Visite o Pesquisa Gospel

+-

(A+) (A-)

quarta-feira, 13 de março de 2013

Dia da Mentira: por que precisamos dele?

Posted by Wallace Sousa on quarta-feira, março 13, 2013 with 2 comments



mentiroso-falso

Por Wallace Sousa, do blog Desafiando Limites.

Dia da Mentira: por que precisamos dele?


"Vocês pertencem ao pai de vocês, o diabo, e querem realizar o desejo dele. Ele foi homicida desde o princípio e não se apegou à verdade, pois não há verdade nele. Quando mente, fala a sua própria língua, pois é mentiroso e pai da mentira. (grifos acrescidos) João 8:44
Você já havia parado para pensar nisso: que quem mente pode ser um potencial assassino? Claro, se já É assassino, mentir é o de menos... Mas, como alguém que diz algumas "simples mentirinhas" pode vir a se tornar um assassino? Simples: assassinando sonhos, projetos, esperanças e, claro, vidas. Quem mente não apenas mata sonhos - também faz nascer ilusões que, invariavelmente, crescerão até se tornarem decepções e frustrações.

Perguntar se você já mentiu é clichê, lugar-comum. Não vou fazer isso, afinal já sei a resposta. Mas, o que quero lhe perguntar é: você gostou quando alguém lhe mentiu, ou seja, quando a vítima da mentira foi você? Como você se sentiu ao ser enganado(a)? Foi legal? Você achou o máximo, saiu contando pra todo mundo como foi bacana ter "caído como um patinho" na estória furada? Conta pra mim...

Se você for uma pessoa normal, neste momento é possível que você esteja com um sabor amargo na boca, engolindo alguns goles d'água para tentar fazer descer esse nó na garganta e voltar à vida normal. Quem nunca mentiu que atire a primeira pedra, mas quem nunca sofreu com uma mentira que esvazie o bolso das pedras que carrega... eu sei: não é fácil.

Mas, se não é fácil, por que cargas-d'água temos de ter um dia para celebrar a mentira, se todos (você não é exceção!) já sofremos com essa maldita? Se alguém souber, me explique.

Após essa breve introdução, vamos a algumas reflexões sobre a mentira e o porquê de você não se deixar engabelar por essa cultura de 1º de Abril que quer lhe vender gato por lebre (entendeu, !).

falso-mentiroso-mascarado-corrupto

1. Mentira, o que é isso?


Uma coisa que precisamos esclarecer é que nem todo mundo que conta uma mentira é, de fato, mentiroso! Verdade (risos)! Mas... como assim? Calma que eu explico. De acordo com o artigo sobre mentira na Wikipédia (que você pode ler aqui), o ato de mentir se dá quando aquele que transmite as informações falsas está ciente - ainda que parcialmente - da falsidade de suas alegações. Logo, quem repassa mentiras que acredita (por não saber que são mentiras) não está, no fim das contas, mentindo. Então está o quê? Errando.

Mentiroso é o que mente deliberadamente. Quem mente acidentalmente não é mentiroso. Às vezes, é apenas e tão-somente um inocente-útil ou manipulado pelos verdadeiros mentirosos (risos): aquele que acredita em uma mentira e a propaga, contribuindo para espalhá-la e enganando outros. Qualquer um de nós já foi "mentiroso por tabela" em algum momento da vida. Agora, mentiroso por opção, essa chega quase a ser uma vocação. Como a que alguns políticos têm... para serem (aham) políticos[1]. Dúvida: político ganha parabéns em 1º de Abril?

Aliás, sabe qual é a melhor forma de entender a mentira? Demonstrando o quanto ela é auto-excludente e autodestrutiva. Como? Observe: nem o maior mentiroso do mundo gosta de ser enganado, de ser vítima de seu próprio veneno. A mentira, ao contrário do que se pensa, odeia a si mesma. Perceba: toda pessoa que é verdadeira e sincera gosta  de ser tratada da mesma forma. Mas o mentiroso, não. O mentiroso não suporta ser tratado da mesma forma que ele trata os outros.

Então estamos combinados? Mentiroso o é por opção e/ou vocação, mas não por indução.


