Visite o Pesquisa Gospel

+-

(A+) (A-)

terça-feira, 25 de março de 2014

O legado de Moisés

Posted by Pr. Genivaldo Tavares de Melo on terça-feira, março 25, 2014 with 1 comment

EBD para dia 30 de março de 2014
PONTOS A ESTUDAR:
I – OS ÚLTIMOS DIAS DE MOISÉS.
II – MOISÉS, PASTOR DE ISRAEL.
III – APRENDENDO COM MOISÉS.

Em tempo: Moisés nos deixou exemplo de verdadeiro líder e um dos momentos marcantes em sua vida, foi sua fidelidade na construção do tabernáculo, como administrou os recursos entregues pelo povo.
  

I – OS ÚLTIMOS DIAS DE MOISÉS.

1.1  As palavras de despedida.

O cuidado de Moisés em levar o povo a refletir nos erros do passado e na importância de obedecer a Deus passando a mesma cultura para as gerações posteriores mostram o papel de um verdadeiro líder.

Um verdadeiro líder deve preparar o seu sucessor e confiar-lhe a responsabilidade na condução do povo, enquanto tem algum vigor e pode acompanhar a sucessão. Josué aprendeu bem com Moisés.


1.2  Moisés incentiva o povo a meditar na Palavra.

Estimular o povo a meditar na palavra não é o mesmo que fazer maratona de leitura bíblica como alguns orgulhosamente ostentam e cantam em “prosa” nos púlpitos: “Já li a Bíblia 20 vezes...”.

Ler a Bíblia 20 vezes não é o mesmo que meditar na Palavra do Senhor e se esforçar para praticar os seus ensinamentos. Contudo, não desprezo os que se aplicam aos programas de leitura da bíblia.


1.3  Moisés vê a terra prometida e morre.                  

Era Moisés da idade de 120 anos quando morreu e Deus ocultou o corpo de Moisés, com certeza, para que não aplicasse nele,  a técnica do Egito de embalsamamento e o venerassem  até o dia de hoje. Por muito menos adoraram a serpente ardente que Moisés levantou no deserto. Nm 21:9 e IIRs 18:4.



1.4 Moisés nomeia seu sucessor.

Consideremos o comentário do autor com relação a sucessão. Muitos não o fazem e quando morre, a igreja fica cercada de lobos dispostos a tudo incluindo violência física para assumir o pastorado. É preciso saber a hora de parar.



II – MOISÉS, PASTOR DE ISRAEL.

2.1 Homem de Deus.    

Homem de Deus não é aquele que construiu o maior templo do ministério e sim, aquele que soube conduzir o povo em torno de Jesus; que cumpriu bem e biblicamente a carreira proposta, preparando o povo para todo embate.


2.2 Homem de oração.                            

Moisés buscava na oração, conhecer os caminhos do Senhor para melhor conduzir o povo e; “mostra-me a tua glória”.

Os crentes precisam correr atrás desses dois objetivos?
O caminho e a glória estão reveladas no novo testamento de maneira evidente para que ninguém tropece na vida cristã.

A oração deve buscar conforto para a alma, adoração e intercessão.


2.3 Homem de fé.                              

Lembrar que os milagres realizados por Moisés tinha como importância, convencer Faraó para deixar o povo de Israel sair.

Os milagres não devem fazer com que o homem cresça e Jesus diminua.

Os milagres são ferramentas poderosas de convencimento na pregação do evangelho.

     

III – APRENDENDO COM MOISÉS.


3.1 A cultivar comunhão com Deus.

Quando se fala em cultivar comunhão com Deus nestes dias, logo vem a mente os devotados que oram nos montes, encontram nomenclaturas para dar título novo a uma matéria antiga como; “crentes reformados”, “varões de fogo” e tantos outros, deixando de lado o que é verdadeiramente essencial.

É difícil compreender como se pode aplicar tanto esforço para conhecer Deus pela teologia ou por jejuns e consagrações prolongadas com profundas abstinências sem se preocupar em agir de forma coerente, como Jesus ensinou sobre os verdadeiros adoradores que se completa com o chamado para socorrer os aflitos, aquecer os desprotegidos, aplacar a fome de quem precisa, nem mesmo com os domésticos da fé.

Só mesmo repetindo a leitura de Isaias 1:17.

