e ilustrada pelos péssimos exemplos de nossa classe política, de juízes, da polícia e de tantas outras classes que estão impregnadas de pessoas que colocam seus interesses e ganhos pessoais acima dos interesses coletivos.

Alguém já parou para pensar no prejuízo que toda aquela região sofrerá com os profissionais que deixarão de atuar? Dos médicos, engenheiros, administradores, advogados e afins? Não falo da dor das famílias, pois essa é auto-evidente. Mas, e a perda dos talentos, de dezenas de profissionais qualificados que transformariam a região em que atuariam? Quem vai chorar essa perda irreparável para a região de Santa Maria e sua vizinhança?

E o progresso que se perdeu, juntamente com aquelas vidas que nunca empunharão uma prancheta, nunca vestirão um jaleco ou farão uso de um estetoscópio? Que nunca desenvolverão um novo e revolucionário projeto, capaz de transformar e modificar regiões? Quem é o culpado por esse prejuízo social?

Enquanto permitirmos que a corrupção dite nossas regras de convivência social, e seja a prática de nosso dia-a-dia, não é necessário procurar por culpados pelas tragédias que se abatem constantemente sobre nossas cabeças. Basta um olhar no espelho.

Enquanto isso, enquanto não criarmos vergonha na cara e mudarmos nossas atitudes e nossas ações, continuaremos a ver mais e mais jovens perdendo a vida, seja no meio da rua, fumando uma pedra de crack ou tentando sair de uma ratoeira em forma de boate, fisgados pela isca do entretenimento.

Se alguém aceitou propina para liberar um alvará vencido ou para aprovar um projeto com evidentes falhas de segurança, de quem é a culpa? O fato de haver impunidade é um gritante testemunho, ainda que silencioso, de nossa culpa, pois não conseguimos condenar alguém que, em seu lugar, agiríamos do mesmo modo.

Enquanto tudo continuar assim, corruptamente normal, continuaremos a ver mais e mais sonhos familiares virando fumaça. No fim das contas, a fumaça que mata é a mesma, seja ela a que vem do cachimbo de crack ou a que vem da espuma do teto. 

Ou, ainda, a que vem do dinheiro sendo torrado em coisas irrelevantes como estádios de uma maldita copa, enquanto vidas se queimam na cozinha do inferno ou nos pútridos corredores de hospitais públicos entupidos de gente.

Quando será o dia do BASTA? 

Desculpe meu desabafo. Não consegui ficar calado, e meus dedos deslizaram pelo teclado antes que eu me desse conta de que estava falando demais, de que estava tentando me conscientizar que as mudanças devem começar por mim, antes de querer que elas comecem pelos outros.

Por que, Senhor, por que as coisas têm de ser assim? Porque eu e você não queremos mudar, e efetivamente combater esse mal chamado corrupção que assola nosso país e vitima nossos talentosos e promissores jovens.

Na próxima tragédia, não procure culpados. Afinal, você já sabe quem são. Mas, procure, isso sim, mudar suas atitudes e se tornar diferente. Então, quem sabe, sendo diferente, você possa fazer diferença e não tenhamos que presenciar a repetição de coisas que já estamos cansados de ver.

Pense nisso.

*Wallace Sousa é servidor público, exercendo suas atividades na Controladoria-geral da União, órgão do Governo Federal que atua no combate à corrupção no Brasil. Nas horas vagas, é blogueiro - ou, muito relutantemente, tenta ser.

www.ubeblogs.net

Reações:

11 comentários:

  1. Caro escritor, bom dia.
    Interessante que em uma madrugada onde eu buscava estudos diversos deparei-me com o título de sua matéria e pensei "Será que ele está culpando os jovens por estarem se divertindo, julgando-os ?". Então lhe peço perdão porque em pensamento eu o ofendi. Lendo seu texto pude perceber que pelo contrário, você desenvolve um artigo sem apelações religiosas, mas sociais e dentro de um contexto que merece nossa reflexão. Realmente temos que mudar nossas atitudes evitando outros desastres que com o simples cumprimento dos deveres de cidadãos e homens públicos seriam evitados. Obrigado e parabéns !

    ResponderExcluir
  2. A indignação toma conta de toda a nação, mas a vergonha na cara...essa atinge a poucos.