2. Mentira, mostre a sua cara!


Apesar de a natureza da mentira ser só uma, ela pode existir sob várias formas (ou máscaras, se preferir... risos). As mais comuns são aquelas que conhecemos no dia-a-dia, mas muita coisa que você nem se dá conta também são mentiras, apenas com outros rótulos. Vejamos algumas delas:

Sabe aqueles SMS que você vive recebendo dizendo que você ganhou uma casa mobiliada com um carro na garagem, mas que vieram das profundezas do inferno de um presídio (mais provavelmente do RJ ou de SP)? Pois é, essa fraude (e existem muitas variações) é - para todos os efeitos - uma mentira. Sabe aqueles famosos sequestros-relâmpago via telefone, em que alguém fingia ser um parente para extorquir dinheiro dos incautos? Fraudes de seguro, da casa própria e remédios falsificados? Tudo mentira.

E aquele político que faz uma emenda no Orçamento Público para aumentar seu patrimônio privado? Corrupção, outro nome pomposo para mentira. E o camelô que vende piratex como se fosse original (nessa, eu mesmo já caí... aff)? Afinal, a garantia soyjô! só que não: a garantia #sujou #melou
Mas, sabe o que é pior? Tem gente que acredita. Não... mentira! Não me diz que você também acreditou, que caiu nessa! Não... por favor, diz que é mentira, que você não acreditou... Tá vendo? Mentira é mentira, mesmo que atenda por outro nome. #spoiler: continue lendo até o tópico 4 (eu também caí...)


3. Mentiroso, quem ele é?


O mentiroso é uma pessoa que sente prazer em enganar, às vezes de forma compulsiva. Um mentiroso de verdade é aquele que finge ignorar os males que causa na vida dos outros. Ele mente tão bem que mente pra si mesmo! E o que é pior: acredita nele mesmo. Mas, para irmos direto ao ponto, o mentiroso não é apenas uma pessoa que falta com a verdade e que satisfaz com a miséria e desgraça alheia. Ele é tudo isso sim - ainda que não saiba ou que finja não saber, ou que esteja se enganando né? Vai saber...

Mas, sabe o que ele é e nunca se deu conta? A essência da incoerência e do egoísmo. Para ele as ruas só têm uma mão, que é a que ele está, não importa a direção que ele queira ir. Um mentiroso é, enfim, o supra-sumo do cocô de gato em pó da incoerência: ele pode mentir pra todo mundo, mas ai de quem mentir pra ele. Não é de admirar que o mentiroso seja filho do diabo, já que este vive querendo levar os outros pro inferno, quando o que ele queria mesmo era morar no Céu[2]...

4. Mentira, que prejuízos sociais ela nos causa?


Os prejuízos que a mentira provoca são, em grande parte, visíveis sob outros aspectos. Todavia, quando analisados e esmiúçados com o olhar adequado, a tragédia que se desenha salta a olhos vistos. Exemplos?

Que tal começarmos com o terror de todo vendedor, gerente, supervisor e dono de negócio: o cheque sem fundo? Você já recebeu cheque sem fundo, o famoso cheque-bovino (que o caixa do banco quando pega, faz hummmmmm)? Já entrou em esquemas de pirâmide, pensando que ia ganhar muito dinheiro com pouco esforço? Nessa eu já caí também...

E você já comprou produtos com defeitos? Ou mandou consertar e não consertaram coisa nenhuma? E tem aqueles mecânicos fraudulentos que consertam uma coisa e quebram outra só pra você voltar lá e gastar mais dinheiro. E o que falar sobre concursos fraudados, traições conjugais, combustível adulterado, pílulas de farinha e propaganda enganosa, que vendem uma coisa e lhe entregam outra, como ovos de páscoa que não valem o que custam? Você ainda acha mesmo que mentiram não ferem, que não machucam, que não prejudicam? Pense de novo.

Houve uma época não muito distante em Ciudad del Este/Paraguai, o paraíso dos muambeiros (cidade vizinha a Foz do Iguaçu/PR) onde os vendedores paraguaios colocavam tijolos nas caixas dos produtos! Pode isso, Arnaldo? Certa vez, por causa de uma compra de um produto falsificado, eu passei o maior aperto em Foz... e ainda saí no prejuízo: paguei por um produto que devolvi. E sabe quem foi o vendedor que me enganou? Um brasileiro, trabalhando para um libanês (ou turco, sei lá), em uma loja paraguaia... #aff #morri

Eu poderia citar ainda infinitos exemplos concretos de mentiras que atrapalham nossa vida de uma forma muito prejudicial, como alguns dos citados no Item 2 - Tipos de Mentiras. Agora, fala sério: se a mentira fosse estirpada da face da terra, não viveríamos muito melhor? Mas, e o que fazer com os mentirosos, aqueles que gostam de enganar, ludibriar e iludir? Que gostam de prejudicar os outros? Bom, sinceramente? Em respeito ao horário e às crianças eu vou me calar, mas que dá vontade de... ah, deixa pra lá.