3.2 A ter comunhão com outros crentes.

Ter comunhão com outros crentes é amar, seja de qual igreja for, afinal de contas, que culpa tem os discípulos de terem maus líderes? Ressalvo apenas os humildes que certamente procuraram apoio espiritual em alguma igreja tradicional e não encontraram.

Cobramos justiça e não praticamos a verdadeira justiça.

Quando Jesus formou a sua igreja e soprou sobre ela dando-lhe vida (Jo.20:22), não a instituiu para o fim que tem sido dado; que esqueçam da palavra do Senhor: “Misericórdia quero e não sacrifício” Mt.9:13 e 12:7.

Não se despreza por conta de conhecer a Palavra de Deus, a dedicação ao jejum e a oração de forma conveniente e despretensiosa.

 Atos 2:26-47 – Perseveravam unânimes no templo e comiam juntos com singeleza de coração.


3.3 Aceitar o ministério de líderes piedosos.

Considerem a importância das palavras do autor quando diz: “Os líderes são instrumentos de Deus para alimentar e nutrir seu povo...”.

Muitos ignoram isto:
Os departamentos que existem nas igrejas, fazem dos crentes alvos de convite para lidera-los, pastores de grupos menores com a mesma obrigação ou dever que tem o pastor com o grupo maior, com a igreja. Se cumprirem bem o papel, os resultados serão ótimos, para todo o conjunto.

Fica mais fácil, o professor da EBD, a dirigente do círculo de oração, o maestro do coro da igreja, do conjunto de jovens,  a jovem monitora das crianças entre outros, acompanhar as vidas, pautar as necessidades de cada uma, daquilo que muitas vezes escapa aos olhos do pastor da igreja por tantos outros compromissos.

3.4 A ter cuidado com os inimigos.

Os inimigos estão por toda parte com aparência de piedade 2Tm 3:5.

É preciso ter muita cautela, pois, pessoas nada convertidas que foram agregadas a igreja fazendo-a inchar em número, carregam no coração os vícios do mundo, principalmente com relação a costumes imorais, como as relações físicas homossexuais; isso está tentando minar a igreja, infelizmente começando por muitos púlpitos corrompidos.
Reações:

Um comentário:

  1. Moisés era chamado de servo de Deus, Homem de Deus, por ser fiel a Deu, ser temente a Deus. Moisés conversava com Deus, era o único servo que tinha esse previlégio de conversar cara a cara com Deus. Deus havia prometido terra a Moisés , mas não recebeu por desobediência a Deus. Só Moisés conseguiu que os israelistas lbedecesse a Deus. Antes de morrer Moisés havia preparado seu sussessor para ficar no seu lugare se chamava Josué. Antes dew m orrer Moisés sibiu o alto da montanha com Deus e de lá ele avistopu a terra prometida, mais ao vê-la ele morreu, e Deus ali mesmo enterrou seu corpo. Os israelitas choraram 30 dias por falta de Moisés.

    ResponderExcluir

Ensina-nos a contar os nossos dias, de tal maneira que alcancemos corações sábios - Salmos 90.12.

▬▬▬▬▬▬▬

Seu comentário é muito importante para nós da UBE Blogs - União de Blogueiros Evangélicos. Portanto, comente com responsabilidade.

Atenção: Não serão aceitos comentários:

1) Ofensivos
2) Anônimos
3) Em CAIXA ALTA.

