Visite o Pesquisa Gospel

+-

(A+) (A-)

sábado, 30 de abril de 2016

A MARAVILHOSA GRAÇA, Lç 5 para EBD dia 01/05/2016.

Posted by Pr. Genivaldo Tavares de Melo on sábado, abril 30, 2016 with No comments
EBD – SUBSÍDIO - LIÇÃO  PARA O DIA 01/05/2016.
‘A MARAVILHOSA GRAÇA”.
PONTOS A ESTUDAR:
I – OS INIMIGOS DA GRAÇA.
II – A VITÓRIA DA GRAÇA.
III – O FRUTO DA GRAÇA.

A graça está disponibilizada a todos os homens que devem procura-la como quem procura um grande tesouro.


Não precisamos arranjar inimigos que contestem as santas doutrinas confiadas por Deus a Paulo; eles estão por toda parte.
  
I – OS INIMIGOS DA GRAÇA.

1.1       Antinomismo

Penso que seja a segunda vez nestas lições que encontramos a palavra “diatribe” e como o seu significado caminha sobre diversas aplicações, prefiro usar o termo como um discurso inflamado, duro, sobre determinada matéria e no caso, contra o(s) “antinomismo(s)”.

Antinomismo – literalmente o que ou quem é contra a lei. Há muitos que se esforçam para passar o cheque em branco, dizendo: Não há lei ou regras; vivemos sob a graça.

Há muitos ensinadores e crentes que querem viver dessa forma; sem lei e sem regras e não é isso que a graça propõe.


1.2       Paulo não aceita e não confirma o antinomismo.

O papel ou função da graça, pelo contrário,  nos faz observadores e cumpridores da lei e refiro-me ao conjunto de normas estatuídas ao povo de Israel por Moises, que impõe limites a todos os crentes a que chamamos: “leis morais”

“Norma Agendi”  = Agir sob normas ou regras.

“Facultas agendi”  = A faculdade de agir, sempre sob a ótica da obediência a Deus pelo conhecimento da sua palavra que começa no Gênesis; até dispensa o comando de lideranças, obedecemos por amor.

Quanto maior a graça, maior é a obediência pelo amor a Deus.

Vejam que em momento algum falamos das leis que regulavam a vida religiosa de Israel; isto é outra questão.


1.3 Legalismo.

O legalismo tem um sentido muito mais profundo do que se possa imaginar e o autor informa que 613 preceitos foram estatuídos pelos líderes religiosos de Israel por entenderem a necessidade de obedecer rigorosamente a Lei Mosaica.

Como consequência, há muitos que aceitam o evangelho pela graça e logo se submetem ao peso da lei, afirmando que sem ela, não há salvação.

Paulo chamou os Gálatas de “insensatos”  por conta disso. Gl.3.


II –  A VITÓRIA DA GRAÇA.

2.1 A graça destrói o domínio do pecado.

A Nestes dias o povo está tomando a vacina contra o “influenza h1 n1” ou a vacina da gripe. Com ela o organismo cria anticorpos capazes de defendê-lo das agressões virais.

A graça funciona como um anticorpo, protegendo o homem interior contra as agressões do “vírus do mal”, o pecado sob todas as formas que afasta o homem da sua relação com Deus.

Para que a proteção aconteça, é preciso encher-se da graça que acontece pelo conhecimento da Palavra do Senhor. Quanto maior a obediência pelo conhecimento maior a proteção.


2.2 A graça destrói o reinado da morte.

O pecado entrou no mundo pela desobediência de Adão e hoje se fortalece pelo apego ao dinheiro e ao conforto.

Muitos estão naufragando na fé pela ambição da riqueza fácil. Púlpitos perdem virtude.

Com relação à morte, a graça bloqueou a ação degenerativa do pecado sob o homem tanto interior quanto exterior. Envelhecemos, claro, decorrência do pecado original,  mas teremos um corpo semelhante ao de Cristo pela sua morte e pela graça dispensada aos homens, na ressurreição.

2.3 A graça e os efeitos do pecado.

Morte não significa aniquilação, no plano físico tampouco  no plano espiritual, mas, separação. Morte quer dizer separação.

A morte tem caráter temporário. Fisicamente somos afastados da família e dos amigos e espiritualmente, somos afastados de Deus.

Estávamos mortos (espiritualmente) em ofensas e pecados; Cristo nos vivificou, nos deu vida pela sua graça. Tg. 1:15, Rm 8:2, Ef.2:1.