5. Mentir ou não mentir? Eis a questão.


Se mentir só traz consequências desagradáveis às pessoas, por que mentir? Claro que muitas das "mentirinhas" ditas no 1º de Abril não são potencialmente prejudiciais, além de muitas delas estarem carregadas com uma alta dosagem de humor. Mas, voltando à definição de mentira, quando ela é dita de modo hilário e com excessos que deixem claro que NÃO é verdade, ela deixa de ser mentira. Bastante lógico isso, certo?

Então, descartando esse tipo de mentira recheada de humor, a pergunta toma outra forma e dimensão: por que mentir? A Bíblia tem alguns [poucos] exemplos de mentiras que foram toleradas - o que não significa aprovadas, que fique bem claro - talvez por terem sido bem diferentes das que normalmente vemos. Senão vejamos: Raabe, a prostituta, mentiu para proteger os espias de Josué (Js 2.4-6) e Mical, esposa de Davi, mentiu para proteger seu esposo da fúria assassina de seu pai (1 Sm 19.14-17).

O que essas duas situações têm em comum? As pessoas mentiram para proteger terceiros, e não para SE protegerem por terem feito algo errado. Outra coisa: os que estavam sendo perseguidos eram INOCENTES, e os perseguidores eram malvados, cruéis, violentos e invejosos. Um tipo de mentira que pode ser comparada àquela que ficou eternizada no filme A Lista de Schindler (1993). Tem também o caso relatado no famoso livro O Refúgio Secreto, em que duas irmãs holandesas escondiam judeus e membros da Resistência Holandesa do exército nazista. #spoiler - elas foram descobertas e presas. Quer comprar o livro? Infelizmente, está esgotado (mas existem pdfs dele pela internet). E, no youtube, salvo engano, tem o filme completo e legendado.

Quer um conselho se você quiser mentir, mesmo depois de saber de tudo isso? Se sua mentira não puder se enquadrar ou encaixar nos exemplos acima, não minta! Entendeu, ou quer que eu desenhe? Ok, vou desenhar:
Fora [do Céu] ficam os cães, os que praticam feitiçaria, os que cometem imoralidades sexuais, os assassinos, os idólatras e todos os que amam e praticam a mentira. (grifos acrescidos) Apocalipse 22:15

6. A mentira e suas consequências eternas e irremediáveis.


Esses dias eu assisti um filme muito interessante, chamado The Prestige (2006), em português "O Grande Truque". Os atores são consagrados, tais como Hugh Jackman (Wolverine), Christian Bale e Michael Caine (Batman) e Scalett Johansson (Os Vingadores), para citar alguns. O filme é um thriller (suspense) bastante dramático, e valeu a pena assisti-lo, não só pela alta nota no IMdB como pela envolvente e surpreendente trama. Recomendo.

Todavia, uma coisa que pude observar é que a mentira pode até demorar, mas cobra sua fatura cedo ou tarde. E, quanto mais demora, mais juros cobra. Não vou contar o filme para não estragar seu prazer cinéfilo - até porque acho isso muito chato (risos) - mas vou lhe dizer algo sobre o enredo: os mágicos, outrora amigos, que se perseguem e não podem suportar o sucesso do outro, acabam colhendo os amargos frutos dos truques, ilusões e peças (mentiras, em outras palavras) que pregam nas pessoas. Se você prestar atenção nisso, ganha de brinde uma excelente lição moral.

As pessoas que mentem têm de entender uma coisa: a mentira pode até ter as pernas curtas mas, um dia, ela vai acabar os alcançando. Um dia suas próprias mentiras os pegarão. E, nesse dia, eles vão descobrir que o passado de glórias se desvanecerá como fumaça, sem deixar rastros. E eles se perguntarão: valeu a pena? Vão descobrir, tarde demais, que não. Sim, estou fazendo referência ao filme, se direta ou indireta, descubra por si mesmo... risos

Sério: assista o filme. Além de entender o que eu disse, você não vai se arrepender, porque o final é... surpreendente. E, claro, não serei eu a estragar essa surpresa, não é verdade? Se é que você está me entendendo, né? risos


7. Dia da mentira: vale a pena celebrá-lo?


Por tudo isso que vimos e refletimos, repito a pergunta do título: nós devemos comemorar o Dia da Mentira? Com tanta coisa ruim e desagradável que ela nos traz, ainda assim vale separar um dia para valorizar aquilo que nos desvaloriza?