Administração UBE Blogs

Postagens populares nos últimos 7 dias

Postagens mais acessadas

Conexão de amizades

Google+ Followers

Categorias

abaixo-assinado Aborto ação coletiva Aconselhamento Pastoral Acordo Ortográfico Adoração Africa alerta Altair Germano ANAJURE ansiedade Antonio Flávio Pierucci Apologética Arminismo e Calvinimo Arrecadação de Impostos artte assuntos atuais Ateísmo atitudes audio-books barbárie Belverede Bíblia Bíblia de Estudo Bibliotecas virtuais biografia Blog do Momento Blogagem Coletiva blogagem profética Blogger Blogosfera Cristã blogueiros Boicote Brasil Cadastro Campanhas Caramuru Afonso Francisco Carla Ribas Carlos Eduardo B. Calvani Carlos Nejar Carlos Roberto Silva Carnaval cartunista cristão casamento cenas da vida CGADB charge Charles Péguy cidadania Cinema Cintia Kaneshigue clamor Como criar e editar um blog? comportamento Comunicados Concurso no blog Concursos conectados em oração Consciência Cristã conscientização Contribuição conversão copa 2014 corporativismo corrupção cosmovisão cristã CPAD CPAD News Creative Commons crianças crianças desaparecidas crime criminalidade Cristofobia Culto de Missões debate Denúncias dependência de Deus Desafiando Limites Desaparecidos Desarmamento Desastres Naturais Descriminalização da maconha Deus. devocional Dia da Bíblia dia da mulher Dia das Mães Dia de Missões Dia dos Namorados Dia dos Pais Dicas dinheiro direitos humanos discurso Divulgação Domingo da Igreja Perseguida dons espirituais Dr. Luis Pianowski Drogas DVD e-book EBD Ecologia e Natureza Editorial educação Eleições Eleições 2014 Eliseu Antonio Gomes ENBLOGUE Enquete ensino Entrevistas Escatologia Escola Dominical Escrita Esdras Costa Bentho Esperança Esportes estatísticas Estudos Etica Etica no Blogar Evangelho Evangelismo Evento exegese bíblica Facebook Família família Cristã Felipe M Nascimento Fidelidade e Infidelidade conjugal filhos filme Filosofia fim do mundo formação de opinião frases e citações Frida Vingren futebol Game Geisa Iwamoto Genivaldo Tavares de Melo George Soros Geremias do Couto Geziel Gomes gif Google Friend Connect Google Plus (G+) governo Graça Guerra Cultural Gutierres Siqueira Haiti Hinários História Holocausto homilética HQ Humor idosos igreja Igreja Perseguida Imagens Cristãs inspiração Integridade Moral e Espiritual Intelectualidade Interatividade intercessão internet Internet Evangélica intolerância Islamofobia Izaldil Tavares de Castro J.T.Parreira Jairo de Oliveira Japão jejum Jesus: O Homem Perfeito Jesus. João Cruzué jogos eletrônicos Johann Sebastian Bach José Wellington Bezerra da Costa Judeus judiciário Júlio Severo Jurgen Moltmann justiça juventude Kelem Gaspar legislação LGBTS liberdade de expressão liberdade de imprensa lição de vida Lições Bíblicas Adulto Lições Bíblicas Jovens liderança literatura livro digital Livros Louvor Lucas Santos Luis Ribeiro Luiz Sayão maconha Magno Malta manifestações copa manisfestação Mantenedores UBE Blogs Manual da UBE Marco Feliciano maridos Marina Silva Mark Carpenter Marl Virkler Marta Suplicy Martinho Lutero mártires Maya Felix Meios de comunicação mensagem mentira Missão Missão Integral missiologia missões morte Motivação mulheres música namoro Natal Nazismo Nietzsche Notícias objetivos opinião oração orientação Orkut ortodoxia Pablo Massolar papel de parede parábola páscoa passatempos pastores Paul Tripp Paul Washer pecado pecaminosidade pena de morte perdão Perseguição política Perseguição religiosa Pinterest PL 122/2006 Plágio planejamento planejar PNDH - 3 poder de Deus Poesia polêmicas Política Pornografia portas abertas Português pregação e pregadores Primavera de Sara profecia profecias maias profeta Promoção Protestantes protesto Rankings Recursos Redes Sociais Reflexão Reforma Protestante remissão Repúdio ressurreição Retrospectiva Revista Cristã REVISTA FORBES Robin Willians Ronaldo Côrrea Sammis Reachers Saúde Pública SBB Selos Senado Federal SENAMI Sentido da vida Sidnei Moura Silas Daniel Silas Malafaia sociologia Sorteios STF suborno super-crente Teatro Tecnologias Televisão Templates teologia Teologia Brasileira teologia da prosperidade testemunho Tim Keller trabalho escravo tradução Tráfico Humano tráfico sexual tragédias tribulações triunfalismo tutoriais Twitter UBE UBE 2007 UBE 2008 UBE 2009 UBE 2010 UBE 2011 UBE 2012 UBE 2013 UBE 2014 UBE 2015 UBE 2016 UBE NA MÍDIA UBEbooks UOL utilidade pública Uziel Santana vaidade Valmir Nascimento Milomen viagem missionária vício Victor Leonardo Vida Cristã vida eterna vida real vídeo Viktor Frankl VINACC Vinicius Pimentel voto voto evangélico Wagner Santos Wallace Sousa wallpaper Wellykem Marinho Wesleianismo Wilma Rejane Wordpress Yosef Nadarkhani Zip Net