Por que Paulo afirmou que havia morrido após ter conhecimento da lei? Concepção filosófica e pessoal do apóstolo. Ele já sabia pelo conhecimento que recebera de Deus pelo Espírito Santo que o grave efeito do pecado sobre o homem, fora a separação ou morte.

ANTES DA LEI – Rm 2:12  Todos os que sem lei pecaram, sem lei perecerão.

COM A LEI – Vindo o mandamento, reviveu o pecado e eu morri. Rm. 7:9. A lei deu conhecimento da real situação do homem, porém, impotente para salvar.

                     
III –  OS FRUTOS DA GRAÇA.

3.1 A graça liberta.

O texto de Rm. 6:22 que nos admoesta a ter frutos para a vida eterna, soa como canção aos ouvidos do homem sincero.

Não questionamos o tipo do pecado, todavia tudo o que prende o homem a uma relação imprópria com os pecadores (há pecadores remidos e não remidos) não remidos, uma relação de caráter social como queiram chamar, relativiza a graça do Senhor e as consequências não são boas.

A graça liberta e quando a graça liberta, liberta de todos os vícios, qualquer coisa que entrando no coração do homem, o contamine, os adultérios, as mentiras a incapacidade de manter-se moralmente firme diante de Deus.

Os vícios mundanos já invadiram muitas igrejas.

3.2 Exigências da graça.

Indiscutivelmente, a graça exige fidelidade absoluta à Cristo e sua palavra.

É recomendável que o texto do autor neste ponto seja lido sem pressa pelos alunos e deve ser-lhes mostrado que não há evangelho sem cruz.

É preciso tomar cuidado, para não nominar costumes sociais e atribuir-lhes peso maior ou menor com relação ao pecado.

3.3 A graça santifica.

Duas palavras têm neste texto que nos levam a uma reflexão por serem resultantes da graça salvadora.

JUSTIFICAÇÃO – Sem colocar em questões profundamente teológicas, justificação é a condição outorgada pela graça;  tornamo-nos justos e essa condição nos reaproximou de Deus.

SANTIFICAÇÃO – Vida separada do pecado, afastados do ritmo mundano para agradar a Deus em quaisquer circunstâncias.

O autor dá conhecimento que a santificação se dá em dois estágios:

No primeiro estágio, segundo o autor, isto acontece na tomada de decisão quando o confessamos como Salvador. Muitos não gostam da expressão, “quando aceitamos a Cristo” que equivale a dizer; quando abrimos o nosso coração para o Senhor e sua palavra.

No segundo estágio, o que o autor chama pela teologia de “santificação posicional”, deve estar se referindo a nossa posição diante da sociedade, como somos vistos por Deus e pelos homens.  Hb. 12:1.





Reações:

0 Comentários:

Postar um comentário

Ensina-nos a contar os nossos dias, de tal maneira que alcancemos corações sábios - Salmos 90.12.

▬▬▬▬▬▬▬

Seu comentário é muito importante para nós da UBE Blogs - União de Blogueiros Evangélicos. Portanto, comente com responsabilidade.

Atenção: Não serão aceitos comentários:

1) Ofensivos
2) Anônimos
3) Em CAIXA ALTA.