    Julio Cesar Fernandes Reis

    ResponderExcluir
  3. @Richardson,

    obg por seu comentário sobre o texto. de fato, às vezes, na ânsia de acharmos culpados, enveredamos por caminhos tortuosos.

    obg pela visita e gde abço.

    wally.

    ResponderExcluir
  4. A tragédia de Santa Maria (RS) deixou muitos,todos nós consternados, inclusive pelo fato das vítimas serem jovens em sua maioria. Como ministro de Deus pus-me a orar por todos que direta ou indiretamente foram vitimados por aquela situação.Somos conhecedores da Bíblia e por isso sabemos como as coisas discorrem neste mundo e também na dimensão espiritual.Nenhum de nós devemos caminhar pelo caminho da crítica doentia e impensada.Foram jovens cheios de vigor que perderam suas vidas, e isso dói muito no coração de uma mãe e de um pai.Nos preocupa é claro essa avalanche de jovens que madrugam nas baladas, nos carnavais, na festas Heaven e outras mais.Infelizmente a pregação da Palavra tem sido rejeitada por muita gente em nosso país. Lembro-me das vezes que escapei de situações quase semelhante antes de entregar minha vida para Jesus há mais de 22 anos atrás.Provavelmente alguns daqueles pais que choraram(e ainda choram) pela tragédia eram evangélicos, e talvez o filho não fosse.Como pai sentimos.Como pastor preciso dizer duas verdades:Preguemos mais e mais o evangelho de Jesus Cristo a todas as pessoas, rápido.2)Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto. Como ministros de Deus(Pastores, evangelistas, bispos, presbíteros etc.)precisamos ter a ousadia de alcançar as autoridades brasileira e lhes falar a verdade sobre o Santo Evangelho e apresentar-lhes Jesus como O Único Mediador entre Deus e os Homens(I Tm.2,5).Sabemos o quanto é custosa a abertura para a exposição da Palavra no Rio Grande do Sul.Em tudo o que aconteceu podemos ver Deus trabalhando(Rm.8.28).Todo o nosso país precisa ouvir a verdade de que Jesus tá voltando.É lamentável o quanto as pessoas gastam e pagam por uma entrada nestas festas, que as vezes não passam de convites para a morte precoce.Quanto custa o ingresso para os cinco dias de carnaval no sambódromo? Quanto os governos estaduais, as prefeituras e o governo federal investe nestes eventos os quais não edificam espiritualmente o cidadão?Em muitos países tem aumentado as restrições para a pregação do evangelho(no Brasil também - basta dar uma olhada nos projetos de lei que ainda tramitam), e enquanto isso o mundo continua a ser vítima do algoz instinto de Satanás. Não é hora de nos acomodarmos na frente do computador e achar que basta apenas escrever.A pregação do evangelho precisa retomar sua posição no corpo a corpo, com folhetos ou não.Nossos sinceros sentimentos para todas as mães e todos os pais que perderam seus filhos naquela tragédia.Continuemos a orar por todos.Acessem:www.pastorfamilia.blogspot.com.

    Com muita dor no coração:

    Rev. Renilson Ornelas
    Ministro do Evangelho
    Pastoreando com Seriedade e Responsabilidade no Modelo de Jesus Cristo.bol.com.br
    ornelaspastor@gmail.com
    contatoprornelas@


    ResponderExcluir
  5. Muito boa o sua reflexão Wallace. Sem dúvida a corrupção tem se tornado a marca do Brasil dos brasileiros.Uns usufruem dela e outros sofrem por causa dela.

    ResponderExcluir
  6. Nobre Wallace, li seu texto, parabenizo-o pelo mesmo. Até aqui tenho silenciado sobre esse fatídico acontecimento. Ao ler seu texto, me chamou atenção a questão da corrupção neste torrão brasileiro, comentada com precisão por você. Prá ser sincero, lágrimas me vieram aos olhos. Tive que derramar lágrimas mais uma vez. Sentir a dor profunda dos familiares daqueles que foram vencidos pela morte em um momento tão trágico. Lamentável! Chorei indignado por ver mais uma tragédia acontecer em nossa nação, fruto do descaso quase que generalizado das nossas autoridades que envolvidas em flagrante corrupção não conseguem enxergar o brilhante futuro de tanto talento existente em nossa nação, e por esta causa aceitam com tamanha facilidade o "jeitinho brasileiro" de lidar com coisas, situações e questões tão sérias. Há algum tempo sinto-me chocado com este lado tenebroso de tanta corrupção, desigualdade social, injustiça social e políticas injusta das nossas autoridades, líderes e governantes, instaladas em nosso país. É triste ver que não valemos muita coisa aos olhos dessa gente inescrupulosa. Gente é tratada como coisas descartáveis, quando não conseguem satisfazer os desejos egocêntricos dessas pessoas, que ávidas por quererem sempre mais, se utilizam de meios, os mais escusos possíveis para alcançar seus objetivos. Lamentavelmente mais uma desgraça se abate nesta que deve ser nossa bela e abençoada nação. Por aquele que é nossa maior esperança - Jesus Cristo.