Reflita comigo: quem ganha em existir um dia da mentira, um dia em que a mentira é glorificada, tolerada, incentivada e entronizada? Se as pessoas se dessem conta de que, indiretamente, estão chancelando as piores práticas e mazelas que fazem nosso país ser tão rico e tão atrasado ao mesmo tempo, elas pensariam melhor antes de contar aquele "mentirinha básica" de 1º de Abril.

Você já parou para refletir que o responsável que o responsável pela liberação daquela boate que matou mais de duas centenas de jovens cheios de sonhos e projetos, quando não devia tê-la liberado daquela forma, estava mentindo? E que o proprietário, quando era feita a vistoria pelos bombeiros, que mandava recolocar os extintores que havia mandado tirar por que "enfeiava e não combinava com a decoração", estava mentindo?

Percebeu a incoerência da coisa? Pois é... Vale a pena celebrar o 1º de Abril? Pergunte para os familiares dos jovens que morreram na Boate Kiss. Pergunte aos colegas de sala que perderam seus colegas. Pergunte aos professores dos promissores alunos que nunca trilharão aquela incrível carreira profissional que lhes havia sido reservada. Pergunte. Pergunte... e tenha coragem de ficar para ouvir a resposta.


Conclusão


Resumo da ópera: Quando alguém lhe disser "é só uma mentirinha inofensiva", sabe o que você faz? Isso mesmo: não acredite! risos

Se gostou do artigo (de verdade, claro, não vale mentir hein! risos), ajude-nos marcando-o com +1, curti, gostei, estrelas, cavalos-marinhos, tartarugas, baleias, etc. Envie para seus amigos, seus pais, sua namorada, cachorro, papagaio e até pro seu cunhado! Pra sua sogra, manda o artigo sobre a língua (risos). Brincadeira: eu amo minha sogra! Ainda bem que minha esposa nem gosta muito de ler o que eu escrevo... certa ela e sorte a minha (hehe)

[1] se a primeira ou a segunda figura se parecer com algum político que você conheça, saiba que não foi intencional. Toda coincidência é mera semelhança.

[2] o diabo era um querubim ungido, que foi expulso do Céu porque queria tomar o trono de Deus. Confira em Isaías 14 e Ezequiel 28. Onde? Ah sim, estão no Antigo Testamento... risos


www.ubeblogs.net
Reações:

2 comentários:

  1. De fato, os políticos são ícones da mentira. Certamente porque a atividade política como um todo é campo para muita tentação e quando gfalo em política incluo os vários níveis da vida social. A verdade administrada com sabedoria é um direito e um dever que Deus nos concede e ausência dela substituída pela mentira é a causa de muita destruição. A mentira é a negação do Amor.

    ResponderExcluir
  2. Detesto a tal da piramide, onde só os espertalhões ganham(c0m0 sempre) e o pobres(leigos)nada alcancam. Tem um tal de derramento na perna esquerda, direita, que só derrama na perna dos "cabeças". São tantos enganos qu dá nojo só em pensar.
    Parabéns pelo artigo, está 10,0

    ResponderExcluir

Ensina-nos a contar os nossos dias, de tal maneira que alcancemos corações sábios - Salmos 90.12.

▬▬▬▬▬▬▬

Seu comentário é muito importante para nós da UBE Blogs - União de Blogueiros Evangélicos. Portanto, comente com responsabilidade.

Atenção: Não serão aceitos comentários:

1) Ofensivos
2) Anônimos
3) Em CAIXA ALTA.