Administração UBE Blogs

Postagens populares nos últimos 7 dias

Postagens mais acessadas

Conexão de amizades

Google+ Followers

Categorias

abaixo-assinado Aborto ação coletiva Aconselhamento Pastoral Acordo Ortográfico Adoração Africa alerta Altair Germano ANAJURE ansiedade Antonio Flávio Pierucci Apologética Arminismo e Calvinimo Arrecadação de Impostos artte assuntos atuais Ateísmo atitudes audio-books barbárie Belverede Bíblia Bíblia de Estudo Bibliotecas virtuais biografia Blog do Momento Blogagem Coletiva blogagem profética Blogger Blogosfera Cristã blogueiros Boicote Brasil Cadastro Campanhas Caramuru Afonso Francisco Carla Ribas Carlos Eduardo B. Calvani Carlos Nejar Carlos Roberto Silva Carnaval cartunista cristão casamento cenas da vida CGADB charge Charles Péguy cidadania Cinema Cintia Kaneshigue clamor Como criar e editar um blog? comportamento Comunicados Concurso no blog Concursos conectados em oração Consciência Cristã conscientização Contribuição conversão copa 2014 corporativismo corrupção cosmovisão cristã CPAD CPAD News Creative Commons crianças crianças desaparecidas crime criminalidade Cristofobia Culto de Missões debate Denúncias dependência de Deus Desafiando Limites Desaparecidos Desarmamento Desastres Naturais Descriminalização da maconha Deus. devocional Dia da Bíblia dia da mulher Dia das Mães Dia de Missões Dia dos Namorados Dia dos Pais Dicas dinheiro direitos humanos discurso Divulgação Domingo da Igreja Perseguida dons espirituais Dr. Luis Pianowski Drogas DVD e-book EBD Ecologia e Natureza Editorial educação Eleições Eleições 2014 Eliseu Antonio Gomes ENBLOGUE Enquete ensino Entrevistas Escatologia Escola Dominical Escrita Esdras Costa Bentho Esperança Esportes estatísticas Estudos Etica Etica no Blogar Evangelho Evangelismo Evento exegese bíblica Facebook Família família Cristã Felipe M Nascimento Fidelidade e Infidelidade conjugal filhos filme Filosofia fim do mundo formação de opinião frases e citações Frida Vingren futebol Game Geisa Iwamoto Genivaldo Tavares de Melo George Soros Geremias do Couto Geziel Gomes gif Google Friend Connect Google Plus (G+) governo Graça Guerra Cultural Gutierres Siqueira Haiti Hinários História Holocausto homilética HQ Humor idosos igreja Igreja Perseguida Imagens Cristãs inspiração Integridade Moral e Espiritual Intelectualidade Interatividade intercessão internet Internet Evangélica intolerância Islamofobia Izaldil Tavares de Castro J.T.Parreira Jairo de Oliveira Japão jejum Jesus: O Homem Perfeito Jesus. João Cruzué jogos eletrônicos Johann Sebastian Bach José Wellington Bezerra da Costa Judeus judiciário Júlio Severo Jurgen Moltmann justiça juventude Kelem Gaspar legislação LGBTS liberdade de expressão liberdade de imprensa lição de vida Lições Bíblicas Adulto Lições Bíblicas Jovens liderança literatura livro digital Livros Louvor Lucas Santos Luis Ribeiro Luiz Sayão maconha Magno Malta manifestações copa manisfestação Mantenedores UBE Blogs Manual da UBE Marco Feliciano maridos Marina Silva Mark Carpenter Marl Virkler Marta Suplicy Martinho Lutero mártires Maya Felix Meios de comunicação mensagem mentira Missão Missão Integral missiologia missões morte Motivação mulheres música namoro Natal Nazismo Nietzsche Notícias objetivos opinião oração orientação Orkut ortodoxia Pablo Massolar papel de parede parábola páscoa passatempos pastores Paul Tripp Paul Washer pecado pecaminosidade pena de morte perdão Perseguição política Perseguição religiosa Pinterest PL 122/2006 Plágio planejamento planejar PNDH - 3 poder de Deus Poesia polêmicas Política Pornografia portas abertas Português pregação e pregadores Primavera de Sara profecia profecias maias profeta Promoção Protestantes protesto Rankings Recursos Redes Sociais Reflexão Reforma Protestante remissão Repúdio ressurreição Retrospectiva Revista Cristã REVISTA FORBES Robin Willians Ronaldo Côrrea Sammis Reachers Saúde Pública SBB Selos Senado Federal SENAMI Sentido da vida Sidnei Moura Silas Daniel Silas Malafaia sociologia Sorteios STF suborno super-crente Teatro Tecnologias Televisão Templates teologia Teologia Brasileira teologia da prosperidade testemunho Tim Keller trabalho escravo tradução Tráfico Humano tráfico sexual tragédias tribulações triunfalismo tutoriais Twitter UBE UBE 2007 UBE 2008 UBE 2009 UBE 2010 UBE 2011 UBE 2012 UBE 2013 UBE 2014 UBE 2015 UBE 2016 UBE NA MÍDIA UBEbooks UOL utilidade pública Uziel Santana vaidade Valmir Nascimento Milomen viagem missionária vício Victor Leonardo Vida Cristã vida eterna vida real vídeo Viktor Frankl VINACC Vinicius Pimentel voto voto evangélico Wagner Santos Wallace Sousa wallpaper Wellykem Marinho Wesleianismo Wilma Rejane Wordpress Yosef Nadarkhani Zip Net