    Nonato Souza.

    ResponderExcluir
  7. @pr Ornelas,

    de fato, será que não poderíamos responsabilizar a igreja, ensimesmada dentro de 4 paredes, enqto jovens caminham sem rumo pelas baladas noturna, qdo poderiam estar ouvindo a Verdade que liberta?

    @pb. Efigênio,

    obg, amado, pelo reconhecimento.

    abs,

    ResponderExcluir
  8. obg, pr. Nonato, pelo comentário enriquecedor.

    de fato, dói na alma ver a verdadeira face do Brasil, sem a maquiagem da propaganda, que derreteu diante dessa tragédia...

    abs, apz.

    ResponderExcluir
  9. Sempre quando ocorre um sinistro uma tragédia ou calamidade questões são levantadas e a indignação é a marca principal das pessoas. Agora as prefeituras das capitais e arredores passam a fiscalizar estes locais de diversão pública que muitas pessoas buscam nas madrugadas com o intuito de prazeres efêmeros, quando estas mesmas pessoas poderiam estar vivas e saudáveis no seio familiar. Será que vamos melhorar nossos comportamentos e no futuro evitaremos situações constrangedoras como essa ? Já sabemos a resposta, não é mesmo. Quem não se lembra do leão faminto que atacou uma pessoa em Piedade -Jaboatão dos Guararapes ? E do acidente num aeroporto em São Paulo onde centenas de pessoas tiveram suas vidas ceifada

    ResponderExcluir
  10. Parabéns,mas uma vez as lágrimas ,e a tristeza corroeu meu coraçao. vamos acordar e nao desiste de levar o Evangelho a todas as Naçoes!!! Suiça

    ResponderExcluir
  11. PARABENS! MUITO BOA ESSA MATERIA FIQUEI TRISTE COM TUDO ISSO MAS SEI QUE TEMOS O PODER DA TRANSFORMAÇÃO( JESUS CRISTO) MAS INFELIZMENTE MSM PREGANDO ESSA LIBERTAÇÃO MUITOS PREFEREM SEGUIR A CORRUPÇÃO E O ENGANO.

    ResponderExcluir

Ensina-nos a contar os nossos dias, de tal maneira que alcancemos corações sábios - Salmos 90.12.

▬▬▬▬▬▬▬

Seu comentário é muito importante para nós da UBE Blogs - União de Blogueiros Evangélicos. Portanto, comente com responsabilidade.

Atenção: Não serão aceitos comentários:

1) Ofensivos
2) Anônimos
3) Em CAIXA ALTA.