Administração UBE Blogs

Postagens populares nos últimos 7 dias

Postagens mais acessadas

Conexão de amizades

Google+ Followers

Categorias

abaixo-assinado Aborto ação coletiva Aconselhamento Pastoral Acordo Ortográfico Adoração Africa alerta Altair Germano ANAJURE ansiedade Antonio Flávio Pierucci Apologética Arminismo e Calvinimo Arrecadação de Impostos artte assuntos atuais Ateísmo atitudes audio-books barbárie Belverede Bíblia Bíblia de Estudo Bibliotecas virtuais biografia Blog do Momento Blogagem Coletiva blogagem profética Blogger Blogosfera Cristã blogueiros Boicote Brasil Cadastro Campanhas Caramuru Afonso Francisco Carla Ribas Carlos Eduardo B. Calvani Carlos Nejar Carlos Roberto Silva Carnaval cartunista cristão casamento cenas da vida CGADB charge Charles Péguy cidadania Cinema Cintia Kaneshigue clamor Como criar e editar um blog? comportamento Comunicados Concurso no blog Concursos conectados em oração Consciência Cristã conscientização Contribuição conversão copa 2014 corporativismo corrupção cosmovisão cristã CPAD CPAD News Creative Commons crianças crianças desaparecidas crime criminalidade Cristofobia Culto de Missões debate Denúncias dependência de Deus Desafiando Limites Desaparecidos Desarmamento Desastres Naturais Descriminalização da maconha Deus. devocional Dia da Bíblia dia da mulher Dia das Mães Dia de Missões Dia dos Namorados Dia dos Pais Dicas dinheiro direitos humanos discurso Divulgação Domingo da Igreja Perseguida dons espirituais Dr. Luis Pianowski Drogas DVD e-book EBD Ecologia e Natureza Editorial educação Eleições Eleições 2014 Eliseu Antonio Gomes ENBLOGUE Enquete ensino Entrevistas Escatologia Escola Dominical Escrita Esdras Costa Bentho Esperança Esportes estatísticas Estudos Etica Etica no Blogar Evangelho Evangelismo Evento exegese bíblica Facebook Família família Cristã Felipe M Nascimento Fidelidade e Infidelidade conjugal filhos filme Filosofia fim do mundo formação de opinião frases e citações Frida Vingren futebol Game Geisa Iwamoto Genivaldo Tavares de Melo George Soros Geremias do Couto Geziel Gomes gif Google Friend Connect Google Plus (G+) governo Graça Guerra Cultural Gutierres Siqueira Haiti Hinários História Holocausto homilética HQ Humor idosos igreja Igreja Perseguida Imagens Cristãs inspiração Integridade Moral e Espiritual Intelectualidade Interatividade intercessão internet Internet Evangélica intolerância Islamofobia Izaldil Tavares de Castro J.T.Parreira Jairo de Oliveira Japão jejum Jesus: O Homem Perfeito Jesus. João Cruzué jogos eletrônicos Johann Sebastian Bach José Wellington Bezerra da Costa Judeus judiciário Júlio Severo Jurgen Moltmann justiça juventude Kelem Gaspar legislação LGBTS liberdade de expressão liberdade de imprensa lição de vida Lições Bíblicas Adulto Lições Bíblicas Jovens liderança literatura livro digital Livros Louvor Lucas Santos Luis Ribeiro Luiz Sayão maconha Magno Malta manifestações copa manisfestação Mantenedores UBE Blogs Manual da UBE Marco Feliciano maridos Marina Silva Mark Carpenter Marl Virkler Marta Suplicy Martinho Lutero mártires Maya Felix Meios de comunicação mensagem mentira Missão Missão Integral missiologia missões morte Motivação mulheres música namoro Natal Nazismo Nietzsche Notícias objetivos opinião oração orientação Orkut ortodoxia Pablo Massolar papel de parede parábola páscoa passatempos pastores Paul Tripp Paul Washer pecado pecaminosidade pena de morte perdão Perseguição política Perseguição religiosa Pinterest PL 122/2006 Plágio planejamento planejar PNDH - 3 poder de Deus Poesia polêmicas Política Pornografia portas abertas Português pregação e pregadores Primavera de Sara profecia profecias maias profeta Promoção Protestantes protesto Rankings Recursos Redes Sociais Reflexão Reforma Protestante remissão Repúdio ressurreição Retrospectiva Revista Cristã REVISTA FORBES Robin Willians Ronaldo Côrrea Sammis Reachers Saúde Pública SBB Selos Senado Federal SENAMI Sentido da vida Sidnei Moura Silas Daniel Silas Malafaia sociologia Sorteios STF suborno super-crente Teatro Tecnologias Televisão Templates teologia Teologia Brasileira teologia da prosperidade testemunho Tim Keller trabalho escravo tradução Tráfico Humano tráfico sexual tragédias tribulações triunfalismo tutoriais Twitter UBE UBE 2007 UBE 2008 UBE 2009 UBE 2010 UBE 2011 UBE 2012 UBE 2013 UBE 2014 UBE 2015 UBE 2016 UBE NA MÍDIA UBEbooks UOL utilidade pública Uziel Santana vaidade Valmir Nascimento Milomen viagem missionária vício Victor Leonardo Vida Cristã vida eterna vida real vídeo Viktor Frankl VINACC Vinicius Pimentel voto voto evangélico Wagner Santos Wallace Sousa wallpaper Wellykem Marinho Wesleianismo Wilma Rejane Wordpress Yosef Nadarkhani Zip Net