Administração UBE Blogs

Postagens populares nos últimos 7 dias

Postagens mais acessadas

Conexão de amizades

Google+ Followers

Categorias

abaixo-assinado Aborto ação coletiva Aconselhamento Pastoral Acordo Ortográfico Adoração Africa alerta Altair Germano ANAJURE ansiedade Antonio Flávio Pierucci Apologética Arminismo e Calvinimo Arrecadação de Impostos artte assuntos atuais Ateísmo atitudes audio-books barbárie Belverede Bíblia Bíblia de Estudo Bibliotecas virtuais biografia Blog do Momento Blogagem Coletiva blogagem profética Blogger Blogosfera Cristã blogueiros Boicote Brasil Cadastro Campanhas Caramuru Afonso Francisco Carla Ribas Carlos Eduardo B. Calvani Carlos Nejar Carlos Roberto Silva Carnaval cartunista cristão casamento cenas da vida CGADB charge Charles Péguy cidadania Cinema Cintia Kaneshigue clamor Como criar e editar um blog? comportamento Comunicados Concurso no blog Concursos conectados em oração Consciência Cristã conscientização Contribuição conversão copa 2014 corporativismo corrupção cosmovisão cristã CPAD CPAD News Creative Commons crianças crianças desaparecidas crime criminalidade Cristofobia Culto de Missões debate Denúncias dependência de Deus Desafiando Limites Desaparecidos Desarmamento Desastres Naturais Descriminalização da maconha Deus. devocional Dia da Bíblia dia da mulher Dia das Mães Dia de Missões Dia dos Namorados Dia dos Pais Dicas dinheiro direitos humanos discurso Divulgação Domingo da Igreja Perseguida dons espirituais Dr. Luis Pianowski Drogas DVD e-book EBD Ecologia e Natureza Editorial educação Eleições Eleições 2014 Eliseu Antonio Gomes ENBLOGUE Enquete ensino Entrevistas Escatologia Escola Dominical Escrita Esdras Costa Bentho Esperança Esportes estatísticas Estudos Etica Etica no Blogar Evangelho Evangelismo Evento exegese bíblica Facebook Família família Cristã Felipe M Nascimento Fidelidade e Infidelidade conjugal filhos filme Filosofia fim do mundo formação de opinião frases e citações Frida Vingren futebol Game Geisa Iwamoto Genivaldo Tavares de Melo George Soros Geremias do Couto Geziel Gomes gif Google Friend Connect Google Plus (G+) governo Graça Guerra Cultural Gutierres Siqueira Haiti Hinários História Holocausto homilética HQ Humor idosos igreja Igreja Perseguida Imagens Cristãs inspiração Integridade Moral e Espiritual Intelectualidade Interatividade intercessão internet Internet Evangélica intolerância Islamofobia Izaldil Tavares de Castro J.T.Parreira Jairo de Oliveira Japão jejum Jesus: O Homem Perfeito Jesus. João Cruzué jogos eletrônicos Johann Sebastian Bach José Wellington Bezerra da Costa Judeus judiciário Júlio Severo Jurgen Moltmann justiça juventude Kelem Gaspar legislação LGBTS liberdade de expressão liberdade de imprensa lição de vida Lições Bíblicas Adulto Lições Bíblicas Jovens liderança literatura livro digital Livros Louvor Lucas Santos Luis Ribeiro Luiz Sayão maconha Magno Malta manifestações copa manisfestação Mantenedores UBE Blogs Manual da UBE Marco Feliciano maridos Marina Silva Mark Carpenter Marl Virkler Marta Suplicy Martinho Lutero mártires Maya Felix Meios de comunicação mensagem mentira Missão Missão Integral missiologia missões morte Motivação mulheres música namoro Natal Nazismo Nietzsche Notícias objetivos opinião oração orientação Orkut ortodoxia Pablo Massolar papel de parede parábola páscoa passatempos pastores Paul Tripp Paul Washer pecado pecaminosidade pena de morte perdão Perseguição política Perseguição religiosa Pinterest PL 122/2006 Plágio planejamento planejar PNDH - 3 poder de Deus Poesia polêmicas Política Pornografia portas abertas Português pregação e pregadores Primavera de Sara profecia profecias maias profeta Promoção Protestantes protesto Rankings Recursos Redes Sociais Reflexão Reforma Protestante remissão Repúdio ressurreição Retrospectiva Revista Cristã REVISTA FORBES Robin Willians Ronaldo Côrrea Sammis Reachers Saúde Pública SBB Selos Senado Federal SENAMI Sentido da vida Sidnei Moura Silas Daniel Silas Malafaia sociologia Sorteios STF suborno super-crente Teatro Tecnologias Televisão Templates teologia Teologia Brasileira teologia da prosperidade testemunho Tim Keller trabalho escravo tradução Tráfico Humano tráfico sexual tragédias tribulações triunfalismo tutoriais Twitter UBE UBE 2007 UBE 2008 UBE 2009 UBE 2010 UBE 2011 UBE 2012 UBE 2013 UBE 2014 UBE 2015 UBE 2016 UBE NA MÍDIA UBEbooks UOL utilidade pública Uziel Santana vaidade Valmir Nascimento Milomen viagem missionária vício Victor Leonardo Vida Cristã vida eterna vida real vídeo Viktor Frankl VINACC Vinicius Pimentel voto voto evangélico Wagner Santos Wallace Sousa wallpaper Wellykem Marinho Wesleianismo Wilma Rejane Wordpress Yosef Nadarkhani Zip Net